A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Achados meio perdidos

Este Escort “RS Cosworth” bem cuidado e cheio de potencial está à venda

O Ford Escort RS Cosworth não era exatamente um Escort: por baixo das formas do Mk5 estavam um motor dianteiro transversal – o lendário Cossir YB – e um sistema de tração integral, tudo amarrado em um monobloco derivado do Ford Sierra. Oficialmente, porém, ele era um Escort, e tornou-se um dos mais cobiçados e adorados membros da família, talvez atrás dos Mk1 e Mk2, que inciaram a tradição do Escort nos ralis.

Ainda não é assinante do FlatOut? Considere fazê-lo: além de nos ajudar a manter o site e o nosso canal funcionando, você terá acesso a uma série de matérias exclusivas para assinantes – como conteúdos técnicoshistórias de carros e pilotosavaliações e muito mais!

 

FLATOUTER

Plano de assinatura com todos os benefícios: acesso livre a todas as edições da revista digital do FlatOut e demais matérias do site, download de materiais exclusivos, participação em sorteios e no grupo secreto no Facebook (fique próximo de nossa equipe!), além de veiculação de até 7 carros no FlatOuters e até 3 anúncios no site GT40, bem como descontos em oficinas e lojas parceiras*!

R$20,00 / mês

*Benefícios sujeitos ao único e exclusivo critério do FlatOut, bem como a eventual disponibilidade do parceiro. Todo e qualquer benefício poderá ser alterado ou extinto, sem que seja necessário qualquer aviso prévio.

CLÁSSICO

Plano de assinatura na medida para quem quer acessar livremente todas as edições da revista digital do FlatOut e demais matérias do site1, além de veiculação de até 3 carros no FlatOuters e um anúncio no site GT402.

De R$14,90

por R$9,90 / mês

1Não há convite para participar do grupo secreto do FlatOut nem há descontos em oficinas ou lojas parceiras.
2A quantidade de carros veiculados poderá ser alterada a qualquer momento pelo FlatOut, ao seu único e exclusivo critério.

Se você já imaginou como ficaria um Escort Mk5 brasileiro com o bodykit do RS Cosworth e gosta da ideia… nosso Achado meio Perdido de hoje vai te cair como uma luva. Trata-se exatamente disto: um exemplar muito bem conservado que foi transformado em um tributo ao ícone do WRC. Ele está pronto e está à venda, anunciado no GT40.

O carro foi fabricado em 1995, sendo um dos últimos frutos da Autolatina, que foi dissolvida em 1996. Assim, ele é equipado com o conhecido motor AP de 1,6 litro da Volkswagen, com injeção eletrônica monoponto, 76 cv e 12,3 kgfm de torque. De fábrica, o Escort GL veio com ar-condicionado e, segundo seu proprietário, Fabio, acompanha nota fiscal de fábrica, manual do proprietário, chave reserva e código da trava multilock.

Fabio conta que o projeto foi montado há um ano. A pintura na cor Cinza Moscou (do catálogo atual da Ford, usada em Focus, Fusion e Mustang, por exemplo) – é parecido com a tonalidade original do carro, porém com mais profundidade.

A parte mais interessante, porém, é o kit estético. Os para-lamas dianteiros foram feitos nas medidas originais do Escort RS Cosworth, enquanto a asa foi feita artesanalmente por Adhemar Cabral, de São Paulo (SP) – conhecido por suas réplicas de carros de Fórmula 1 de escala 1:1 em fibra de vidro. Não foi possível utilizar a asa origina e ligeiramente mais alta e, com isto, as medidas são incompatíveis. O para-choque dianteiro veio do Escort XR3 e ganhou um lip de fibra de carbono feito sob medida, e o capô traz as entradas de ar genuínas do Cossie, importadas Europa. As rodas são réplicas das OZ Superleggera, de 17 polegadas, e calçam pneus Pirelli PZero novos.

O interior teve o revestimento original das portas e bancos substituído por couro vermelho, sendo que os bancos receberam costuras em padrão diamante. O volante é um Lotse Dakar, que faz par com a manopla de câmbio da mesma marca. A alavanca de câmbio original acompanha o carro, bem como três manômetros ODG para instalação no topo do painel.

O motor, de acordo com Fabio, está totalmente stock e com revisões em dia. A única modificação é o sistema de escape aberto com abafador final de inox da Luzian. Embora não seja, originalmente, a versão mais forte do AP, o motor 1.6 é uma ótima base para preparações turbinadas – com menor deslocamento e curso dos pistões mais curto, (81×77,4 mm), ele tem mais elasticidade e gira com mais vigor, além de ser comparativamente mais robusto que as versões 1.8 e 2.0. Fabio considera que a parte visual do carro está finalizada, e admite que só falta uma mecânica mais potente para complementar a estética.

De fato, enxergamos bastante potencial neste Escort – que, na nossa opinião, também merece um belo par de bancos Recaro para ficar redondinho por dentro. E, por mais que o motor AP original seja suficiente para uso diário, achamos que o carro merece mesmo uma dose de veneno, ainda mais por ser equipado com um motor que já tem muitas receitas de preparação com eficácia comprovada.

Se você se interessou, pode clicar aqui para acessar o anúncio e pegar os contatos do proprietário.


“Achados Meio Perdidos” é o quadro do FlatOut! no qual selecionamos e comentamos anúncios do GT40.com.br de carros interessantes ao público gearhead, como veículos antigos, preparados, exclusivos e excêntricos. Não se trata de publieditorial. Não nos responsabilizamos pelas informações publicadas nos anúncios nem pelas negociações decorrentes – todos os detalhes devem ser apurados atenciosamente com o anunciante!

Matérias relacionadas

Viaje no tempo com esta Ferrari 308 GTS à venda no Brasil

Dalmo Hernandes

Você pode ser o novo dono deste raro Peugeot 206 com kit WRC que encontramos à venda!

Dalmo Hernandes

WOW! Um legítimo Camaro Yenko S/C à venda!

Dalmo Hernandes