A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Achados meio perdidos GT40 Classificados Zero a 300

Este Corona Dardo F 1.3 à venda pode ser uma bela opção de clássico nacional

A maioria dos leitores sabe que, entre 1976 e 1990, o mercado automotivo brasileiro foi completamente fechado para carros importados. Tais condições acabaram forçando nossa indústria a utilizar a criatividade e a engenhosidade para oferecer opções interessantes e variadas aos entusiastas, e o resultado foi um período extremamente rico em modelos “fora-de-série” – carros feitos por fabricantes menores e concessionárias, em baixa escala e geralmente de manufatura artesanal, usando como inspiração os automóveis vendidos lá fora.

Certamente o Puma, especialmente o modelo com mecânica Volkswagen, é o mais conhecido e bem sucedido fora-de-série brasileiro. Utilizando componentes dos modelos a ar da marca e compartilhando com eles a configuração mecânica – isto é, o motor boxer pendurado na traseira – o Puma oferecia visual esportivo e manutenção descomplicada. Embora não fosse exatamente veloz, era um carro carismático e divertido de se usar no dia-a-dia.

É assim até hoje, aliás: se o seu objetivo é ter um carro clássico bom para curtir aos fins de semana e que não te dê tanta dor de cabeça na hora de buscar peças de reposição e mão de obra especializada, o Puma é uma ótima opção. Mas não é a única – como vem para nos lembrar o Achado meio Perdido de hoje: um Corona Dardo F 1.3, anunciado no GT40.

Ainda não é assinante do FlatOut? Considere fazê-lo: além de nos ajudar a manter o site e o nosso canal funcionando, você terá acesso a uma série de matérias exclusivas para assinantes – como conteúdos técnicoshistórias de carros e pilotosavaliações e muito mais!

 

FLATOUTER

Plano de assinatura com todos os benefícios: acesso livre a todas as edições da revista digital do FlatOut e demais matérias do site, download de materiais exclusivos, participação em sorteios e no grupo secreto no Facebook (fique próximo de nossa equipe!), além de veiculação de até 7 carros no FlatOuters e até 3 anúncios no site GT40, bem como descontos em nossa loja, oficinas e lojas parceiras*!

R$20,00 / mês

*Benefícios sujeitos ao único e exclusivo critério do FlatOut, bem como a eventual disponibilidade do parceiro. Todo e qualquer benefício poderá ser alterado ou extinto, sem que seja necessário qualquer aviso prévio.

CLÁSSICO

Plano de assinatura na medida para quem quer acessar livremente todas as edições da revista digital do FlatOut e demais matérias do site1, além de veiculação de até 3 carros no FlatOuters e um anúncio no site GT402.

De R$14,90

por R$9,90 / mês

1Não há convite para participar do grupo secreto do FlatOut nem há descontos em nossa loja ou em parceiros.
2A quantidade de carros veiculados poderá ser alterada a qualquer momento pelo FlatOut, ao seu único e exclusivo critério.

Apresentado há exatos 40 anos no Salão do Automóvel de 1978, o Corona Dardo F 1.3 era criação do projetista Toni Bianco, feita sob encomenda de uma companhia chamada Corona S.A. – uma divisão da fabricante de bicicletas Caloi. O carro era praticamente um clone do Fiat X1/9, apresentado no Salão de Turim, na Itália, em 1972 – que, por sua vez, tinha visual assinado por ninguém menos que Marcello Gandini, designer do renomado estúdio Bertone.

img_374856_4_a26d2974-a64c-4584-9153-895a1c491a67

Não fica claro se a ideia da Corona era de fato oferecer um esportivo fora-de-série mais refinado que o Puma, mas foi o que acabou acontecendo: com plataforma própria, utilizando uma estrutura tubular de aço sob a carroceria de fibra de vidro, o Dardo F 1.3 tinha suspensão independente do tipo McPherson nas quatro rodas, com acerto bastante firme, e motor central-traseiro. Tais características o tornavam um carro naturalmente mais estável e equilibrado que o rival com mecânica Volkswagen.

img_374888_4_a26d2974-a64c-4584-9153-895a1c491a67

O motor Fiasa de 1,3 litro (1.297 cm³) era cedido pelo 147 Rallye, versão de apelo esportivo do primeiro Fiat fabricado e vendido no Brasil. Com 72 cv a 5.800 rpm e 10,8 mkgf de troque a 4.000 rpm e acoplado a uma caixa manual de quatro marchas, era suficiente para levar o conversível de 890 kg de zero a 100 km/h em cerca de 19 segundos, com máxima ligeiramente superior aos 145 km/h. Dado o contexto da época, eram números aceitáveis – a velocidade máxima do X1/9 original, que utilizava um motor 1.3 com comando duplo no cabeçote emprestado do Fiat 128, era de 170 km/h.

img_374844_4_a26d2974-a64c-4584-9153-895a1c491a67

O que importa é que a boa execução do projeto (que incluía até mesmo faróis escamoteáveis) levou a própria Fiat a dar apoio oficial ao Dardo, oferecendo o conversível de dois lugares em sua rede de concessionárias e fornecendo garantia, serviços de manutenção e componentes de reposição. Por esta razão, há quem refira-se ao carro como Fiat Dardo – o que não é totalmente equivocado. O Dardo F 1.3 foi produzido até 1983, com uma reestilização nos para-choques realizada em 1981.

O carro anunciado no GT40 é justamente um Dardo 1981. O carro, de acordo com o vendedor, apresenta alto nível de autenticidade – embora exista a possibilidade de já ter passado por uma repintura. Volante, faróis, lanternas, maçanetas, para-choques e rodas são originais de fábrica, assim como o volante e todos os detalhes de acabamento do interior, como puxadores das portas, bancos e rádio com toca-fitas. Toda a tapeçaria é original, e também a instrumentação do painel.

img_374868_4_a26d2974-a64c-4584-9153-895a1c491a67 img_374880_4_a26d2974-a64c-4584-9153-895a1c491a67

O Dardo está estruturalmente íntegro e com toda a mecânica em ordem motor, câmbio, suspensão e freios. Embora não seja um carro impecável – há alguns sinais de desgaste aparentes, como pequenas marcas no spoiler dianteiro, no couro do banco direito e no acabamento interno do compartimento de carga dianteiro –, nos parece uma boa alternativa ao Puma. Especialmente no que diz respeito ao preço, pois pela quantia que pede o anunciante por este Dardo não é possível encontrar um Puma em estado de conservação equivalente.

img_374848_4_a26d2974-a64c-4584-9153-895a1c491a67 img_374852_4_a26d2974-a64c-4584-9153-895a1c491a67

Se você ficou interessado, pode clicar aqui para acessar o anúncio e pegar os contatos do vendedor.

inbanner-fim-post


“Achados Meio Perdidos” é o quadro do FlatOut! no qual selecionamos e comentamos anúncios do GT40.com.br de carros interessantes ao público gearhead, como veículos antigos, preparados, exclusivos e excêntricos. Não se trata de publieditorial. Não nos responsabilizamos pelas informações publicadas nos anúncios nem pelas negociações decorrentes – todos os detalhes devem ser apurados atenciosamente com o anunciante!

Matérias relacionadas

Ferrari 812 Superfast: as primeiras impressões do monstruoso GT e de seu V12 de 800 cv

Dalmo Hernandes

Mercedes A45 praticamente sem disfarces, o novo fim do Kia Picanto no Brasil, detalhes do próximo Toyobaru e mais!

Já imaginou um Dodge Dart brasileiro com motor 440? Este aqui está à venda

Dalmo Hernandes