A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Car Culture Projetos Gringos Viagens e Aventuras

Este casal está dando uma volta ao mundo em um Ford Modelo T de mais de 100 anos de idade

Sabe quando você fica meio inseguro ao pegar a estrada com seu carro meio velhinho? Bem, o casal de holandeses Dirk e Trudy Regter não deve fazer ideia do que é isto. Por que, afinal, que tipo de pessoa sai para percorrer o mundo todo ao volante de um Ford Modelo T?

O tipo aventureiro, claro! Colocando a distância em perspectiva, a costa do Brasil tem 7.408 km de extensão. Ou seja: a distância percorrida pelos dois equivale a 11 viagens ao longo de todo o nosso litoral. Faz a gente parecer meio medroso, não é?

modelot-mundo (5)modelot-mundo (8) modelot-mundo (6)

Dirk e sua esposa Trudy compraram seu Ford T 1915 em 1997. O carro, que tem um quatro-cilindros de três litros e 20 cv, era completamente original. Na época, Dirk ainda trabalhava como arquiteto mas 15 anos depois, em 2012, se aposentou e decidiu que partiria em uma aventura.

Ele e a mulher conversaram por alguns dias para tentar decidir o destino — sabiam que seria uma longa viagem de carro, mas não sabiam para onde iriam. Então, acabaram decidindo percorrer o mundo todo! “Muitas pessoas disseram ‘vocês são loucos, por que estão fazendo isto?”, Dirk contou ao Daily Mail. “Mas o caso é que atraímos muita atenção, e precisamos dela para arrecadar dinheiro para os órfãos do mundo todo”.

O casal já viajou mais de 80 mil km desde 2012, quando deixaram a Holanda em direção ao continente africano. Lá, percorreram diversos países — Sudão, Etiópia, Egito e outros pelo caminho — antes de terminar na Cidade do Cabo, na África do Sul. Só aí foram mais de 24.000 km, mas era só a primeira da viagem: no ano seguinte, o casal seguiu para a América do Norte, acumulando mais 27.000 km entre EUA e Canadá.

O próximo passo foi visitar a América do Sul, em 2014: entre Colômbia, Equador, Peru, Bolívia, Argentina, Chile, Uruguai e Brasil foram outros 27.000 km.

3255B5F900000578-0-image-a-105_1458339712091

O mais incrível é que, ao longo de tantos quilômetros percorridos, o carro apresentou pouquíssimos problemas: apenas uma roda quebrada na África e um alternador quebrado na América, onde também tiveram que consertar um pneu furado… e mais nada. O Ford T aguentou bravamente as estradas nas montanhas na América do Sul, atravessando rios, desertos e lamaçais sem maiores problemas. “Eu sei me virar, e uma chave de fenda, martelo, fita adesiva e abraçadeiras podem ser ferramentas bem úteis”, diz Dirk.

modelot-mundo (9)

Nestes três anos, o casal arrecadou o equivalente a R$ 150 mil em doações para a organização SOS Children’s Village International, que presta auxílio a órfãos do mundo todo.

modelot-mundo (1)

O casal tirou 2015 para descansar da viagem, mas acabou sofrendo um acidente no fim de agosto: durante uma viagem por uma rodovia na bélgica, o Ford T bateu em um Land Rover Defender. Ninguém se feriu, mas o carro ficou bem danificado. Agora, Dirk e Trudy estão aceitando doações de amigos no mundo todo para consertar o carro e seguir viagem.

modelot-mundo (2)

O plano, agora, é percorrer Oceania e Ásia, passando pela Nova Zelândia, Austrália, China e pelo Leste Europeu antes de voltar para a Holanda. Se quiser, você pode entrar no site Model T World Tour, criado para que todos possam acompanhar a viagem, e contribuir. Se tudo der certo, o bravo Fordinho segue viagem ainda neste ano!

[ Fotos: Dirk e Trudy Regter ]

Matérias relacionadas

8.000 km em 45 anos: eis o Plymouth Road Runner 1970 menos rodado do mundo

Dalmo Hernandes

Uma Ferrari 275 GTB e um Shelby Cobra 427 abandonados nos EUA: o primeiro grande barn find do ano

Dalmo Hernandes

Alguém está vendendo um Buick GNX com menos de 600 km rodados

Dalmo Hernandes