A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
GT40 Classificados Zero a 300

Estas são algumas das Ferrari mais legais anunciadas no GT40

Uma característica que admiramos na Ferrari é a forma como a marca conduz a evolução de seus carros: um tanto alheia a tendências tecnológicas, apostando em inovações quando acha que é a hora, e não quando o mercado parece exigir. E, invariavelmente, atraindo todas as atenções quando uma nova Ferrari é lançada – e fazendo todo mundo criar uma opinião imediata a seu respeito, seja ela contra ou a favor. E, de qualquer forma, é fato que do ponto de vista puramente técnico cada nova Ferrari é melhor que aquela que substitui, goste você dela ou não.

Pensando nisso, decidimos elencar algumas das Ferrari anunciadas no GT40, em uma seleção que reflete um pouco da evolução da Ferrari, dos anos 80 até hoje (no momento não há modelos dos anos 70 ou anteriores no site, mas isto pode mudar a qualquer momento).

Procuramos não repetir modelos e também demos prioridade aos carros que já estão no Brasil, e não importados sob encomenda. Dito isto, também é importante lembrar que esta é uma situação diferente das listas de anúncios de pessoa física, que seguem uma ordem cronológica: escolhemos a dedo os carros desta lista, e todos são interessantes em nossa opinião – há uma razão por trás de cada escolha. Entendido? Então vamos lá!

 

img_110748_4_9e53c0c8-2bb7-482e-871b-1fc6372bdc0e

Começando pela primeira Ferrari com motor V8 central-dianteiro – na época do lançamento, em 2008, uma unidade naturalmente aspirada de 4,3 litros com injeção direta de combustível e 460 cv. Acoplado a uma caixa de dupla embreagem e sete marchas, era o bastante para levar o conversível de zero a 100 km/h em menos de quatro segundos, com máxima de 310 km/h. Este exemplar de 2011 tem, de acordo com o anunciante, 18.000 km rodados. [highlight]Clique para ver o anúncio.[/highlight]

 

img_163456_4_aa69eb35-7e0c-4a81-b211-a88cf5183bb3

Quem prefere formas mais retilíneas e pneus mais borrachudos vai curtir esta Ferrari 308 GTB. O carro fabricado em 1980 e foi a primeira Ferrari V8 a adotar injeção mecânica Bosch K-Jetronic no motor V8 de três litros, que entregava 205 cv e era acoplado a uma caixa manual de cinco marchas com grelha. As rodas são de 14 polegadas. Segundo seu anunciante, este exemplar tem 31.000 km rodados e é bastante original, incluindo todos os acabamentos da carroceria. [highlight]Clique para ver o anúncio.[/highlight]

 

img_4816_4_605f56c6-5b1e-4676-acca-e97271680b04

A Ferrari F430 é a antecessora da 458 Italia, sendo que o exemplar em questão é uma Spider fabricada em 2006, com 20.000 km declarados. O carro prata com capota vermelha é equipado com um V8 de 4,3 litros central-traseiro que, apesar de ser parecido com o motor da California, possui cárter seco e 490 cv – 30 cv a mais. O câmbio é do tipo manual automatizado com atuadores eletro-hidráulicos. O conjunto é capaz de levar a Spider de zero a 100 km/h em 3,6 segundos, com máxima de 310 km/h. [highlight]Clique para ver o anúncio.[/highlight]

 

img_244760_4_8401311e-aa0b-43e4-874c-2df26ae849a8

Eis a última das Ferrari com motor V8 naturalmente aspirado central-traseiro: a 458 Italia, com seus 578 cv e 55 mkgf de torque, capaz de ir de zero a 100 km/h em 3,4 segundos. Este exemplar traz a atraente combinação de carroceria branca e interior bicolor preto e marrom, e de acordo com o anunciante, possui sistema de escape Capristo. O hodômetro marca cerca de 7.600 km. [highlight]Clique para ver o anúncio.[/highlight]

 

img_207932_4_8b7ce901-a650-4ad0-8e4e-14b4f2ba4d20

A Ferrari 308 GTS é a versão targa da 308 GTB. Este exemplar também foi fabricado em 1980, o que significa que ele também usa um V8 de três litros com injeção Bosch K-Jetronic de 205 cv. De acordo com seu anunciante este carro é completamente original e jamais foi restaurado ou mesmo repintado, conservando o Rosso Corsa de fábrica. [highlight]Clique para ver o anúncio.[/highlight]

 

img_43424_4_c761aead-f792-4a60-9569-cb75990b2291

 

Esta, como já dissemos, é a antecessora da 458 Italia, a F430, aqui em versão fechada. O carro possui o mesmo V8 de 4,3 litros e 490 cv com cárter seco encontrado na Spider, com o mesmo câmbio automatizado de seis marchas. No entanto, por pesar 53 kg a menos, com 1.517 kg no total, a Ferrari F430 cupê tinha velocidade máxima 5 km/h maior, chegando aos 315 km/h. O anunciante diz que este exemplar, fabricado em 2006, tem 3.200 km rodados e é equipado com os bancos Daytona, com padronagem de couro que remete às Ferrari do fim dos anos 70 (incluindo não apenas a Daytona, mas também a 288 GTB), considerada bem mais atraente do que a de série da F430. [highlight]Clique para ver o anúncio.[/highlight]

 

img_189864_4_ec315328-bb96-43d3-bb69-f79b419e2e4a

O visual da Ferrari 575M  pode ser datado para os dias de hoje, mas o gran turismo com motor V12 de 5,7 litros montado na dianteira teve sua dinâmica muito elogiada na época do lançamento, no distante ano de 2002. Este exemplar, segundo o anunciante, foi fabricado em 2003 e tem cerca de 16.000 km rodados. O câmbio é o semi-automático eletro-hidráulico amplamente utilizado pela Ferrari na época. [highlight]Clique para ver o anúncio.[/highlight]

 

img_107424_4_a4679fb1-1c64-4392-a3bb-f947e98972c2

A Ferrar Mondial 8 era o modelo 2+2 da marca no começo dos anos 80. Não é uma das mais procuradas, mas também não é das mais comuns – e, como curiosidade, cedeu seu motor para o incrível Lancia Thema 8.32, que trazia o V8 de três litros e 215 cv em posição transversal, na dianteira. Na Mondial 8 ele ficava em posição central-traseira, também na transversal. O anunciante afirma que este exemplar está em muito bom estado e revisado, incluindo pneus e escapamento novos. [highlight]Clique para ver o anúncio.[/highlight]

 

img_139672_4_b45603e7-5b9c-425a-8b18-e3fc31ab3016

A Ferrari F355 é a 458 Italia dos anos 90, e uma das mais adoradas daquela época. Muito bonita e presença frequente em games de corrida, ela é movida por um V8 de 3,5 litros com cinco válvulas por cilindro e 380 cv, no caso deste exemplar acoplado a um câmbio manual de seis marchas. O conjunto é capaz de levar a F355 de zero a 100 km/h em 4,7 segundos, com velocidade máxima de 295 km/h. Segundo o proprietário, esta unidade tem menos de 20.000 km rodados e funciona perfeitamente. [highlight]Clique para ver o anúncio.[/highlight]

 

img_243864_4_81efb236-7a16-4ec2-939a-3f808c0e4e2d

Por fim, uma Ferrari 458 Spider, que em relação à F430 Spider perdeu o teto de tecido e adotou uma capota rígida. O motor é o mesmo da 458 Italia, com 4,5 litros e 578 cv, acoplado ao mesmo câmbio de dupla embreagem e sete marchas. O anunciante diz que o carro fabricado em 2014 tem 2.780 km rodados e freios Brembo de carbono-cerâmica. [highlight]Clique para ver o anúncio.[/highlight]

Matérias relacionadas

Este Peugeot 308 GTi widebody de 302 cv é animal – e nos deixa meio tristes

Dalmo Hernandes

Os carros mais marcantes nos 60 anos da indústria automotiva brasileira

Dalmo Hernandes

Por que o Porsche 918 Spyder tem as saídas de escape em cima do motor?

Dalmo Hernandes