A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Achados meio perdidos GT40 Classificados Zero a 300

Este Peugeot 306 Rallye com engine swap para XU10 e 174 cv está à venda

Os fãs de carros franceses são verdadeiramente apaixonados por eles – em especial, os hatchbacks. O pessoal lá na França sabe como fazer um bom hatch, com desenho bacana e dinâmica acertada, mesmo quando não são esportivos de fato.

O Peugeot 306 é um bom exemplo disto. O carro importado da França e da Argentina na década de 1990 era bem equipado, agradável de olhar e bom de dirigir. Especialmente nas versões esportivas S16 e GTI, equipadas com motor de dois litros com comando duplo no cabeçote e  167 cv e capazes (de acordo com a Peugeot) de passar dos 200 km/h.

img_76972_4_5ed05a78-ef29-4492-8bf7-58222e42ad9d

O Peugeot 306 Rallye, de 1998, foi o primeiro 306 de apelo esportivo a ter motores iguais ao do restante da linha – um 1.8 16 válvulas de 112 cv, o que na prática fazia dele mais um esportivado que um esportivo propriamente dito.

Dito isto, o Peugeot 306 que pinçamos no GT40 para o Achado meio Perdido de hoje é um Rallye diferente: em vez do motor 1.8 16v XU7, ele recebeu um XU10, de dois litros, o que aumentou significativamente sua potência.

img_77008_4_5ed05a78-ef29-4492-8bf7-58222e42ad9d

O carro pertence a Danilo Sarro, de Joinville/SC, que diz ter comprado o Peugeot há cerca de um ano. O carro já estava com o motor trocado havia cerca de dois anos e, segundo Danilo, não rodou mais que 5.000 ou 6.000 km com o XU10.

E afinal, qual é a diferença entre o XU7 e o XU10, além do deslocamento? Para começar, o XU7 tem bloco de alumínio com camisas de cilindro removíveis, enquanto o XU10 tem bloco de ferro fundido e cilindros usinados diretamente no bloco, sendo assim, ligeiramente mais resistente, ainda que pese mais. O XU10 é o motor usado nas versões esportivas GTI e S16, e na França teve até mesmo versões com turbo e 200 cv.

img_77012_4_5ed05a78-ef29-4492-8bf7-58222e42ad9d

O motor do carro de Danilo manteve os cabeçotes do XU7, retrabalhados para maior fluxo e um ligeiro aumento na taxa de compressão. O miolo do motor utiliza todos os componentes do XU10J4RS, que é exatamente o motor utilizado no Citroën Xsara VTS e no Peugeot 306 GTI-6 – pistões, bielas e coletores de admissão e escape. Com um sistema de injeção FuelTech FT350,  Fuel Tech FT350, wideband AEM e injetores do Chevrolet Vectra com motor 2.4, retrabalhados para um aumento de 40% na vazão, o motor entrega 174 cv a 6.600 rpm e 20,7 mkgf de torque a 5.300 rpm. De acordo com Danilo, o 306 vai de zero a 100 km/h em menos de oito segundos.

img_76996_4_5ed05a78-ef29-4492-8bf7-58222e42ad9d img_76992_4_5ed05a78-ef29-4492-8bf7-58222e42ad9d

O carro foi comprado com o intuito de usar em track days e eventos de pista e, com isto, recebeu outras melhorias: o sistema de escape foi refeito em aço galvanizado e inox, com corpo de 6” e saída de 4”. Danilo também mandou revisar todo o sistema de suspensão do carro, com amortecedores novos com mais carga e molas do Xsara VTS instalou um câmbio revisado original do 306.

img_76984_4_5ed05a78-ef29-4492-8bf7-58222e42ad9d img_76976_4_5ed05a78-ef29-4492-8bf7-58222e42ad9d img_76980_4_5ed05a78-ef29-4492-8bf7-58222e42ad9d

O carro tem boa aparência e recebeu algumas modificações estéticas, como os para-choques e lanternas adotados depois da reestilização de 2000, além das rodas Cyclone de 15 polegadas usadas no 306 GTI, fabricadas pela Speedline. Danilo acrescenta que todos os equipamentos do carro estão funcionando perfeitamente, e observa que o comprador leva junto um jogo de injetores Deka de 60 lb. Por fim, diz que um novo acerto no sistema de injeção cairia bem, pois o último foi feito antes da troca do escapamento.

Se você curtiu a ideia de um Peugeot 306 Rallye com motor 2.0 e quer saber mais detalhes, pode acessar o anúncio para pegar os detalhes e contatos do dono.

inbanner-fim-post


“Achados Meio Perdidos” é o quadro do FlatOut! no qual selecionamos e comentamos anúncios do GT40.com.br de carros interessantes ao público gearhead, como veículos antigos, preparados, exclusivos e excêntricos. Não se trata de publieditorial. Não nos responsabilizamos pelas informações publicadas nos anúncios nem pelas negociações decorrentes – todos os detalhes devem ser apurados atenciosamente com o anunciante!

Matérias relacionadas

A nova cara da Ford Ranger, Pirelli será vendida aos chineses, Christian Fittipaldi vence as 12 Horas de Sebring e mais!

Leonardo Contesini

Os melhores burnouts do Dodge Hellcat em 2014, o tanque de guerra que virou táxi na Rússia (claro), o novo BMW Série 7 2016 e mais!

Leonardo Contesini

Sebastian Vettel acelerando a Ferrari FXX K, polícia flagra Cadillac escondido em caminhão no RS, Paris quer banir carros antigos e mais!

Leonardo Contesini