A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Projetos Gringos

Este cara está fazendo um Gurgel Supermini com motor central-traseiro de Suzuki Bandit 600!

Atualmente estamos vivendo um momento muito bacana em termos de preparação no Brasil — a própria lista do Project Cars é uma prova disso, com projetos automotivos brazucas de nível comparável ao dos gringos ilustrando nossas páginas. E a gente acaba de encontrar mais um!

Seu criador se chama Joselito Tridapalli, e ele mora em Brusque, Santa Catarina, e ele não é um mecânico nem um inventor malucão. Na verdade, Joselito é fotógrafo, e a mecânica é apenas um hobby. Mas ele se dedica de verdade, tendo um Maverick V8, um Chevette com motor de seis cilindros e até um ônibus transformado em motorhome na sua lista de projetos concluídos.

No entanto, seu projeto atual é o mais interessante a nosso ver: um Gurgel Supermini 1992 com motor quatro-cilindros da Suzuki Bandit 600!

12341291_767717443334212_5932641567447570285_n

A gente entende a inspiração: por aqui mesmo a gente já postou alguns carros minúsculos com motor de moto esportiva, como um Fiat 126 e um Smart da geração passada, que podem ser vistos nesta coletânea aqui. Aliás, Joselito conta que, antes de encontrar um Gurgel bem conservado, procurou um Smart para fazer a adaptação, mas acabou desistindo pela dificuldade de encontrar um exemplar com motor danificado, ou mesmo batido, por um preço razoável.

No fim das contas, a gente até acha mais bacana que o carro base seja um Gurgel, pois dá um tempero brazuca ao projeto — afinal, o minicarro é endêmico do Brasil. Nenhum gringo vai conseguir fazer algo parecido.

12661747_792834284155861_8594926609827171042_n 12301773_761727357266554_9121132647889344227_n

Joselito conta que o que o motivou foi mesmo a ideia de ter um carro pequeno com motor de moto — girador, potente e bom de ouvir girando alto. O Gurgel Supermini íntegro e original, foi comprado em fevereiro de 2013. A partir daí, começou a busca pelo motor — que, além de potente, leve e compacto, o precisava vir completo. Foram mais dois anos de procura até que Joselito topou com o quatro-cilindros de uma Suzuki Bandit 600, com comando duplo no cabeçote e quatro carburadores. Uma bela usina de força, em qualquer situação.

Como o nome diz, são 600 cm³ de deslocamento pra produzir 80 cv a 10.100 rpm e 6 mkgf de torque a 7.800 rpm — números suficientes para levar a moto aos 100 km/h em 4,1 segundos. O Gurgel é um pouco mais pesado, com 667 kg originalmente, mas ainda assim é mais leve do que virtualmente qualquer outro carro que Joselito pudesse ter comprado.

11140310_828750260564263_4882244285170156619_n

Aliás, leveza é o mote do projeto. Para começar, Joselito decidiu instalar o motor em posição central-traseira, no lugar do banco traseiro, o que já deu uma boa aliviada no peso do carro. Removidos o motor original com todos os periféricos, câmbio, sistema de escape, eixo cardã, radiador e até mesmo os carpetes, ele calcula que tenha aliviado cerca de 210 kg do Gurgel.

12311107_766157786823511_3395625225756554648_n 10344866_774793239293299_7624710748230802574_n

Joselito começou a colocar a mão na massa em novembro de 2015 e tem dedicado todo seu tempo livre ao projeto, que já caminhou bastante desde então. Depois de remover todos os componentes que julgava desnecessários, ele começou o processo de adaptação, que é bastante abrangente. Foram fabricados suportes sob medida para o motor e para o câmbio; um eixo intermediário com cremalheira para permitir o engate de uma marcha a ré, e novos coletores de escape, também projetados especialmente para o carro.

13118937_835711483201474_3043780802650780619_n 12249906_759620760810547_217252215348857124_n 6881_787166678055955_9131775780196267597_n 12321546_768828306556459_1954502897252553577_n

O carro agora tem freios a disco nas quatro rodas (perfurados por conta própria), estepe com pneu e aro de moto (aliviando mais 5 kg), bancos remodelados, com ajuste fixo e formato mais envolvente (outros 7 kg a menos), painel digital e uma complicada alavanca de câmbio que, além de acionar o câmbio sequencial de seis marchas, traz botão de partida e corte de corrente.

12718218_823707524401870_4469055571225892692_n 12472828_806972939408662_1500186616245251357_n 13062001_833904163382206_7016955009991612101_n

O carro ainda não está pronto — faltam coisas como a suspensão a ar, terminar os freios traseiros e instalar a marcha a ré, que será elétrica.

No entanto, já estamos de queixo caído com o capricho na execução e com o ritmo acelerado com que o carro evolui. Podem ter certeza de que só estamos aguardando a conclusão do projeto para fazer uma matéria completa e detalhada com ele — e quem sabe até um test drive!

Matérias relacionadas

Os incríveis (e meio perturbadores) carros elásticos de Chris Labrooy

Dalmo Hernandes

Piloto consegue chegar ao fim do Rally Mexico colocando cerveja no radiador

Dalmo Hernandes

Você pode comprar a limusine de Vladimir Putin e se tornar o cara mais poderoso do planeta

Dalmo Hernandes