Este Honda Accord EX 1992 está conservadíssimo e à venda

Dalmo Hernandes 7 abril, 2018 0
Este Honda Accord EX 1992 está conservadíssimo e à venda

A chegada da Honda ao Brasil nos anos 90 é sempre lembrada por causa de seus esportivos, como o Honda Civic VTi e o CR-X Del Sol. Contudo, quando as importações foram liberadas, também chegaram alguns modelos mais sofisticados e luxuosos – como a quarta geração do Accord, que começou a dar as caras por aqui em 1992. E é um exemplar deste primeiro ano do Honda Accord no Brasil nosso Achado meio Perdido de hoje, anunciado no GT40.

O Accord, modelo acima do Civic na linha da Honda, veio em carrocerias sedã (código CB7) e perua (CB9), ambos vendidos pela concessionária paulista SP Japan. A maioria dos exemplares era da versão EX, de topo, equipada com um quatro-cilindros de 2,2 litros chamado F22, que tinha certo grau de parentesco com o motor que seria usado no Honda S2000 alguns anos depois. O cabeçote tinha o curioso arranjo de quatro válvulas por cilindro, porém com comando simples.

30225993_1881567881855347_4429636523847057408_o

Apesar de não ser um carro de temperamento esportivo, o Accord (especialmente as gerações fabricadas até a década de 2000) é visto com muito bons olhos pelos entusiastas da marca por seu estilo elegante, seu interior espaçoso, seu acabamento caprichado e, nas versões mais caras, boa oferta de equipamentos. Além disso, tinha a tradicional robustez dos automóveis japoneses, que costumam primar pela durabilidade e pela confiabilidade.

No caso do Accord EX, o motor de 2,2 litros entregava 125 cv a 5.200 rpm e 14,7 mgf de torque a 3.600 rpm. Não era desempenho alucinante, mas era mais do que adequando para um sedã grande da época.

img_213544_4_5dca01d8-df39-4740-bc9d-901e41664a57

Os Accord vendidos no Brasil eram exemplares destinados ao mercado norte-americano. É por isto que o carro de Fabio Hiroki Ishikawa, um Accord EX sedã 1992 anunciado no GT40, tem velocímetro e hodômetro em milhas. Aliás, o carro tem cerca de 50.000 milhas rodadas, o que dá pouco mais de 80.000 km. Um número baixo para um automóvel fabricado há 26 anos.

Fabio diz que o carro tem pintura da carroceria toda original, mas que os para-choques já foram retocados por algum dos donos anteriores. O interior revestido em couro caramelo também é original de fábrica e, segundo o dono, está em perfeito estado de conservação, sem quaisquer sinais de desgaste ou imperfeições. O carro passou por uma higienização recente, com direito a vitrificação da pintura e impermeabilização dos bancos. O painel de instrumentos não tem trincas ou marcas. Os equipamentos de série todos funcionam, incluindo o rádio com código de bloqueio e antena elétrica, charme de época.

img_213516_4_5dca01d8-df39-4740-bc9d-901e41664a57 img_213524_4_5dca01d8-df39-4740-bc9d-901e41664a57 img_213512_4_5dca01d8-df39-4740-bc9d-901e41664a57

O dono conta que fez uma revisão geral em novembro de 2017, trocando todos os fluidos e filtros e revisando todos os sistemas do carro, incluindo elétrica e suspensão. Fabio observa que a única ressalva é o ABS dos freios, cuja luz de aviso acende no painel. Ele diz que os freios funcionam normalmente e que provavelmente a causa do aviso é sujeira em algum dos sensores, visto que o Accord passou muito tempo parado antes de ir para suas mãos.

img_213520_4_5dca01d8-df39-4740-bc9d-901e41664a57

Este carro em especial é bastante raro, e dificilmente encontra-se à venda um bom exemplar do Accord de quarta geração com quilometragem relativamente baixa e estado de conservação tão bom. Fábio diz que estuda trocas por modelos de mais fácil comercialização, em especial populares ar-condicionado e direção assistida. Esta pode ser sua chance.

Se ficou interessado, já sabe o que fazer: clique para ver o anúncio e pegar os contatos do proprietário.

inbanner-fim-post


“Achados Meio Perdidos” é o quadro do FlatOut! no qual selecionamos e comentamos anúncios do GT40.com.br de carros interessantes ao público gearhead, como veículos antigos, preparados, exclusivos e excêntricos. Não se trata de publieditorial. Não nos responsabilizamos pelas informações publicadas nos anúncios nem pelas negociações decorrentes – todos os detalhes devem ser apurados atenciosamente com o anunciante!