FlatOut!
Image default
Achados meio perdidos

Este Logus Wolfsburg Edition está realmente impecável — e à venda

A Autolatina foi a joint venture formada por Volkswagen e Ford no Brasil para dividir tecnologia e recursos entre 1987 e 1996. A parceria deu origem a alguns modelos “exóticos” como o Logus — que, na verdade, era um Escort com nova roupagem e um emblema da Volkswagen. Mas isso não impediu que ele tivesse uma versão “esportiva” com um nome tipicamente alemão: o Logus Wolfsburg Edition. E este aqui está à venda!

O Logus começou a ser produzido em 1993, junto com o Pointer. Ambos derivados do Escort de quinta geração, eram fabricados pela Ford. Porém, diferentemente do que aconteceu com o Ford Verona e o Volkswagen Apollo, que só eram diferentes no painel e em detalhes de acabamento, eles não eram clones — Logus e Pointer tinham estilo próprio, projetados exclusivamente para a Volkswagen no estúdio Ghia, na Itália.

logus-wolfs (11)

Para que os modelos não competissem entre si, as duas fabricantes decidiriam que as opções de carroceria seriam complementares: se o Escort era oferecido em versões hatch de duas portas e sedã de quatro portas (ainda chamado de Verona), o Logus era um sedã de duas portas e o Pointer, um hatch de quatro portas. Com linhas elegantes, os dois estão entre os modelos mais bonitos já vendidos pela Volkswagen no Brasil.

A estratégia da Autolatina não deu muito certo desde o início, e o Pointer e o Logus foram seus últimos frutos. Ambos usavam motores 1.6 Ford de 74 cv (este, apenas no Logus) e 1.8 e 2.0 de origem VW — este último, com injeção eletrônica, estreou no Logus em 1994 depois de ser oferecido como opcional no Pointer.

logus-wolfs (5)

Em 1995 veio o especial chamado “Wolfsburg Edition”. Homenageando a sede da VW na Alemanha, o Logus Wolfsburg Edition tinha acabamento diferenciado, com interior em veludo, volante de três raios igual ao do Pointer GTi e rodas de 14 polegadas, além de faróis de longo alcance integrados (também vindos do Pointer), direção hidráulica e ar-condicionado.

Segundo o teste realizado pela revista Quatro Rodas em 1995, o Logus Wolfsburg Edition era capaz de chegar aos 194 km/h, o que fez dele o VW mais rápido produzido no Brasil na época (perdendo o título para o Gol GTi 16v meses depois). Infelizmente, o casamento entre VW e Ford já estava ruindo, e o Logus saiu de linha em dezembro de 1996 levando consigo o Wolfsburg Edition, que havia se tornado uma versão fixa por seu bom desempenho nas vendas.

logus-wolfs (2)

Com o tempo, o Logus e o Pointer acabaram desvalorizando bastante, o que reduziu consideravelmente o número de exemplares bem conservados. Sendo assim, um Logus conservado e com baixa quilometragem é um achado — ainda mais se for um Wolfsburg Edition, como é o caso do carro das fotos.

Com apenas 20 mil km rodados, o Wolfsburg Edition anunciado no Mercado Livre parece ter saído da fábrica nesta semana. Absolutamente tudo está no lugar e em estado impecável, incluindo interior e cofre do motor. Segundo o anunciante, o carro foi todo vistoriado e não foi restaurado — “sem qualquer retoque ou intervenção”, diz o texto.

Contudo, tal estado de conservação cobra seu preço: R$ 30 mil, pelo menos três vezes mais do que a média de preço dos Logus, mesmo os melhores exemplares. Não é pouco dinheiro por um carro nacional prestes a completar 20 anos, mas seu status de edição especial e suas excelentes condições podem conquistar alguns seletos colecionadores e fãs do modelo que teve uma trajetória tão curta no Brasil. O que você acha?

logus-wolfs (10)

[ via Mercado Livre / Sugestão de Tulio Dourado e Thyago Szoke ]


“Achados Meio Perdidos” é o quadro do FlatOut! na qual selecionamos e comentamos anúncios de carros interessantes ao público gearhead, como veículos antigos, preparados, exclusivos e excêntricos. Não se trata de uma reportagem aprofundada e não nos responsabilizamos pelas informações publicadas nos anúncios – todos os detalhes devem ser apurados com o anunciante.

Matérias relacionadas

Lenda urbana: a história da coleção de clássicos em uma fazenda não passa de invenção

Leonardo Contesini

Sua chance de comprar não uma, mas duas Ferrari 308 pode ser esta

Dalmo Hernandes

Encontramos um Fiat Oggi com compressor mecânico à venda. Será um bom negócio?

Dalmo Hernandes