A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Car Culture Carros Antigos

Esquadrão Sigma: os carros animais da polícia grega nos anos 1990

Já falamos bastante sobre as viaturas policiais de outros países aqui no FlatOut – como no Oriente Médio, onde supercarros são adições comuns às frotas; ou no Japão, onde alguns ícones do Gran Turismo trabalham para manter a lei e a ordem. Também já exploramos as viaturas do passado em outros países, como as icônicas banheiras norte-americanas e os Carabinieri italianos.

Ainda não é assinante do FlatOut? Considere fazê-lo: além de nos ajudar a manter o site e o nosso canal funcionando, você terá acesso a uma série de matérias exclusivas para assinantes – como conteúdos técnicoshistórias de carros e pilotosavaliações e muito mais!

 

FLATOUTER

Plano de assinatura com todos os benefícios: acesso livre a todas as edições da revista digital do FlatOut e demais matérias do site, download de materiais exclusivos, participação em sorteios e no grupo secreto no Facebook (fique próximo de nossa equipe!), além de veiculação de até 7 carros no FlatOuters e até 3 anúncios no site GT40, bem como descontos em oficinas e lojas parceiras*!

R$20,00 / mês

*Benefícios sujeitos ao único e exclusivo critério do FlatOut, bem como a eventual disponibilidade do parceiro. Todo e qualquer benefício poderá ser alterado ou extinto, sem que seja necessário qualquer aviso prévio.

CLÁSSICO

Plano de assinatura na medida para quem quer acessar livremente todas as edições da revista digital do FlatOut e demais matérias do site1, além de veiculação de até 3 carros no FlatOuters e um anúncio no site GT402.

De R$14,90

por R$9,90 / mês

1Não há convite para participar do grupo secreto do FlatOut nem há descontos em oficinas ou lojas parceiras.
2A quantidade de carros veiculados poderá ser alterada a qualquer momento pelo FlatOut, ao seu único e exclusivo critério.

Mas a gente nunca falou dos carros de polícia gregos antes – talvez porque a Grécia não é exatamente o primeiro país de que lembramos quando o assunto é carro. E isto é um crime, porque as viaturas que os gregos tinham nos anos 1990 eram simplesmente animais. Sinceramente, talvez fossem os carros de polícia mais bacanas do mundo naquela época.

É uma afirmação ousada, sim, mas sente o gostinho: Lancia Delta Integrale, Alfa Romeo 155, Mercedes-Benz 190E Cosworth, Porsche 911 Turbo, Audi RS2 Avant… Pois é: praticamente uma garagem dos sonhos a serviço da lei.

Claro, nem todos os policiais da Grécia na década de 1990 dirigiam esportivos icônicos. Este privilégio ficava restrito apenas aos membros do esquadrão Sigma, divisão da Polícia Helênica (este é o nome oficial da polícia grega) que tinha a missão de perseguir e deter pilotos de rua que disputavam rachas em vias públicas.

Os carros do esquadrão Sigma não tinham sirenes ou luzes no teto – apenas adesivos na carroceria, a fim de que o público em geral pudesse identificá-los, mas sem chamar a atenção dos meliantes. O esquadrão foi formado em meados da década de 1990 especialmente para perseguir street racers, simplesmente porque os carros comuns da polícia naquela época não eram capazes disto.

A origem dos carros variava: alguns eram comprados novos em concessionárias, mas outros vinham de apreensões feitas pela própria polícia e, em vez de leiloados, acabavam mudando de lado. Foi o caso do Merceces-Benz 190E 2.3-16 Cosworth, da Audi RS2 Avant e do Porsche 930, um Targa – que, de acordo com o pessoal do Carscoops, foi destruído em um acidente durante uma perseguição.

Nas foto abaixo, além do 930, podemos ver alguns Alfa Romeo 155 e, no primeiro plano da segunda foto, o 190E.

Ainda entre os Ford – que tal um Sierra Sapphire Cosworth, versão de quatro portas do RS500?

Nesta outra foto, além do Sierra, vemos um BMW M3 E30:

Também havia pelo menos dois Lancia: o já citado Delta Integrale e um Thema 8.32 – sim, a versão com motor V8 Ferrari na dianteira:

Existe pouquíssima informação online a respeito do esquadrão Sigma – apenas estas imagens, entre fotos e screenshots, publicadas pela página Αμεση Δράση Ελληνική Αστυνομία (“Polícia Grega de Ação Imediata”, em tradução livre). Sabe-se que eles conseguiram coibir consideravelmente os rachadores na capital Atenas, e que permaneceram em atividade por poucos anos antes de os esportivos serem aposentados. Também sabe-se o motivo para isto ter acontecido: altos custos de manutenção. Uma vez que o cerco fechado sobre os street racers surtiu efeito, as autoridades viram que não era mais necessário manter uma frota de carros exóticos em atividade.

A pior parte disto tudo é saber que, depois de aposentados os carros não tiveram um destino nobre – não foram leiloados ou restaurados e guardados em um museu. Eles simplesmente foram levados para um depósito – os que ainda estavam inteiros mesmo depois de tanta ação, e os que porventura se acidentaram e, para a corporação, não valiam a despesa do conserto. Não se sabe ao certo qual foi o fim da maior parte destes carros – eles devem estar até hoje parados, esperando que algum dia aconteça um leilão e que um entusiasta os devolva a oportunidade de acelerar. E isto sim é um crime.

O que se sabe é que, de acordo com algumas publicações gregas, incluindo a edição local da Car and Driver, as autoridades estão pensando em reformar o esquadrão Sigma. Nos perguntamos que carros eles vão usar desta vez…

Matérias relacionadas

Os carros perdidos que a Chevrolet quase fabricou no Brasil

Leonardo Contesini

Estes caras atravessaram a Ásia e a Europa neste Fiat 600 Multipla em 1969

Dalmo Hernandes

Este Ford GT40 original ficou abandonado em uma garagem cheia de entulho por quase 40 anos

Leonardo Contesini