A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Achados meio perdidos Zero a 300

Este Lancer Evolution VIII preparado para entregar 500 cv nas rodas está à venda

O Lancer Evolution é um verdadeiro ícone entre os esportivos, especialmente entre quem cresceu nos anos 90 e viu os esportivos japoneses conquistarem fama e respeito no mundo todo. Mais do que isto: com seu motor turbinado, sua tração integral e seu desempenho matador nos ralis, o Evo foi um dos responsáveis pela reputação que os esportivos japoneses têm hoje. E, se você quiser um deles, saiba que existem algumas dezenas rodando pelo Brasil – e não falamos apenas do Evo X, que foi importado oficialmente para o Brasil entre 2010 e 2014.

Outras gerações do Lancer Evolution podem ser encontradas por aqui. Como este Evo VIII 2004, que está anunciado no GT40 e é nosso Achado meio Perdido de hoje.

img_277168_4_65fe0828-5767-4cd5-b477-ae34f4498f7b

O Lancer Evolution VIII foi apresentado no Salão de Genebra de 2003, no início do ano. E foi a primeira geração a ser exportada oficialmente para diversas partes do mundo, e não apenas como grey import em mercados de mão inglesa, como havia ocorrido até então.

Por isto, o Evo VIII se tornou um carro mais sofisticado, apesar de manter basicamente a mesma carroceria, o mesmo motor (o mítico 4G63, quatro-cilindros turbo de dois litros com comando duplo no cabeçote) e a mesma geometria da suspensão. O segredo estava nos novos sistemas eletrônicos da versão GSR, que incluíam o controle ativo de guinada (Active Yaw Control, ou Super AYC), responsável por distribuir a maior parte do torque para as rodas com mais aderência automaticamente – que tinha o dobro da eficiência da geração anterior.

O motor 2.0 turbo do Evo VIII GSR entrega originalmente 280 cv e 39,9 mkgf de torque. Acoplado a uma caixa manual de seis marchas, é o bastante para levar o carro até os 100 km/h na casa dos cinco segundos.

img_277188_4_65fe0828-5767-4cd5-b477-ae34f4498f7b

Agora, o exemplar anunciado no GT40 é bem mais forte. O carro, que pertence a Rodrigo Kehl, de São Carlos/SP. Rodrigo comprou o Evo há cerca de dois anos e meio, e conta que é o terceiro dono – o proprietário anterior é seu amigo, e o carro está na mesma cidade desde 2005. E mais: Rodrigo já acompanhava a evolução do projeto e até já ajudou em algumas modificações antes mesmo de comprar o carro.

O motor 4G63 passou por diversas modificações. Seus componentes internos são forjados – bielas Pauter e pistões JE; a turbina é uma Garrett GT35R roletada com pressurização em inox de 3” e válvula blow off Tial; e o cabeçote passou por um retrabalho de fluxo. Válvulas, pratos e molas são BC, a borboleta de admissão é uma Skunk2 e os injetores são ID2000. O carro tem uma ECU AEM V2 e está acertado para etanol. De acordo com Rodrigo, o carro tem cerca de 500 cv nas rodas com o turbo operando a 1,8 bar, mas com mais pressão é capaz de chegar aos 600 cv.

img_277172_4_65fe0828-5767-4cd5-b477-ae34f4498f7b

img_277192_4_65fe0828-5767-4cd5-b477-ae34f4498f7b

O câmbio recebeu uma caixa de transferência John Sheperd forjada com diferencial blocante Quaife. Além disso, o Evo tem suspensão com amortecedores ajustáveis do tipo Coilover da Cusco, modelo Zero 2E, com ajuste de pressão por um comando no painel. Os freios Brembo e as rodas BBS forjadas são originais. Por fora, o sedã tem capô e tampa do porta-malas em fibra de carbono importados, da Seibon. O interior recebeu manômetros auxiliares AEM, ligados diretamente à ECU.

img_277184_4_65fe0828-5767-4cd5-b477-ae34f4498f7b

Rodrigo diz que o carro tem apenas 25.000 km rodados e que é revisado a cada quatro meses, de modo a garantir que tudo esteja sempre funcionando bem.

Se você ficou interessado, basta clicar aqui para acessar o anúncio e pegar os contatos do proprietário.

inbanner-fim-post


“Achados Meio Perdidos” é o quadro do FlatOut! no qual selecionamos e comentamos anúncios do GT40.com.br de carros interessantes ao público gearhead, como veículos antigos, preparados, exclusivos e excêntricos. Não se trata de publieditorial. Não nos responsabilizamos pelas informações publicadas nos anúncios nem pelas negociações decorrentes – todos os detalhes devem ser apurados atenciosamente com o anunciante!

Matérias relacionadas

O Fiat Abarth 1000 TC é um dos carros 1.0 mais legais do mundo

Dalmo Hernandes

Suzuki Jimny: a história do mini-Jeep mais popular do planeta

Dalmo Hernandes

Fãs de Top Gear levam tanque a protesto pela volta de Clarkson, os novos personagens de Velozes e Furiosos, Hyundai HB20 em versão “apimentada” e mais!

Leonardo Contesini