A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Humor Vídeo

E é por isso que colocar um cocô falso no Lamborghini Gallardo de outra pessoa é uma péssima ideia

O que você faria se fosse buscar seu Lamborghini Gallardo no estacionamento e encontrasse cocô em cima dele — ao lado de um cara fechando as calças e segurando um rolo de papel higiênico? Você certamente não ficaria nada feliz e provavelmente não reagiria muito bem — e não precisaria nem ser um supercarro. Só que nesta pegadinha o dono do supercarro com motor V10 reagiu da forma mais inesperada (e dolorosa) possível: com uma arma de eletrochoque — o famoso Taser.

O vídeo começa com os ViralBrothers — nome do canal destes dois caras que se especializaram em fazer pegadinhas assustadoras — explicando que seguiram o motorista de um Lamborghini que os “fechou, mostrou o dedo do meio e foi super agressivo” para dar uma lição bem humorada (e de gosto duvidoso) no cara. Como? Colocando um cocô de mentira e fingindo ter acabado de deixar a sua obra de artesanato em cima do Gallardo. O que acontece em seguida é surpreendente e, certamente, bem doloroso.

O homem, um senhor de idade, fica extremamente bravo quando percebe o que acabou de acontecer, e pergunta indignado por que diabos eles fariam aquilo. “Você acha isso engraçado?”

Você fechou a gente!“, o prankster responde em um tom de voz que não dá para dizer que não foi provocativo. E ele vai se arrepender pela vida toda de ter dito aquelas palavras daquele jeito. Sabe por quê? Por que ele tomou um tiro de eletrochoque bem na coluna  e deve ter doído demais. Muito mesmo. Dói na gente só de assistir.

Usadas para imobilização e autodefesa, as armas de eletrochoque disparam dois eletrodos ligados a um cabo que pode ter até dez metros de comprimento. No momento em que atingem o corpo do alvo, os eletrodos aplicam, por cinco segundos, uma descarga elétrica que age no sistema nervoso central e imobiliza o alvo em posição fetal. Depois disso, se o gatilho continuar apertado, um novo choque é disparado a cada 1,5 segundo. Há modelos de até 400 Volts e, dependendo da situação, a descarga pode ser fatal.

Certamente sabendo disso, o cara que estava filmando tudo fica desesperado, levanta-se de onde está e vai ajudar seu amigo, que está deitado no chão, tremendo. Aparentemente o homem percebe a gravidade da situação (e que o cocô era falso) e tenta chegar perto para ver o que aconteceu, mas é enxotado pelo rapaz. No fim das contas, o cara que levou o choque fica bem depois de alguns minutos, mas certamente com dores pelo corpo todo e, principalmente, no local onde os eletrodos acertaram. O vídeo abaixo mostra sua situação:

Agora, se os caras levaram mesmo uma fechada e resolveram aprontar uma pegadinha com o dono do Gallardo que, por sua vez, decidiu tomar uma atitude extrema logo de cara, fica difícil apontar quem estava errado nesta história. A maioria das pessoas levaria na brincadeira depois de descobrir que o cocô era falso, mas nem todo mundo está num bom dia todos os dias, não é? Por outro lado, armas de eletrochoque servem para autodefesa e podem levar à morte se não forem usadas da maneira correta — tanto que seu uso é proibido para civis em vários países, como o Brasil.

O que dá para dizer com mais certeza é que provavelmente os caras vão tomar mais cuidado com o carro dos outros, e o senhor vai pensar duas vezes antes de sair atirando com um taser por qualquer motivo.

Matérias relacionadas

Um Mazda RX7 feito de Lego andando de lado em stop-motion é a melhor maneira de esperar a ceia de natal

Dalmo Hernandes

Ride the mountains: Transfăgărășan, a melhor estrada do mundo

Dalmo Hernandes

O Porsche 911 de Jack Olsen é a inspiração absoluta de todo gearhead

Leonardo Contesini