A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Achados meio perdidos GT40 Classificados Zero a 300

Este Mazda MX-5 Miata NC à venda no Brasil pode ser o esportivo que você procura

Quem gasta parte do seu tempo na internet, lendo sobre carros na internet e nas redes sociais (e no FlatOut, claro, mas a gente nem precisa dizer, né?) sabe que o Mazda MX-5 Miata é tido como a melhor resposta para qualquer dúvida automotiva. Acessível, leve, potente na medida certa, estiloso e de tração traseira, ele é tudo o que qualquer entusiasta precisa para se divertir ao volante. Suas melhores características permaneceram intactas mesmo após quase 30 anos e quatro gerações diferentes.

Algumas dezenas de exemplares da primeira geração desembarcaram no País pouco depois da reabertura das importações em 1990 e, garimpando, você até consegue encontrar um ou dois exemplares à venda de tempos em tempos. No entanto, caso queira um Miata mais moderno e praticamente novo, este exemplar do Mazda MX-5 Miata SV anunciado no GT40.com.br pode ser seu número.

20472680_1514003818667616_417926522_o

A terceira geração do Mazda MX-5 Miata, codinome NC, foi lançada em 2005 e vendida até 2015, passando por duas atualizações ao longo destes dez anos – uma em 2008, outra em 2013. Diferentemente do que aconteceu na mudança da primeira para a segunda geração, o Miata NC não dividia painéis da carroceria com seu antecessor, e marcou uma mudança importante na suspensão: em vez de braços triangulares sobrepostos na frente e atrás, a terceira geração adotava um esquema multilink na traseira, derivado daquele utilizado no Mazda RX-8. Com isto, o comportamento dinâmico do Miata ficou mais previsível, especialmente com a adição dos controles eletrônicos de tração e estabilidade.

Visualmente, o Miata de terceira geração ficou mais robusto, embora permanecesse leve, pesando no máximo 1.150 kg (para efeito de comparação, o Miata de primeira geração, lançado quinze anos antes, pesava 940 kg). E, assim como todos os outros Miata, é muito bem visto por quem já teve a chance de conduzi-lo.

20524401_1514003862000945_534459337_o

O carro de Rodrigo Sodani, que mora em São Paulo/SP, é um exemplar de 2011 do Miata, o que significa que ele faz parte da segunda fase do Miata de terceira geração, ou NC2. Sodani importou o carro de forma independente e é seu primeiro dono. Vindo dos EUA, o MX-5 tem um 2.0 aspirado com comando duplo no cabeçote, 170 cv e 19,4 mkgf de torque.

20472629_1514003795334285_2114940121_o

20472671_1514003772000954_1135650783_o

No caso deste carro, o câmbio é automático de seis marchas com aletas para trocas atrás do volante. Se as aletas ajudam a tornar a experiência de condução mais envolvente em relação ao Miata automático básico (que não as possui), por outro lado faz falta um câmbio manual num driver’s car como o Miata. Números: zero a 100 km/h em 7,9 segundos, com velocidade máxima perto dos 200 km/h.

20517416_1514003778667620_1512270208_o

A versãoGT Premium conta com a maioria dos itens de conforto da versão LS, de topo: interior revestido em couro, ar-condicionado automático, capota rígida automática, sistema de som Bose com disqueteira para seis CDs e entrada para iPod e chave com setor de proximidade.

Sodani conta que usa o carro de forma bastante esporádica e, de fato, o hodômetro marca cerca de 6.000 km – até agora, apenas serviços de manutenção de rotina, como a troca de fluidos e filtros, foram realizados, e o carro é sempre mantido no jeito para rodar. Peças de manutenção mais específicas podem ser encomendadas, pois ainda estão em catálogo lá fora.

20472736_1514003835334281_703497363_o

Se você está procurando um esportivo e curtiu a ideia de ter um Miata na garagem, pode acessar o anúncio no GT40.com.br para pegar todos os detalhes do carro e os contatos do dono. E ele diz que o preço é negociável.

inbanner-fim-post


“Achados Meio Perdidos” é o quadro do FlatOut! no qual selecionamos e comentamos anúncios do GT40.com.br de carros interessantes ao público gearhead, como veículos antigos, preparados, exclusivos e excêntricos. Não se trata de publieditorial. Não nos responsabilizamos pelas informações publicadas nos anúncios nem pelas negociações decorrentes – todos os detalhes devem ser apurados atenciosamente com o anunciante!

Matérias relacionadas

Os cinco carros zero km que eu compraria em 2017

Leonardo Contesini

Este Ford Escort “XR3” com swap de motor AP e visual europeu está à venda

Dalmo Hernandes

Audi A1 Sportback: nova geração fica maior, mais agressiva e mais esportiva

Dalmo Hernandes