A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Projetos Gringos

E36 Compact V8: o hot hatch mais insano que a BMW não fez

O BMW Z3 M Coupe é certamente um dos carros mais bacanas que a BMW já vez – resumidamente, um hatchback com a mecânica do M3 E36, ou seja, um seis-em-linha de 3,2 litros e cerca de 320 cv, câmbio manual de cinco marchas e tração traseira. É o tipo de carro que não se faz mais hoje em dia, e seu visual excêntrico, com capô longo e traseira curta, que lhe rendeu o apelido clown shoe (sapato de palhaço), era só a cereja do bolo.

Ainda não é assinante do FlatOut? Considere fazê-lo: além de nos ajudar a manter o site e o nosso canal funcionando, você terá acesso a uma série de matérias exclusivas para assinantes – como conteúdos técnicoshistórias de carros e pilotosavaliações e muito mais!

 

FLATOUTER

Plano de assinatura com todos os benefícios: acesso livre a todas as edições da revista digital do FlatOut e demais matérias do site, download de materiais exclusivos, participação em sorteios e no grupo secreto no Facebook (fique próximo de nossa equipe!), além de veiculação de até 7 carros no FlatOuters e até 3 anúncios no site GT40, bem como descontos em oficinas e lojas parceiras*!

R$20,00 / mês

*Benefícios sujeitos ao único e exclusivo critério do FlatOut, bem como a eventual disponibilidade do parceiro. Todo e qualquer benefício poderá ser alterado ou extinto, sem que seja necessário qualquer aviso prévio.

CLÁSSICO

Plano de assinatura na medida para quem quer acessar livremente todas as edições da revista digital do FlatOut e demais matérias do site1, além de veiculação de até 3 carros no FlatOuters e um anúncio no site GT402.

De R$14,90

por R$9,90 / mês

1Não há convite para participar do grupo secreto do FlatOut nem há descontos em oficinas ou lojas parceiras.
2A quantidade de carros veiculados poderá ser alterada a qualquer momento pelo FlatOut, ao seu único e exclusivo critério.

Mas hoje vamos falar de um dos hot hatches mais sensacionais que a BMW não fez – mas que existiu de fato, pelas mãos da extinta preparadora Hartge: o E36 Compact com motor V8. Sim, isto mesmo que você leu. Parece bom demais para ser verdade, não?

Fundada em 1971 e extinta em 2019, a Hartge ficou conhecida por suas preparações nos modelos da BMW. Boa parte de seus projetos envolvia aumentar o deslocamento do motor, colocar carburadores maiores, trocar os comandos de válvulas, melhorar os freios, recalibrar a suspensão e acrescentar modificações discretas e de bom gosto. Mas às vezes eles iam à loucura e criavam monstrinhos como este E36 Compact.

O BMW E36 Compact era uma mistura do E36 com o E30. O primeiro fornecia boa parte dos componentes, incluindo o front clip, para-brisa, colunas “A” e portas – e até o entre-eixos era o mesmo das outras versões de carroceria, com 2,70 metros. Mas a suspensão traseira, em vez do arranjo multilink do E36, utilizava o sistema de braços arrastados do antecessor E30 – que era mais barato, já estava pronto, e de quebra proporcionava uma dinâmica mais traseira e arisca (aliás, este era o mesmo arranjo do Z3 M Coupe). Em suma, a plataforma perfeita para receber um V8, não?

 

O V8 em questão era o M62 da BMW, em uma versão de 4,4 litros que foi utilizada no 540i E39 e na primeira geração do SUV X5 – e o motor que deu origem ao motor S62 utilizado no BMW M5 E39. Originalmente ele entregava 285 cv e 44,8 kgfm de torque e, sinceramente, estes números já seriam absurdos em um E36 Compact.

Mas a Hartge queria mais. Para isto, a prepradora aumentou o deslocamento do V8 para 4,7 litros, ampliando o curso dos pistões de 82 mm para 89 mm (o diâmetro dos cilindros permaneceu em 92 mm), além de dar ao motor uma nova ECU e instalar coletores mais livres, feitos sob medida. O resultado: 350 cv a 5.900 rpm e 50 kgfm de torque a 4.250 rpm – em um hatchback de tração traseira.

Como se não bastasse um vê-oitão naturalmente aspirado, a Hartge ainda trocou o câmbio original pela caixa de seis marchas do BMW M3 da época, que era fornecida pela Getrag. Com isto, E36 Compact levava cerca de 5,5 segundos para ir de zero a 100 km/h e seguia acelerando até passar dos 270 km/h.

Para garantir que a dirigibilidade do carro correspondesse à nova potência, a Hartge incluiu amortecedores ajustáveis Bilstein (evidentemente, já que eles estão em nove de cada dez projetos nessa pegada) e os freios do M3.

Por fora, as rodas Hartge de 19 polegadas e os para-lamas alargados são as únicas dicas de que há algo diferente neste carro. Já o interior ganhou bancos Recaro e o painel envolvente do E36 sedã – o Compact tinha originalmente uma peça mais enxuta.

Reza a lenda que a Hartge fez apenas dois exemplares do E36 Compact V8 entre 1997 e 1999, talvez porque o mundo não suportasse tanta fodasticidade – ou talvez porque cada carro custava 146.000 marcos alemães. Para se ter ideia, na época um M3 E36 custava cerca de 90.000 marcos alemães. Dava para comprar um M3 e meio!

Agora, porém, alguém terá a oportunidade de comprá-lo novamente – no dia 11 de junho a agência RM Sotheby’s vai vender um dos exemplares em um leilão online, sem reserva. Atualmente ele só tem 37.500 km marcados no hodômetro, o que é praticamente um crime. Quem tem coragem?

 

Matérias relacionadas

Dzintara Volga, a “Nascar russa” – ou “quando táxis viram carros de corrida”

Eduardo Rodrigues

Mercedes cria aplicativo para integrar smartwatch a seus automóveis

Dalmo Hernandes

Este cara estacionou um Mini Cooper em uma vaga 8 cm maior que o carro e quebrou o recorde mundial (de novo)

Dalmo Hernandes