A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Sessão da manhã

Este Lexus LFA de drift perdeu o motor V10 e ganhou um V8 TRD da Nascar

O Lexus LFA é um dos grandes esportivos da era moderna. Quem diria que uma fabricante de luxo como a Lexus, divisão da Toyota, um dia faria um supercarro com um V10 de 4,8 litros e 560 cv na dianteira? O LFA foi o halo car da companhia, produzido entre 2010 e 2012, com 500 unidades no total. É um carro raro e especial, muito veloz e dono de um ronco absurdo. Dito isto, o fato de um deles ter sido transformado em carro de drift e recebido um V8 TRD usado na Nascar é ainda mais incrível.

O responsável por este delicioso sacrilégio (seria mais grave se fosse um V8 Ford ou Chevrolet, sem dúvida) é o experiente drifter profissional Yoichi Imamura, que compete no D1 Grand Prix de drift — a maior competição de drift do planeta — desde de a temporada de estreia, em 2001. Logo em sua temporada de estreia ele ficou com o vice-campeonato ao volante de um Toyota AE86 Sprinter Trueno. Em 2003, Imamura ficou com o título da categoria com um Mazda RX-7 FD3S.

Veja o RX-7 em ação neste desafio da Best Motoring International, com Yoichi Imamura e o drift king Keiichi Tsuchiya

Mas vamos voltar ao LFA. O motor do supercarro nipônico foi desenvolvido em parceria com a Yamaha, e é uma verdadeira obra de arte. Todo de alumínio, com pistões forjados e bielas e válvulas de titânio, o V10 de 4,8 litros entrega 560 cv a 8.700 rpm e 48,9 mkgf de torque a 6.900 rpm. Acoplado a uma transmissão sequencial Aisin de seis marchas, com borboletas atrás do volante, o motor tem força o bastante para levar o LFA até os 100 km/h em 3,6 segundos, com máxima acima dos 320 km/h.

Isto sem falar no ronco matador de um V10 capaz de chegar aos 9.500 rpm

Então por que alguém trocaria um V10 por um V8? Bem, a informação não é oficial, mas diz-se por aí que o Lexus LFA de Imamura teve a mecânica danificada por uma inundação causada pelo tsunami que assolou a costa pacífica do Japão em março de 2011. O carro teria sido salvo e recuperado até onde foi possível, mas o motor e o câmbio já não tinham salvação.

lexus-lfa-v8 (3)

Outra possibilidade é a de a própria Lexus ter fornecido o carro, visto que o trabalho de adaptação e instalação ficou por conta da OTG Motorsport, divisão de competição da Osaka Toyopet Group, companhia que é dona de diversas concessionárias e oficinas autorizadas Toyota no Japão. De qualquer forma, estamos falando de um carro que custava US$ 450 mil (cerca de R$ 1,7 milhão) quando era novo. Pegar um exemplar, desmontá-lo e transformá-lo em um carro de drift não é para qualquer um.

Ter o apoio de uma rede de concessionárias certamente tornou mais fácil o acesso a um dos V8 construídos pela TRD (a divisão de competição da Toyota) para a Nascar. Trata-se de um small block com comando no bloco, deslocamento de 5,8 litros e alimentação com carburador, capaz de entregar algo entre 680 cv e 700 cv a 9.000 rpm. Agora dá para entender por que ele foi uma bela escolha para o LFA de drift de Imamura, não é?

lexus-lfa-v8 (6)

O vídeo abaixo mostra o primeiro shakedown com o novo motor (que foi casado a uma caixa Tremec T-56, manual de seis marchas). O ronco é espetacular:

Aparentemente, não há uma compilação do outros dados técnicos do projeto. No entanto, pelas fotos e vídeos dá para ver que o interior foi depenado — note a ausência de revestimentos e acabamentos. Ficou a capa do painel, mas todo o resto deu lugar a componentes de competição, como bancos, cintos e gaiola.

lexus-lfa-v8 (7)

O exterior do LFA ficou ainda mais agressivo com os para-lamas alargados, um spoiler do tipo lip no para-choque dianteiro e uma gigantesca asa traseira. No vídeo abaixo também dá para ver que o sistema de direção foi modificado para permitir um ângulo de esterçamento muito maior — modificação comum em carros preparados para o drift.

Não é engraçado como estes vídeos japoneses parecem ter sido feitos nos anos 90, por mais recentes que sejam

O detalhe é que, até as primeiras semanas de 2015, a comunidade automotiva achava que o tal do Lexus LFA com motor V8 Nascar não passava de um boato.

lexus-lfa-v8 (2)

Imamura precisou postar uma foto do carro com o motor já instalado para convencer a todos de que esta seria sua arma para a temporada 2015 do D1 Grand Prix — na qual competiria ao lado de outros frankensteins impressionantes, como o Passat V8 de Tanner Foust.

Hoje, sabemos que o carro não é apenas real, como também é simplesmente monstruoso.

Matérias relacionadas

Ferrari 288 GTO, F40, F50, Enzo e LaFerrari: a família de supercarros de Maranello se encontra na pista

Dalmo Hernandes

Lado B: os carros e cenas rejeitados dos três primeiros “Velozes e Furiosos”

Dalmo Hernandes

Rally Costa Brava: ronco de motor e muita ação no rali de clássicos mais incrível que você ainda não conhecia

Dalmo Hernandes