FlatOut!
Image default
Sessão da manhã

É assim que se pilota um Honda Civic hatch em Mount Panorama

Grandes demonstrações de pilotagem são algo de que a gente sempre gosta – não importa qual seja o carro, quem seja o piloto e em que circuito está acontecendo a ação: se o cara manda bem, a gente sabe apreciar. É este o caso de Jordan Cox, um australiano bom de braço que, com seu Honda Civic hatchback EG, roubou a cena e deu trabalho para muitos grandalhões no circuito australiano de Mount Panorama, durante as 12 Horas de Bathurst.

Quer dizer, não foi exatamente durante as 12 Horas de Bathurst, um dos eventos automobilísticos mais importantes da Austrália, e sim durante a corrida de abertura, a Improved Production Challenge.

A gente já falou a respeito no FlatOut. Em essência, trata-se da categoria dos nossos sonhos: carros de rua modificados para as pistas, um regulamento bastante leve – você pode trocar o motor do seu carro (desde que seja por outro da mesma marca), rebaixar a suspensão, aliviar peso e sobrealimentar quase sem restrições.

Uma foto publicada por @fastpork em

O regulamento divide os carros por deslocamento (até 1,6 litro, dois litros, três litros e acima de três litros) e… só. E todo mundo vai para a pista junto! É por isso que você literalmente vê de tudo na Improved Production: Porsche 911, Mazda RX-7, BMW M3, Ford Falcon, Holden Monaro, Honda Civic, Audi TT… todos devidamente equipados com gaiola, cintos e bancos de competição e, claro, preparados como se deve.

Por mais que a gente goste de ver os protótipos e carros de turismo de fábrica acelerando nas 12 Horas de Bathurst, mas não há como não ficar boquiaberto com o nível da competição na Improved Production. São bons pilotos, profissionais e amadores, e nenhum deles poupa seus carros.

O vídeo abaixo traz, na íntegra, a corrida que antecedeu as 12 Horas de Bathurst 2017, que aconteceu no último sábado (4). Desde a largada dá para entender por que a Improved Production vem crescendo em popularidade na Austrália: vários carros de corrida diferentes, todos baseados em modelos de rua, com chassi/monobloco original, juntos na pista, um espírito totalmente grassroots.

É meia hora de vídeo, mas antes da marca dos dois minutos já dá para ver quem rouba a cena: Jordan Cox em seu Civic EG preparado. Não há muitas informações disponíveis a respeito das especificações, a não ser que o carro tem um motor de dois litros da Honda. Um K20, talvez? O carro se sente bastante à vontade nas curvas de Mount Panorama que, com sua grande variação de relevo e asfalto estreito em alguns trechos, lembra bastante uma touge japonesa.

O Civic está bastante neutro, o que surpreende para um carro de tração dianteira e entre-eixos curto (2,57 m, no caso), e equilibrado dinamicamente, sem uma traseira excessivamente solta, evitando sobre-esterços. O carro carrega muito mais velocidade na entrada e nos contorno das curvas, o que permite atacá-las de forma bastante incisiva. Ele freia tarde, contorna curvas com a roda traseira no ar e faz ultrapassagens impressionantes depois de largar na primeira fila, mas perder posições para adversários mais potentes. A primeira, aos 4:25 do vídeo, em cima do Holde Commodore de Scotty Wilson mostra como Cox demora muito mais para reduzir nas curvas.

Depois, inicia-se uma batalha épica entre Cox em seu Civic e Leigh Forrest, em um Toyota Celica dos anos 1970 com motor turbo. Tudo começa aos seis minutos, quando o Holden tenta ultrapassar a dupla mas não consegue. A partir daí, o Civic e o Celica começam a trocar posições em uma série de belíssimas ultrapassagens e permanecem assim por quase metade da corrida – até que, na marca dos 14 minutos, o Celica tem problemas no câmbio e deixa o caminho livre para Cox.

O jovem de 23 anos termina a corrida na quarta posição. Ele pode não ter vencido, mas temos certeza de que ele foi um dos melhores pilotos da corrida. Confira abaixo, a versão onboard da corrida, gravada de dentro do carro de Cox.

 

Matérias relacionadas

É assim que um Porsche de Le Mans deve roncar

Leonardo Contesini

550 cv e 102 mkgf: esta perua Mercedes-Benz W203 a diesel é o nosso novo carro de drift favorito

Dalmo Hernandes

Aumente o som para começar o dia com o hardcore ferrarista em Monza

Leonardo Contesini