A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Achados meio perdidos

Eis a sua chance de comprar um Honda Prelude Si conservado e totalmente original

É difícil resistir à tentação de citar Gran Turismo toda vez que falamos de algum esportivo japonês aqui no FlatOut – a franquia do PlayStation apresentou muita gente aos carros nipônicos mais legais do mundo, e o Honda Prelude está entre eles. E, se você sempre sonhou em ter um destes depois de passar noites em claro na frente do videogame, o Achado meio Perdido de hoje pode ser uma boa oportunidade.

Claro, o Prelude é um bom tanto mais modesto do que caras como o Honda NSX ou o Nissan Skyline GT-R – ele é um cupê de tração dianteira e carroceria de três volumes produzido entre 1978 e 2001, em nada menos que cinco gerações diferentes. Por toda a sua carreira, que durou nada menos que 23 anos, o Prelude teve como rivais outros cupês de tração dianteira, como o Mitsubishi Eclipse e o Toyota Celica.

prelude-fagundes-achado (12)

No entanto, a geração da qual todo mundo lembra é a quarta, apresentada em setembro de 1991 como modelo 1992. Foi a maior evolução do ‘Lude desde seu lançamento – as linhas retas e marcadas utilizadas pelas três primeiras gerações deram lugar a formas sinuosas e orgânicas, com uma dose discreta de agressividade. Mais baixo e largo, o Prelude Mk4 parecia maior que seu antecessor, ainda que fosse seis centímetros mais curto (4,40 m de comprimento).

prelude-fagundes-achado (1)

Sendo um cupê 2+2, o Prelude tinha dois bancos pequenos atrás, confortáveis apenas o suficiente para trajetos curtos. Em compensação, os ocupantes da frente iam sentados em bancos do tipo concha, com bastante espaço e um interessante painel de instrumentos que, fora o cluster principal, tinha mostradores digitais ocultos em sua ampla área horizontal. O arranjo, que dava um aspecto futurista à cabine, é uma das características favoritas dos fãs da quarta geração do Prelude.

prelude-fagundes-achado (6)

 

prelude-fagundes-achado (13) prelude-fagundes-achado (9)

A quarta geração do Honda Prelude teve mais de quinze versões diferentes espalhadas entre os mercados americano, japonês, europeu e australiano. O carro sobre o qual vamos falar hoje é um Prelude Si americano, o que significa que seu motor é o chamado H23A1, um quatro-cilindros de 2,3 litros com comando duplo no cabeçote feito todo de alumínio, capaz de entregar 162 cv a 5.800 rpm e 21,6 mkgf de torque a 5.300 rpm, com limite de giros às 6.500 rpm. A transmissão é automática, de quatro marchas.

prelude-fagundes (10)

Pelo conjunto, dá para sacar que o Prelude Si americano está mais para grand tourer do que para esportivo de pista, com 0-100 km/h cumprido em cerca de oito segundos, com máxima superior a 200 km/h. Por outro lado, a de suspensão independente por braços sobrepostos nas quatro rodas, aliada ao sistema 4WS de esterçamento automático das rodas traseiras, garantia estabilidade ímpar e boa disposição para brincar.

prelude-fagundes-achado (2)

O exemplar de hoje pertence a Renato Fagundes, de Macaé/RJ. Renato trabalha na Honda e é um verdadeiro fã da marca – este Prelude Si é seu quinto Honda –, o que diz bastante sobre o estado de conservação do carro. De acordo com ele, este Prelude pertencia a um paulista e, depois de sua morte, o carro passou seis anos em um inventário e só pôde ser vendido em 2012.

prelude-fagundes-achado (4)

Renato diz que o carro sempre foi utilizado de forma esporádica e com manutenção regular, como deve ser, encontrando-se em muito boa forma para seus 128 mil km acumulados no hodômetro desde 1993. Conhecedor do modelo, o proprietário garante que manteve alto nível de cuidados, utilizando apenas componentes originais e mão de obra altamente especializada, tudo nas concessionárias Honda. Sendo assim, ele diz que não há nada que precise ser feito, e que o carro jamais sofreu qualquer modificação fora dos padrões originais.

prelude-fagundes-achado (15) prelude-fagundes-achado (14) prelude-fagundes-achado (5)

Pintura, interior e acabamentos estão todos em excelente estado e em seus devidos lugares. As rodas originais de 15 polegadas, que só apresentam pequenas marcas, são calçadas com um jogo de pneus novos da Dunlop.

prelude-fagundes-achado (8)

O valor pedido é bastante interessante em meio à oferta dos Honda da década de 1990, que andam muito procurados nos últimos tempos: R$ 20 mil, negociáveis. Renato afirma que está vendendo o carro por questões de saúde, e até aceita propostas de troca dependendo do modelo oferecido. Se você se interessou, pode entrar em contato com Renato pelo email [email protected].

[ JDM Motors/Facebook ]


“Achados Meio Perdidos” é o quadro do FlatOut! na qual selecionamos e comentamos anúncios de carros interessantes ao público gearhead, como veículos antigos, preparados, exclusivos e excêntricos. Não se trata de uma reportagem aprofundada e não nos responsabilizamos pelas informações publicadas nos anúncios – todos os detalhes devem ser apurados com o proprietário.

 

Matérias relacionadas

Este Pontiac Firebird 400 1968 com câmbio manual está à venda no Brasil!

Dalmo Hernandes

Este VW Fusca 1976 bem cuidado e modificado com muito bom gosto pode ser seu!

Dalmo Hernandes

Kadett GS: clássico, confiável, bonito e amarelo. Vale R$ 16 mil?

Dalmo Hernandes