FlatOut!
Image default
Achados meio perdidos

Este Fiat Tempra duas portas muito bem conservado pode ser seu por menos de R$ 9 mil

Quando se pensa no Fiat Tempra, a mente do entusiasta vai direto à versão Turbo, com seu motor 2.0 de oito válvulas que, sobrealimentado pelo caracol, entregava 165 cv e era capaz de levar o sedã a mais de 210 km/h. Contudo, os admiradores do primeiro modelo médio da Fiat sabem apreciar as outras versões — que também podem ser bem interessantes, como este Tempra duas-portas que encontramos à venda.

Interessante pois se trata de um dos exemplares da primeira leva com duas portas — e apresenta um estado de conservação muito bom para um carro de mais de 20 anos de idade. Há quem pense que o Tempra só foi oferecido com duas portas na versão Turbo (que ganhou uma interpretação mais sóbria com o Tempra Turbo Stile, de quatro portas), mas a verdade é que o Tempra de duas portas foi oferecido nos primeiros anos de fabricação em Betim (MG), para atender à demanda do público brasileiro por este tipo de carroceria.

tempra (8)

Demanda que estava acabando — o consumidor, que antes fazia questão de comprar Chevrolet Monza ou Volkswagen Santana com duas portas, estava perdendo o preconceito. Mais moderno que os concorrentes, no fim das contas o Tempra de duas portas quase não vendeu e foi descontinuado pouco depois.

De qualquer forma, o Tempra teve um início de mercado marcado por alguns erros técnicos — a Fiat optou por um motor de 2.0 com comando duplo — derivado do projeto italiano de autoria de Aurelio Lampredi —, oito válvulas e carburador em vez da injeção eletrônica. Com 99 cv, o motor não era fraco, mas também não era o mais adequado para o peso de mais de 1.250 kg do carro. Em 1993 foi introduzido o motor 2.0 16v com injeção multiponto, já adotada pela concorrência. O novo motor tinha 127 cv e era capaz de levar o carro de 0 a 100 km/h na casa dos 10 segundos, com máxima de mais de 190 km/h.

tempra (9)

Fabricado antes de 1995, quando foi promovida uma reestilização, este Tempra tem a frente “alta” (depois, os faróis ficaram mais estreitos) e o interior mais parecido com o de um Alfa Romeo da época, com linhas mais retas — o que não muda é o bom espaço interno (especialmente para os ocupantes do banco traseiro), superior ao de Monza e Santana graças ao projeto mais moderno.

tempra (1)

Anunciado no Mercado Livre, o carro das fotos parece realmente muito bem cuidado — tanto do lado de fora quanto do lado de dentro, com todos os detalhes de acabamento no lugar e sem imperfeições aparentes. Na verdade, segundo o anúncio, o estado do carro é tão bom que este carro foi utilizado como “modelo” para uma matéria sobre o Tempra na revista Quatro Rodas.

tempra (3)

Segundo a descrição o vendedor é o terceiro dono do carro, que tem cerca de 90.000 km rodados e foi todo revisado em concessionária com componentes originais. Ele também possui todo o histórico do Tempra, que foi retirado da concessionária em janeiro de 1993, e afirma poder apresentar a lista e a nota fiscal de todos os componentes revisados e substituídos.

tempra (7)

E quanto custa? Um valor surpreendente, dadas as condições aparentes do carro: R$ 8.800 — se o carro estiver mesmo apto para recenber a placa preta daqui em 2022, quando completa 30 anos, é uma pechincha. Ele também diz estudar trocas, de preferência por modelos Volkswagen com motor refrigerado a ar — neste caso, o valor a considerar é de R$ 12 mil, o que ainda nos soa mais do que razoável. Para os fãs do Tempra, pode ser uma bela oportunidade. O que você acha?

[ via Mercado Livre, sugestão de Paulo Freire. Foto do painel por Marco de Bari/Quatro Rodas ]

 

 

Matérias relacionadas

Este raro Peugeot 407 Coupé é o nosso Achado Meio Perdido de hoje

Este raro VW Rabbit conversível com placa preta está à venda!

Gustavo Henrique Ruffo

Este Nissan GT-R Black Edition com 1.200 cv no motor está à venda no Brasil!

Dalmo Hernandes