A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Lançamentos

Esta é a nova geração do Hyundai Azera

Depois de germanizar o visual do novo i30, a Hyundai agora está fazendo o mesmo com o sedã Azera. Com esta nova geração de modelos a fabricante coreana espera dar início a uma nova era no design de seus carros, que está mais próximo dos modelos de sua marca de luxo a Genesis.

Na dianteira a grade agora adota a forma trapezoidal, tornando a frente mais imponente. Os faróis afilados e alongados dão ao modelo este ar mais europeu, o que será fundamental para as intenções da marca em se firmar cada vez mais no Velho Continente. Nas laterais os vincos que dão volume aos para-lamas são uma referência à primeira geração do modelo (produzida entre 2005 e 2011), uma clara tentativa de criar uma identidade para o modelo.

32dyxs3bz20r

Chegando à parte de trás, talvez esteja o item mais controverso: as lanternas traseiras unidas por uma seção central que demarca a largura do carro. Embora sejam semelhantes às do Dodge Charger, elas também são uma referência às lanternas da primeira geração do modelo, que eram unidas da mesma forma.

 

Em termos gerais o modelo agora parece mais refinado, não apenas por fora, mas também por dentro, onde também abandonou o estilo “orgânico” da geração anterior em favor de algo mais sóbrio e organizado — ou, se preferir, mais germânico.

tbuygqnbfyag

Como já dissemos em outras ocasiões, esta mudança radical no visual dos Hyundai certamente tem a ver com a influência do designer alemão Peter Schreyer, que passou pela Audi e trouxe seu estilo pessoal de design para a vice-presidência da Hyundai-Kia, cargo que ocupa atualmente.

Sob o capô o Hyundai Azera deve continuar oferecendo um motor V6 a gasolina e um quatro-cilindros turbo — provavelmente o mesmo 2.0 de injeção direta já usado pelo Optima. Ambos serão combinados a um câmbio automático de oito marchas, que irá moderar a força enviada às rodas dianteiras.

O novo Azera começa a ser vendido na Coreia como Grandeur no próximo mês. Ainda não há confirmação de sua importação no Brasil.

Matérias relacionadas

Adeus, Defender: Land Rover se despede de seu icônico utilitário com três séries limitadas

Dalmo Hernandes

Dodge Challenger Hellcat, Ram 1500 e a estreia do Jeep Compass: a Chrysler no Salão do Automóvel

Dalmo Hernandes

“Uma força da natureza”: o que andam falando do Aventador SVJ, o Lamborghini mais visceral de todos os tempos

Dalmo Hernandes