A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Achados meio perdidos

Este Chevrolet Opala Comodoro 1989 só teve dois donos – e você pode ser o próximo!

O Opala foi um dos grandes sucessos da Chevrolet no Brasil — para muitos, o melhor de todos os modelos vendidos pela General Motors por aqui. Sendo assim, sua raridade não se dá pelos números absolutos, mas sim pela dificuldade em encontrar bons exemplares a um preço justo. É difícil encontrar um equilíbrio entre valor e estado de conservação, especialmente com certas versões.

Modelos como o Opala Comodoro, por exemplo, são ainda mais raros de se achar do que as versões mais cobiçadas, como o luxuoso Diplomata e o esportivo SS-6 — isto porque, diferente destes, o Comodoro não tem o mesmo apelo entre os admiradores e, consequentemente, acaba não tendo um público tão dedicado.

opala-achados (12)

Por outro lado, isto pode gerar oportunidades interessantes. Como nosso Achado Meio Perdido de hoje, um Opala Comodoro 1989 com motor de seis cilindros muito bem conservado, por um preço que não assusta.

Em 1988 o Chevrolet Opala passava por mais uma reestilização, a sexta desde seu lançamento em 1968 — o que é plenamente compreensível considerando os vinte anos de idade recém-completos do projeto. Os faróis retangulares passaram a ser trapezoidais, remetendo bem de leve aos do Monza, e o visual do carro como um todo ficou mais sóbrio.

opala-achados (9)

Na época, o Opala já não era conhecido como o cupê atraente, de apelo esportivo, que era nos anos 1970. Agora, seu cartão de visitas tinha a ver com conforto, espaço interno e bom desempenho para pegar a estrada — ainda que todo entusiasta saiba que dá muito bem para se divertir apenas com a tração traseira e, de preferência, câmbio manual.

O Opala Comodoro era a versão intermediária, entre o SL e o Diplomata. No entanto, apesar de não ser a versão de topo, trazia alguns itens de conforto interessantes: vidros, travas, porta-malas e espelhos retrovisores de acionamento elétrico de série, enquanto o ar-condicionado e alarme faziam parte da lista de opcionais — este carro não foi equipado com eles.

opala-achados (6)

 

opala-achados (5) opala-achados (10)

De qualquer forma, trata-se de um ótimo exemplar, que foi comprado novo em 1989 e foi usado por uma mulher durante seis anos. Depois, foi comprado por um senhor que ficou com ele até poucos meses atrás. Ele utilizava o carro ocasionalmente e sempre o manteve na mais perfeita ordem de funcionamento e conservação. O único incidente em todos estes anos foi uma pequena batida na parede da garagem, que exigiu a troca do para-choque traseiro.

opala-achados (8)

De acordo com André, a pintura do carro é 60% original (incluindo teto, porta-malas e capô), pois o dono anterior realizou alguns retoques abaixo da linha de cintura. Sendo assim, existem algumas marcas do tempo na carroceria, que só precisa de um bom polimento para ficar praticamente perfeita. Todos os itens de acabamento, incluindo faróis e lanternas, são originais GM.

No interior a situação se repete: não há sequer um item de acabamento faltando, e tudo está muito bem conservado — claro, também há alguns sinais de uso, mas o aspecto é impressionante para um carro que jamais foi restaurado. O único item não-original do lado de dentro é o sistema de som moderno da Pioneer que, apesar de destoar do visual do interior, oferece qualidade de áudio bem satisfatória.

opala-achados

Mecanicamente, tudo está em ordem: o seis-cilindros de 4,1 litros funciona perfeitamente, com exceção de uma pequena falha no segundo estágio do carburador — algo comum e de fácil resolução, segundo André. No mais, câmbio, freios e suspensão estão muito bons. O carro ronca e roda macio, sem ruídos ou surpresas.

O hodômetro indica pouco mais de 52 mil km e tudo indica que o número corresponde à realidade. De qualquer forma, todos sabemos que um carro pode rodar muito mais e continuar funcionando perfeitamente desde que seja cuidado como se deve. E, aparentemente, é este o caso: o dono anterior guarda diversas notas fiscais de manutenção, além dos livretos, do manual do proprietário e das duas chaves reserva.

opala-achados (2)

O valor pedido é condizente com o estado de conservação e com a disponibilidade de um exemplar como este no mercado: R$ 26,5 mil. Se ficou interessado, basta entrar em contato com André pelo celular (51) 9881 0690 ou pelo Facebook, no link abaixo, além do email [email protected].

[ Facebook ]


“Achados Meio Perdidos” é o quadro do FlatOut! na qual selecionamos e comentamos anúncios de carros interessantes ao público gearhead, como veículos antigos, preparados, exclusivos e excêntricos. Não se trata de uma reportagem aprofundada e não nos responsabilizamos pelas informações publicadas nos anúncios – todos os detalhes devem ser apurados com o anunciante.

Matérias relacionadas

Que tal um Renault Clio com motor 2.0 e suspensão preparada? Este aqui está à venda

Dalmo Hernandes

Este Mercedes-Benz C32 AMG com motor V6 supercharged de 354 cv é mais barato que um M3 — e pode ser seu

Dalmo Hernandes

Este Dodge Charger de arrancada com dois turbos, câmbio Lenco e mais de 1.000 cv está à venda

Dalmo Hernandes
error: Direitos autorais reservados