Este Cadillac Coupé de Ville 1957 foi todo restaurado, está impecável e pode ser seu

Dalmo Hernandes 8 outubro, 2018 0
Este Cadillac Coupé de Ville 1957 foi todo restaurado, está impecável e pode ser seu

Menos deslocamento, sobrealimentação, mais potência, mais economia. Tecnologia híbrida, SUVs e crossovers. São estes os elementos mais presentes na indústria automotiva atualmente e no futuro palpável. Mas talvez você seja um colecionador de clássicos que quer, de alguma forma, preservar um passado mais graxeiro, barulhento e luxuoso. Se for este o caso, e se você curte a ideia de ter um ícone norte-americano da década de 1950, quando preocupações com consumo de combustível, emissões de poluentes e espaço nas ruas ainda pareciam delírios, você está com sorte: nosso Achado meio Perdido de hoje é um belo representante daquela época: um Cadillac Coupé de Ville 1957, todo restaurado nos padrões originais e com ótima aparência, anunciado no GT40.

O Cadillac Coupé de Ville era, na verdade, uma versão do Cadillac Series 62 – nos EUA, o costume de referir-se a versões como modelos separados foi bastante comum até o fim dos anos 1970. O Series 62 foi lançado em 1940 como modelo intermediário da Cadillac, e tinha como principal característica estética uma carroceria mais baixa e larga do que os outros carros da marca – o que, de certa forma, transmitia esportividade.

A denominação “Coupé de Ville” foi usada pela primeira vez em 1949, quando a Cadillac apresentou no General Motors Motorama daquele ano (uma espécie de Salão do Automóvel, porém exclusivo para modelos da GM) feito com base no sedã Sixty Special, que era na prática outra versão do Series 62. A expressão é um termo francês oriundo do início do século 20, especialmente as duas primeiras décadas, que era usado originalmente para referir-se a um tipo de carruagem que tinha um compartimento fechado para os passageiros na traseira, enquanto o banco do condutor era descoberto. À medida que as carruagens foram sendo substituídas pelos automóveis o termo passou a ser usado para referir-se a eles, quando tinham esta mesma característica.

1957-CADILLAC-COUPE-DEVILLE-thegarage-03

No caso do Cadillac Coupé de Ville, porém, era mais uma questão de licença poética: na prática o carro era um cupê hardtop tradicional, sem molduras nas portas. O conceito chegou às ruas no fim de 1949 e tornou-se um dos grandes sucessos da Cadillac, sendo vendido até 1960 sobre a mesma plataforma, ainda que com alterações pontuais em entre-eixos e estrutura.

O nosso Achado meio Perdido de hoje é um Coupé de Ville fabricado em 1957, o que o coloca na quinta geração. Esta, visualmente, era praticamente idêntica à anterior em termos de identidade visual, porém tinha grade e para-choques com desenho distinto. Além disso, no geral sua silhueta era mais baixa graças à eliminação dos reforços estruturais laterais, que foram substituídos por uma travessa em forma de “X” no chassi.

O anunciante diz que o carro foi completamente restaurado, com a carroceria e o chassi separados para que o serviço fosse realizado – o que, no jargão dos antigomobilistas, é chamado frame-off restoration. A carroceria foi lixada, reparada onde fez-se necessário e pintada com muito capricho na cor original. O chassi, por sua vez, foi jateado, restaurado e também recebeu uma nova pintura.

1957-CADILLAC-COUPE-DEVILLE-thegarage-02jpg

Com o interior foi feita a mesma coisa: os luxuosos e confortáveis bancos (verdadeiras poltronas, como costumam dizer os fãs deste tipo de carro) tiveram o revestimento refeito, assim como o painel e as portas. O vendedor afirma que todos os comandos para o motorista e instrumentos do painel funcionam perfeitamente e estão em excelente estado.

1957-CADILLAC-COUPE-DEVILLE-thegarage-12 1957-CADILLAC-COUPE-DEVILLE-thegarage-07 1957-CADILLAC-COUPE-DEVILLE-thegarage-14 1957-CADILLAC-COUPE-DEVILLE-thegarage-06 1957-CADILLAC-COUPE-DEVILLE-thegarage-13

O motor V8 de 365 pol³ (seis litros) era o único disponível para o Coupé de Ville de quinta geração, que foi vendido apenas em 1957 e 1958. Era um projeto próprio da Cadillac, não compartilhado com nenhuma outra marca da General Motors. Com comando no bloco e carburador de corpo duplo, o motor entregava 340 cv e era acoplado a uma caixa automática de quatro marchas.

1957-CADILLAC-COUPE-DEVILLE-thegarage-17 1957-CADILLAC-COUPE-DEVILLE-thegarage-19

O anunciante diz que, no caso deste exemplar, a atenção ao motor foi a mesma dada ao restante do carro: o motor foi aberto, retificado e quaisquer componentes danificados foram substituídos por peças originais, importadas dos EUA.

1957-CADILLAC-COUPE-DEVILLE-thegarage-09

O resultado é um exemplar de coleção de alto nível, do tipo que sai da garagem apenas para desfilar e participar de eventos de carros antigos. E, naturalmente, o valor pedido é compatível com suas condições e sua raridade no Brasil.

Se ficou interessado, você pode clicar aqui para acessar o anúncio e pegar os contatos do vendedor.

inbanner-fim-post


“Achados Meio Perdidos” é o quadro do FlatOut! no qual selecionamos e comentamos anúncios do GT40.com.br de carros interessantes ao público gearhead, como veículos antigos, preparados, exclusivos e excêntricos. Não se trata de publieditorial. Não nos responsabilizamos pelas informações publicadas nos anúncios nem pelas negociações decorrentes – todos os detalhes devem ser apurados atenciosamente com o anunciante!