A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Carros Antigos Projetos Gringos

Shelby Cobra, Ford GT40, Mustang Boss 302 e GT350: que tal levar para casa uma equipe inteira de Fords clássicos de corrida?

Enquanto a realidade de muitos entusiastas consiste em economizar por meses, anos ou uma vida inteira para comprar seu carro dos sonhos, há quem tenha a sorte de acumular coleções invejáveis. É o caso de Jim Click, empresário americano que, além de dono de uma rede de concessionárias Ford no estado do Arizona, EUA, tem também uma equipe de corrida que participa de provas de turismo por todo o país. Além de competir com carros modernos, como o Mustang de quinta geração, a Jim Click Racing tem uma bela coleção de carros de competição clássicos para provas históricas.

Mas isto não vai durar muito tempo: em breve, Jim Click irá se desfazer deles em um leilão promovido pela RM Sotheby’s em Monterey, na Califórnia. E quando a gente fala que ele tem belos carros, não estamos exagerando, como a foto acima bem mostra: um autêntico GT40 Mk1, dois Shelby Cobra e três Mustang, todos de grande valor histórico e prontos para competir, serão leiloados no próximo mês de agosto.

Click coleciona carros há décadas, mas foi em 1991 que ele começou a participar de corridas históricas (vintage racing, em inglês). É puramente um hobby; Jim corre com seus amigos, e seus bons resultados vêm da experiência e da qualidade dos carros, que são cuidadosamente mantidos por profissionais altamente especializados. Não poderia ser diferente, visto que estes carros são algumas das maiores preciosidades sobre rodas que alguém pode ter sob o mesmo teto e, apesar da idade, estão sempre prontos para competir. Vamos dar uma olhada neles?

 

Shelby Competition Cobra 1964

ford-performance-collection (16)

O maior destaque da coleção, ao contrário do que se poderia pensar, é este Shelby Competition Cobra 1964, chassi nº CSX 2473. O carro foi comprado por um funcionário do próprio Carroll Shelby, chamado James Findlay, e era um exemplar de rua antes que seu primeiro dono o transformasse em um carro de corrida e o vendesse de volta a Shelby. Seu segundo dono foi o piloto Don Roberts, que competiu com o carro em provas do SCCA, o Sports Car Club of America, até meados da década de 1980.

ford-performance-collection (8) ford-performance-collection (7)

De 1966 a 1984, Roberts vendeu e comprou o carro novamente algumas vezes. No entanto, ele continua intimamente ligado ao carro: Jim Click comprou o Cobra em 2006 e fez questão que seu piloto fosse o responsável por sua manutenção desde então. A RM Sotheby’s estima que o carro será arrematado por algo entre US$ 2,2 milhões e US$ 2,6 mihões.

 

Ford GT40 MK1 1966

ford-performance-collection (2)

A fim de homologar o Ford GT40 para as 24 Horas de Le Mans, a companhia fez 31 exemplares de rua. O carro em questão, de chassi n° P/1061, foi um dos sete que a Ford manteve consigo para uso promocional — ou seja, a procedência é mais do que garantida.

O carro foi exposto em showrooms de concessionárias e deu voltas de demonstração em diversos eventos do SCCA durante todo o ano de 1967 antes de ser vendido, e passou pelas mãos de um punhado de colecionadores antes de chegar a Jim Click em 1992. Desde então, Click competiu com o carro ativamente nos circuitos mais importantes dos EUA, incluindo Laguna Seca (onde foram feitas as fotos de todos estes carros) e Riverside. O carro, que é o segundo grande destaque da coleção, deverá ser arrematado por algo entre US$ 3,75 milhões e US$ 4,25 milhões.

 

Shelby Cobra 289 1964

ford-performance-collection (17)ford-performance-collection (10) ford-performance-collection (9)

O outro Cobra, de chassi nº CSX 2326, foi vendido novo para um colecionador no estado da Pensilvânia e, nas décadas seguintes, foi comprado por Click em três ocasiões diferentes: a primeira, em 1976; a segunda, no início da década de 1990 (quando foi cuidadosamente restaurado pelo próprio) e a terceira, em 2007, ficando com ele desde então.

 

Ford Mustang Boss 302 1969 e 1970

ford-performance-collection (15)

Esta dupla explosiva tem história. O carro azul, de 1969, fez parte da equipe de fábrica da Shelby e já foi pilotado por A.J. Foyt e Dan Gurney.

ford-performance-collection (13)

O outro carro, que exibe a clássica pintura amarela que a Ford usava na Trans Am em 1970, era da equipe de Bud Moore e, entre seus resultados, traz no currículo o terceiro lugar na classificação geral da temporada de 1971. Ambos os carros têm valor de arremate estimado entre US$ 1 milhão e US$ 1,3 milhão.

 

Shelby GT350 1966

ford-performance-collection (14)

Ainda que, diante de tantas preciosidades, o Shelby GT350 fique quase “comum”, ainda estamos falando de uma das mais raras e adoradas versões da primeira geração do Ford Mustang — que, detalhe, também foi preparado e pilotado por Don Roberts na época. O carro pertence a Click desde 2002, e estima-se o valor de arremate entre US$ 350 mil e US$ 450 mil — a pechincha do grupo.

ford-performance-collection (11)

Agora, por que Jim Click está vendendo sua coleção? A explicação é simples e quase poética: ele diz que só viverá por mais vinte ou trinta anos, mas que estes carros ainda existirão por séculos — nada mais justo que deixar que outra pessoa curta-os como se deve fazer. Além disso, o valor total estimado da coleção pode chegar a impressionantes US$ 9,9 milhões (cerca de R$ 34,4 milhões), e isto talvez o ajude a superar a saudade dos carros…

Matérias relacionadas

R$ 430 mil: é quanto custa esta VW Kombi Samba Bus 1966 restomod. Mas por quê?

Dalmo Hernandes

Esta Ferrari 250 GT Lusso só rodou 3.700 km e pode ser sua por R$ 7,6 milhões

Dalmo Hernandes

Muscle Tour: mega galeria do épico passeio de V8s que rolou em São Paulo!

Juliano Barata
error: Direitos autorais reservados