A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Achados meio perdidos

Este raro Alfa 156 Sport V6 com câmbio Q-System está à venda

Todo entusiasta conhece a fama de “temperamental” dos Alfa Romeo. Os clássicos do cuore sportivo italiano são referência em design matador, ronco belíssimo e direção envolvente – mesmo os de tração dianteira, algo raro entre os entusiastas mais tradicionalistas. E é bem provável que, em algum momento da vida, você já tenha desejado um Alfa Romeo com todas as suas forças.

Ainda não é assinante do FlatOut? Considere fazê-lo: além de nos ajudar a manter o site e o nosso canal funcionando, você terá acesso a uma série de matérias exclusivas para assinantes – como conteúdos técnicoshistórias de carros e pilotosavaliações e muito mais!

 

FLATOUTER

Membro especial, com todos os benefícios: acesso livre a todo o conteúdo do FlatOut, participação no grupo secreto no Facebook (fique próximo de nossa equipe!), descontos em nossa loja, oficinas e lojas parceiras!

A partir de

R$20,00 / mês

ASSINANTE

Plano feito na medida para quem quer acessar livremente todo o conteúdo do FlatOut, incluindo vídeos exclusivos para assinantes e FlatOuters.*

De R$14,90

por R$9,90 / mês

*Não há convite para participar do grupo secreto do FlatOut nem há descontos em nossa loja ou em parceiros.

Se o desejo ainda não passou… então você vai curtir o nosso Achado meio Perdido de hoje. Trata-se de um Alfa Romeo 156, reconhecidamente um dos carros mais bonitos em toda a história da fabricante italiana. E mais: ele tem motor V6, bem mais raro do que os quatro-cilindros, e um curioso câmbio automático com padrão de trocas em H. É o tipo de carro para curtir na estrada e ainda rende assunto naquele encontrinho de posto ou evento no fim de semana.

Como você deve saber, o Alfa Romeo 156 foi o substituto do 155, lançado na Europa em 1997. Ele começou a ser importado para o Brasil oficialmente pela Fiat em 1999, originalmente equipado apenas com o motor 2.0 Twin Spark de 155 cv e 19,1 kgfm de torque em qualquer uma das duas versões –Elegant ou Sport.

É bem sabido que o Twin Spark da Alfa Romeo é um dos quatro-cilindros de ronco mais bonito que existem, e o desempenho não era ruim – zero a 100 km/h em 8,6 segundos e máxima de 212 km/h. No entanto, a partir de 2002, a Fiat decidiu trazer o Alfa 156 Sport com motor V6.

Com seu belo coletor de admissão polido e comando duplo nos cabeçotes, o V6 Busso de 2,5 litros entregava 190 cv a 6.300 rpm e 22,1 kgfm de torque a 5.000 rpm. E é justamente este o motor do nosso Achado meio Perdido de hoje.

O carro pertence a Lucas Labre, de Aparecida de Goiânia/GO. Ele diz que está com o Alfa há pouco tempo, mas conhece bem o carro pelo dono anterior, um mecânico especializado em automóveis italianos exóticos cuja oficina é bastante tradicional na região.

Segundo Lucas, o hodômetro marca cerca de 79.000 km, abaixo da média para este modelo, e o estado de  conservação é muito bom – todos os acabamentos, externos e internos, estão em seus lugares; e todos os equipamentos funcionam perfeitamente, incluindo o ar-condicionado, o som Blaupunkt com disqueteira para seis CDs, e os controles eletrônicos de estabilidade e tração (estes disponíveis a partir de 2002, assim como o motor V6). A pintura está bonita, e o interior apresenta apenas uns poucos sinais de desgaste. Os bancos são da Momo, revestidos de couro branco gelo.

Certamente o câmbio automático com trocas manuais é a maior curiosidade deste carro. Fornecida pela Aisin, a transmissão possui quatro modos de condução: os automáticos City, Sport e Ice, cujos nomes são auto-explicativos; e o modo manual Q-System, no qual o motorista podia acionar as próprias marchas movimentando a alavanca em H, como em uma caixa manual tradicional – só não havia o pedal de embreagem. Na época do lançamento, a Alfa Romeo destacou o fato de que o modo manual dava ao motorista completo controle sobre o carro, não forçava trocas de marcha, e podia ser acionado a qualquer momento, mesmo com o carro andando.

Lucas observa que o conjunto mecânico do carro está em perfeitas condições e revisado. Ele diz também que as rodas de 17 polegadas, vindas do Alfa Romeo 147, estão calçadas com pneus Dunlop novos.

Um lembrete, porém: este é um Alfa Romeo dos anos 2000, e deve ser tratado como tal. Duas coisas são essenciais: mão de obra especializada e de qualidade, e um bom canal para peças mais difíceis de encontrar. Se você acha que está pronto para se dedicar a um belo sedã esportivo italiano, pode clicar aqui para acessar o anúncio e pegar os contatos do dono.


“Achados Meio Perdidos” é o quadro do FlatOut! no qual selecionamos e comentamos anúncios do GT40.com.br de carros interessantes ao público gearhead, como veículos antigos, preparados, exclusivos e excêntricos. Não se trata de publieditorial. Não nos responsabilizamos pelas informações publicadas nos anúncios nem pelas negociações decorrentes – todos os detalhes devem ser apurados atenciosamente com o anunciante!

Matérias relacionadas

Este Karmann Ghia inspirado nas pistas pode ser seu novo esportivo brasileiro antigo

Dalmo Hernandes

Este Audi S3 preparado com mais de 500 cv nas rodas está à venda – vai encarar?

Dalmo Hernandes

Lancer Evolution VI Tommi Mäkinen: um dos dois únicos exemplares do Brasil está à venda!

Dalmo Hernandes