FlatOut!
Image default
Achados meio perdidos GT40 Classificados Zero a 300

Este Subaru Impreza WRX “hawk eye” preparado e customizado tem 440 cv e está à venda!

O Subaru Impreza WRX é um dos carros mais desejados por quem quer um “pau para toda obra”: confortável e confiável o bastante para usar no dia-a-dia; especializado o bastante para quem quer se divertir na pista com um carro competente; e sendo um Subaru ele é basicamente foi feito para ser modificado. Agora, se você não está a fim de começar um project car do zero, este aqui pode ser uma boa: um WRX 2006 personalizado e preparado para entregar 440 cv na roda. É nosso Achado Meio Perdido de hoje, anunciado no GT40.

Você deve lembrar que a segunda geração do Subaru Impreza teve três fases, e que estas fases incluíram também a versão WRX. A primeira fase era o bubble eye, lançado em 2000, com faróis circulares. Não muito bem recebido, foi substituído em 2002 pelo blob eye, que recebeu este apelido porque os faróis não têm um formato muito definido. A teceira fase, chamada hawk eye (“olho de falcão”) por razões óbvias, veio em 2005 e permaneceu até a chegada da geração seguinte, em 2008.

WhatsApp Image 2017-11-27 at 13.30.42 (1)

O carro que encontramos anunciado no GT40 é um WRX 2006 que recebeu diversas modificações estéticas, estruturais e mecânicias. O carro pertence a Rafael Azrak, de São Paulo/SP, que está com ele há cerca de três anos. Neste período o carro, que era original, se transformou em um projeto com foco na pista, para uso em track days – embora tenha conservado sua capacidade de andar nas ruas sem complicações.

23795182_10214692375168058_5282282117997620214_n

O motor boxer de 2,5 litros EJ25 entrega, originalmente, 230 cv. A preparação consistiu na instalação de componentes internos forjados no motor (pistões Wiseco, bielas Manley e virabrequim do WRX STi), além da troca dos cabeçotes originais por outros da ARP. O turbo agora é um Blouch 16g roletado, operando a 1,45 bar em condições normais e 1,7 bar com overboost. A bomba de combustível é uma Walbro, e os injetores agora são da Injector Dynamics de 1.000 cm³. Cárter, defletor e pescador são Killer B, enquanto o coletor de escape é um Invidia do tipo equal length (coletores simétricos). A tubulação de escape é de titânio, da Tomei Performance, e por fim o motor recebeu um intercooler STi.

23915924_10214692375568068_1859795264263139411_n

O carro utilizava um sistema de injeção de óxido nitroso da NOS, mas agora os cilindros são utilizados para outro fim: resfriar o intercooler, através de uma serpentina perfurada que injeta CO2 armazenado nos cilindros – um no porta-malas, outro no lugar do banco traseiro.

O motor leva a força para as quatro rodas através da caixa manual de seis marchas do WRX STi, incluindo semi-eixos e cardã. A embreagem é do tipo multidisco da Exedy Stage 4, e o câmbio recebeu uma alavanca short shifter da Kartboy.

WhatsApp Image 2017-11-27 at 13.30.31 (1) WhatsApp Image 2017-11-27 at 13.30.35 (1) WhatsApp Image 2017-11-27 at 13.30.43

A suspensão tem amortecedores Tein Performance, que permitem a instalação de um módulo para ajuste eletrônico, além de buchas de PU da Whiteline, barra estabilizadora Eibach e barras anti-torção Megan Racing.

Além disso, por dentro carro tem uma rollcage fixa (soldada no assoalho) feita sob medida para o carro na Dudu Escapamentos, em São Paulo/SP. O volante é um Sparco com cubo rápido, e os bancos dianteiros foram feitos de fibra de carbono e Kevlar, sob medida para o carro, com cintos de quatro pontos Sparco. Fora isto, o carro também tem sistema de som Pioneer com central multimídia, instrumentos da versão STI com velocímetro em mph, e instrumentos auxiliares Autometer .

23844539_10214692377368113_6163338039123324807_n  23795709_10214692372047980_7250132355433943149_n 23755584_10214692372767998_8167549480447431187_n

O visual do carro conta com capô, saias laterais, asa traseira e molduras dos para-lamas de fibra de carbono. Já as rodas, de acordo com Rafael, são as mesmas usadas no Campeonato Brasileiro de Turismo, com 18×10,5 polegadas e calçadas com pneus Toyo R888 265/35.

Rafael complementa dizendo que o motor do carro ainda não rodou mais que 2.200 km desde que foi montado, e que não há serviços a realizar. Os componentes meia-vida mencionados no anúncio são os injetores e a bomba de combustível, que já foram substituídos.

23844797_10214692378728147_5063781539858041294_n 23905415_10214692378528142_8130734606563203999_n

No mais, este Impreza WRX 2006 nos parece um projeto interessante, montado com carinho na execução e na escolha dos componentes. Se você ficou interessado, é só acessar o anúncio e entrar em contato com o dono.

inbanner-fim-post


“Achados Meio Perdidos” é o quadro do FlatOut! no qual selecionamos e comentamos anúncios do GT40.com.br de carros interessantes ao público gearhead, como veículos antigos, preparados, exclusivos e excêntricos. Não se trata de publieditorial. Não nos responsabilizamos pelas informações publicadas nos anúncios nem pelas negociações decorrentes – todos os detalhes devem ser apurados atenciosamente com o anunciante!

Matérias relacionadas

Uma aventura de moto pela Serra do Rio do Rastro e pela Serra da Graciosa 

Leonardo Contesini

Pagani Zonda Fantasma Evo: quase falecido em um acidente, renascido muito mais brutal

Dalmo Hernandes

Anúncio turbo com maior destaque: novidade no GT40 Classificados!

Juliano Barata