A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Car Culture Projetos Gringos

Ehra-Lessien, a incrível pista de testes “secreta” da Volkswagen e sua reta de 9 quilômetros

Oficialmente o carro mais veloz do mundo é o Bugatti Veyron Super Sport, que em 2010 chegou aos 431 km/h. O recorde foi homologado pelo Guinness, e realizado no único lugar onde é possível chegar a tal velocidade: a pista de testes de Ehra-Lessien, um complexo “secreto” localizado na cidade de mesmo nome, nos arredores de Wolfsburg — ainda que a palavra mais apropriada seja “exclusivo”, visto que hoje em dia todos sabem que Ehra-Lessien existe, mas apenas o grupo VW tem acesso à pista.

Ehra-Lessien foi construída em 1965, em meio à Guerra Fria entre americanos e soviéticos. O local foi escolhido estrategicamente — próximo à fronteira com a Alemanha Oriental, em uma zona de exclusão aérea, tudo para dificultar ao máximo o acesso não autorizado e que se registrassem fotografias do layout do circuito.

Hoje, obviamente, esta preocupação não existe — qualquer um com acesso à Internet pode ver imagens de alta definição feitas por satélite e explorar o circuito todo visto de cima. Dá até para ver vários carros sendo testados ao longo dos 96 km do circuito, que traz uma boa variedade de superfícies e diferentes tipos de curva para simular diversas condições de rodagem e avaliar o desempenho e o comportamento do carro e de seus componentes sob diversas condições.

De fato, não há muito mais informações a respeito do layout de Ehra-Lessien (o que torna o circuito “secreto” até certo ponto), mas de qualquer forma o circuito é realmente famoso por sua reta de 9 km. Dizem que a reta é tão longa que você não enxerga a outra ponta devido à curvatura natural da Terra.

Bugatti-Veyron-Super-Sport-07

Por mais que seja um fã de carros pequenos e ágeis que fazem curvas com gosto (e quem não é?), pode confessar: você já fantasiou com a ideia de estar em um carro veloz diante de uma reta aparentemente interminável, com asfalto lisinho, só esperando seu pé direito afundar no acelerador — se disser que não, não vamos acreditar em você, desculpe. Pois Ehra-Lessien é o único lugar no mundo onde você pode realizar este sonho sem tomar uma bela multa — desde que seja um piloto de testes de alguma das marcas do Grupo VW, ou seja um cara famoso como James May, que levou o Bugatti Veyron aos 407 km/h no segundo episódio da nona temporada de Top Gear, lá em 2007.

Três anos depois, em 2010, o Captain Slow voltou a Ehra-Lessien ao volante do Veyron Super Sport e atingiu os 417 km/h — pouco antes de Pierre Henri Raphanel, piloto de testes da Bugatti, levar o monstro de 16 cilindros, quatro turbos e 1.200 cv aos 431,071 km/h, estabelecendo o recorde atual. Detalhe: esta foi a velocidade média calculada na ida e na volta — primeiro, foram 427,933 km/h e depois 434,211 km/h.

Foi um feito impressionante, e realizável somente em uma reta tão longa que, em pé em uma das pontas, não se consegue enxergar a outra por causa da curvatura do planeta. Agora, a verdade é que mesmo para um um piloto de testes o acesso a Ehra-Lessien é bastante burocrático: é preciso passar em um teste prático e, de preferência, falar alemão fluente. Se não for o caso, o piloto recebe aulas para, ao menos, aprender a pedir ajuda em alemão e informar um possível acidente pelo rádio.

E eles acontecem: em 2009, um piloto brasileiro de 42 anos (que não teve seu nome revelado) morreu durante uma sessão de testes sob chuva. O carro perdeu o controle e bateu em um guard rail. Pouco depois, um piloto alemão de 27 anos também perdeu o controle e bateu no primeiro carro, ficando gravemente ferido. Especula-se que os dois carros perderam o controle por causa da aquaplanagem — situação que ocorre quando um carro “flutua” sobre uma fina lâmina de água e perde totalmente o contato com o asfalto, ficando descontrolado. Não há mais informações a respeito dos acidentes.

ehra-lessien-track

Talvez por isso o acesso à pista seja tão difícil e exclusivo à VW. A última vez que outra companhia teve acesso foi em 1998, quando o piloto vencedor de Le Mans Allan McNish levou o protótipo XP5 do McLaren F1 aos 391 km/h — com vídeo para provar, claro:

Não se preocupe, o silêncio só dura alguns segundos

Foi mais veloz até do que o recorde oficial do Macca, que atingiu os 386 km/h em Nardò, outra pista de testes que, na época, pertencia à VW (em 2012, Nardò foi comprada pela Porsche). Nardò é uma circunferência 12,5 km, e a pista de quatro faixas é inclinada a um ângulo que torna possível, até certa velocidade, contorná-la sem virar o volante. É quase como uma reta infinita — mas este “quase” impede que se chegue a velocidades tão alta quanto a de uma reta de verdade, como em Ehra-Lessien.

ehra-lessien-by-david-hulme

Foto: David Hulme/Flickr

[Post sugerido pelo leitor Rafael Ribeiro]

Matérias relacionadas

Aceleramos o Nissan Leaf: uma agradável surpresa para um gearhead fã da velha guarda

Juliano Barata

Fiat 147 Sorpasso: a versão mais rara e potente que o 147 já teve… na Argentina

Dalmo Hernandes

WTAC Sydney: conheça a categoria mais insana da Austrália

Dalmo Hernandes