FlatOut!
Image default
Achados meio perdidos Projetos Gringos

Este Porsche 911 GT1Evo já venceu corridas e agora pode rodar nas ruas – só precisa de um novo dono

Antes da incrível vitória do Porsche 919 Hybrid, o último bólido de Stuttgart a vencer as 24 Horas de Le Mans era o 911 GT1, em 1998. Como detalhamos neste post aqui, ele era feito com partes do Porsche 911 993 (a estrutura básica frontal, incluindo monobloco, para-brisas e parte do teto) e de outro vencedor de Le Mans, o 962C (que cedia o resto da estrutura e a parte posterior), sobre o qual você também pode ler mais aqui.

Nosso ponto é que o 911 GT1 é um carro fodástico, dotado de um flat-six de 3,2 litros com bloco e cabeçotes de alumínio, quatro válvulas por cilindro, dois turbos KKK e arrefecimento líquido, capaz de entregar 600 cv. É o bastante para te fazer querer ao menos dar uma voltinha em um destes, não é?

A internet está aí para isso

Pois bem: como mandava o regulamento da categoria nos livros da FIA, era necessária a construção de 25 exemplares para as ruas. Por alguma razão, a Porsche conseguiu se safar construindo apenas 20 delas, em uma série chamada 911 GT1 Straßenversion. Se você tiver a sorte de achar uma delas, é sua melhor chance de experimentar a sensação de andar em um 911 GT1 de corrida. Ou será que há outra maneira?

911-gt1-993-117 (24)

Há, sim! Quer dizer, você vai precisar desembolsar algo entre US$ 2,97 e 3,3 milhões — ou seja, entre R$ 11 e 12,2 milhões, em conversão direta — de acordo com as estimativas da RM Sotheby’s, que vai leiloar o carro durante um evento em Monaco, no próximo mês de maio. Se você começar a guardar uma graninha no fim do mês desde já, talvez ainda dê tempo…

911-gt1-993-117 (16) 911-gt1-993-117 (11)

Trata-se daquele que, segundo consta, é o único Porsche 911 GT1 de corrida convertido para rodar nas ruas. Embora ele não faça parte da frota da equipe de fábrica que correu em Le Mans, seu histórico de competição é vasto: 31 largadas na América do Norte entre 1999 e 2002, com 13 vitórias e três títulos consecutivos no Canadian GT Championship (1999, 2000 e 2001) pela equipe Bitzek Motorsport. Ele também competiu nas 24 Horas de Daytona em 2002, classificando-se em 12º e terminando a corrida em 42º. A foto abaixo foi tirada durante aquele evento.

911-gt1-993-117 (23)

Foto: Michael O. Crews

Vale observar que este se trata de um Porsche 911 GT1 Evolution, com aerodinâmica bem mais refinada e visual que se assemelha muito mais ao da geração seguinte do 911, a 996 (a primeira com motor de arrefecimento líquido), com dianteira mais baixa, os infames faróis “ovo frito” e uma asa traseira maior e mais eficiente.

911-gt1-993-117 (8)

O carro de chassi GT1-993-117, sendo um exemplar de corrida convertido para uso nas ruas, perdeu parte da decoração de competição (retendo alguns emblemas que exaltam suas participações nas pistas), porém continua entregando 600 cv e pesando 100 kg a menos que os Straßenversion (que pesa 1.150 kg e tem 544 cv).

911-gt1-993-117 (17) 911-gt1-993-117 (21) 911-gt1-993-117 (22)

Foco no sofisticado sistema de suspensão inboard

Para nós, ele é um carro ainda mais bacana que os 911 GT1 feitos para as ruas: mais potente, mais leve e mais raro, pois é único no mundo. E olha ele aqui, subindo a ladeira na edição passada do Goodwood Festival of Speed — ou seja, ele está funcionando muito bem, obrigado!

911-gt1-993-117 (3) 911-gt1-993-117 (4) 911-gt1-993-117 (2)

Matérias relacionadas

Acredite: isto é um Subaru Impreza original de fábrica – e tem mais de onde ele veio

Dalmo Hernandes

“Don’t Crack Under Pressure”: Ayrton Senna, Fernando Alonso e Steve McQueen em uma bela campanha da Tag Heuer

Dalmo Hernandes

Games que marcaram a infância: Vigilante 8

Dalmo Hernandes