A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Achados meio perdidos Zero a 300

Este BMW M135i é um “sleeper” com motor preparado de 488 cv – e está à venda

Ao mesmo tempo em que proporcionou aos entusiastas um modelo mais acessível, o BMW Série 1 também trouxe de volta à marca um pouco do espírito de seus clássicos, com carros de tração traseira compactos e divertidos de guiar. E suas versões mais potentes, como o BMW M135i da geração atual (F20), estão sempre presentes nas listas de melhores BMW modernos. Pois bem: o nosso Achado meio Perdido de hoje, anunciado no GT40, é exatamente um destes. E mais: é um exemplar preparado para render quase 500 cv.

O Série 1 mais potente da geração passada, o 1M Coupé, tinha um motor seis-em-linha biturbo de três litros e 340 cv (de nome N54), acoplado a uma caixa manual de seis marchas com diferencial traseiro de deslizamento limitado. Ele foi fabricado entre 2011 e 2012. O M135i, por sua vez, foi lançado em 2012 e usava originalmente uma versão de 320 cv deste mesmo motor, com apenas um turbo (o chamado N55), acoplado a uma transmissão automática de oito marchas.

IMG_3100IMG_3098

Era o bastante para ir de zero a 100 km/h em 4,9 segundos, com máxima limitada a 250 km/h. Ele foi substituído em 2016 pelo M140i, que teve a potência elevada para 340i, como no 1M Coupe, e ganhou um facelift que deixou a dianteira mais harmônica – e com menos cara de “Angry Bird”, como a fase anterior do Série 1 ficou conhecida por causa do formato dos faróis e da grade.

Agora, com cara de Angry Bird ou não, o M135i tem um belo conjunto mecânico que, como todo bom turbinado moderno, é cheio de potencial para preparação. O Achado de hoje é uma boa demonstração disto.

IMG_3099

O proprietário do carro, Fábio Naves, de Pará de Minas/MG, conta que comprou o M135i no fim de 2016. Atualmente o carro ainda é pouco rodado, com 38.500 km marcados no hodômetro, e o estado de conservação definitivamente condiz com a idade e a quilometragem declarada.

Dito isto, a aparência bastante original do carro, o que inclui também as rodas, esconde bem o fato de o motor ter quase 500 cv – 488 cv, mais precisamente.

IMG_3104

Segundo Fábio, o carro está com a turbina do tipo twin scroll original, porém recebeu diversas outras melhorias. Entre elas estão downpipe Supersprint de 4 polegadas, filtro CAI (cold-air intake) Injen, charge pipe feito em alumínio, intercooler Wagner Tuning Evo 2, velas NGK Iridium e reprogramação eletrônica JB4 com connect kit Rev3, que permite controlar o módulo pelo smartphone via Bluetooth. Além disso, o motor recebeu um kit de injeção de água+metanol, a fim de resfriar ainda mais o ar admitido pelo motor, e teve a pressão de trabalho do turbo elevada. O pico de boost é de 1,3 bar, caindo para 1 bar ao atingir a redline (por volta das 7.000 rpm). O sistema de escape original foi substituído por um conjunto completo da Milltek.

IMG_E1736

O M135i também ganhou discos de freio perfurados novos, novas pastilhas de freio, volatante usado nos BMW M modelo 2018, retrovisores de fibra de carbono e grade dianteira pintada de preto brilhante. Os pneus traseiros são novos e, de acordo com Fábio, os pneus dianteiros têm menos de 5.000 km rodados.

IMG_E1538 IMG_3103

Ainda que o BMW M135i original não seja um carro lento, acreditamos que por ter quase 170 cv a mais em relação à potência de fábrica, este exemplar pode ser, sim, considerado um sleeper.

Se você ficou interessado, já sabe o caminho: basta clicar aqui e acessar o anúncio para pegar os contatos do proprietário.

inbanner-fim-post


“Achados Meio Perdidos” é o quadro do FlatOut! no qual selecionamos e comentamos anúncios do GT40.com.br de carros interessantes ao público gearhead, como veículos antigos, preparados, exclusivos e excêntricos. Não se trata de publieditorial. Não nos responsabilizamos pelas informações publicadas nos anúncios nem pelas negociações decorrentes – todos os detalhes devem ser apurados atenciosamente com o anunciante!

Matérias relacionadas

Bem vindos ao FlatOut Driving Academy! Hora de conhecer nosso mais novo projeto (e detalhes do nosso Sandero RS!)

Juliano Barata

Você não vai encontrar outro VW Voyage 1982 tão bem conservado por este preço

Dalmo Hernandes

Como eram as atualizações de carros antigos nos anos 1980 e 1990?

Leonardo Contesini
error: Direitos autorais reservados