A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Games Projetos Gringos

Esta é a melhor transformação de Grand Theft Auto em live action que você já viu

Apesar de sermos fãs de simuladores de corrida e games como Gran TurismoForza Need For Speed, também há um lugar especial na nossa prateleira para os games da série Grand Theft Auto. A experiência de andar livremente por uma cidade e pegar carros “emprestados” das outras pessoas enquanto se comete todas as infrações e crimes imagináveis anda tranquilamente pela cidade está ficando cada vez mais realista — quem esperou meses pela versão para PC de GTA V sabe que valeu a pena.

Mas esses caras decidiram seguir o caminho inverso e transformar a realidade em um videogame. Acredite: se não tivesse ficado espetacular, não mostraríamos o vídeo aqui. Aperta logo o play!

Épico, não?

O vídeo foi produzido pela Corridor Digital, e consegue transmitir a atmosfera de GTA de uma maneira impressionante: os movimentos dos “personagens”, a câmera, os efeitos sonoros e visuais, absolutamente tudo.

O cenário é Los Angeles, na California — que, como bem sabem os fãs da franquia da Rockstar Games, serviu de inspiração para a cidade de Los Santos, onde se passam as histórias de GTA San Andreas GTA V. Para quem é versado na série, algumas localidades serão instantaneamente reconhecida, como a praia de Vespucci Beach e o Galileo Observatory — que foram inspirados na praia de Venice e no Observatório Griffith da Los Angeles verdadeira.

Não há uma história muito elaborada no vídeo. O protagonista, que parece ter saído diretamente de um game da série, recebe uma ligação, furta uma bicicleta, vende algumas substâncias ilícitas no observatório, rouba um carro (um Porsche Boxster), mata algumas pessoas só porque elas estavam no caminho, entra em uma loja de armas para praticar sua pontaria… só um dia normal na vida de personagem de GTA. A questão é: como eles fizeram isso de forma tão convincente?

A resposta curta: usando uma GoPro, uma haste e um estabilizador de imagem — nada muito diferente daqueles equipamentos usados para fazer rolling shots em ensaios e vídeos automotivos. A resposta longa: assista ao making of primeiro.

Os caras da CorridorDigital estavam produzindo um vídeo de longboard (aqueles skates compridos que a galera usar para descer ladeiras ou se deslocar nas praias americanas) usando uma GoPro, uma haste e um estabilizador do tipo gimbal, que usa um pequeno motor elétrico para neutralizar movimentos e trepidações da câmera ao mover-se para cima e para baixo, para trás e para a frente, e para os lados. Foi ali que eles tiveram a ideia: que tal usar o mesmo sistema para filmar uma recriação de GTA?

skate

Nas cenas onde o protagonista corre ou anda de bicicleta, o cinegrafista não poderia correr atrás dele, pois isto causaria movimentos muito bruscos que não poderiam ser anulados pelo estabilizador da câmera. Por isso, foram usados skates e uma espécie de skate elétrico chamado IO Hawk, que é controlado pelos movimentos do corpo de quem está sobre elas, indo para trás ou para a frente com uma leve inclinação. Desse modo, as imagens capturadas ficaram suaves e estáveis, como se tivessem sido capturadas por um drone. Os caras se orgulham bastante disso — com razão.

Já as cenas ao volante foram feitas do jeito clássico: seguindo o Boxster com um camera car (no caso, um VW Jetta com teto solar) e usando uma haste retrátil extra-longa para capturar a imagem de uma distância segura. Isto também exigiu bastante preparo e sincronismo da equipe, que precisou acompanhar todos os movimentos do protagonista de forma precisa para manter o efeito de “terceira pessoa” mais convincente o quanto fosse possível. Isto ajuda a entender porque foram necessários dois dias de gravações para um vídeo de três minutos. Sim, fazer vídeos é mais demorado do que muita gente imagina.

jetta-gimbal

Os efeitos sonoros foram todos extraídos do próprio game, mas os produtores deixam bem claro que não tiveram acesso aos arquivos de som do game (os chamados soundfonts): em vez disso, eles simplesmente sentaram na frente da TV e tentaram reproduzir as cenas gravadas usando o próprio jogo. Depois, sincronizaram tudo com as imagens na hora da edição. A música (que parece ter saído diretamente de GTA Vice City, ambientado nos anos 80) foi fornecida pelo artista de música eletrônica Carpenter Brut e se chama Paradise Warfare. Se você curtiu, pode ouvi-la na íntegra abaixo.

 

 

 

Matérias relacionadas

Mergulhe no universo paralelo das máquinas de arcade soviéticas

Dalmo Hernandes

Este Porsche tem um motor V6 turbo de Fórmula 1 no lugar do flat-6 – e é simplesmente insano

Dalmo Hernandes

A nostalgia de Enduro, o maior clássico de corrida do Atari 2600

Dalmo Hernandes