A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Achados meio perdidos

Este Toyota Supra 1988 está à venda no Brasil!

O nome Supra sempre arrepia os pelos de quem é apaixonado por carros. Mas os mais conhecidos são os de quarta geração, que foram estrelas de uma série de filmes, como “Velozes e Furiosos”. Mas os imediatamente anteriores, fabricados de 1986 a 1992, os MA70, com seus motores de seis cilindros em linha e tração traseira, também mereciam atenção. O problema era ter algum exemplar no Brasil. Mas podemos dizer que há pelo menos um. E ele está à venda! Mas vamos com calma…

Toyota-Supra-1988-1

A terceira geração do Supra foi apresentada em maio de 1986, o que rendeu ao carro o ano/modelo 1986 e meio, como a própria Toyota resolveu chamá-lo. Foi na terceira geração que o Supra ganhou vida própria, independente da do Celica. Ele conservou a tração traseira, enquanto o Celica passou a ter tração dianteira e a ser construído sobre a plataforma T, a mesma do Toyota Corona, modelo que chegou a ser importado ao Brasil.

Toyota-Supra-1988-2

Com 4,62 m de comprimento, 2,60 m de entre-eixos, 1,75 m de largura (1,69 m, nas versões vendidas no Japão) e 1,30 m de altura, o Supra foi inicialmente lançado apenas com o motor 3.0 de seis cilindros. No lançamento, ele contava apenas com o motor 7M-GE, naturalmente aspirado, que rendia 207 cv a 6.000 rpm e 27 mkgf a 4.800 rpm.

A versão turbinada foi apresentada em 1987. Vinha equipada com o motor 7M-GTE, com apenas um turbo, o que talvez explique o ganho pequeno de potência (235 cv a 5.600 rpm e 33,1 mkgf a 4.000 rpm).

A parte curiosa do carro é que o modelo japonês era mais estreito devido à legislação local. Modelos mais largos pagavam impostos mais altos, daí o Supra vendido em casa ser comedido neste quesito.

Toyota-Supra-1988-5

Em 1988 surgiu mais uma opção de motorização, o 2.0 de seis cilindros biturbo 1G-GTEU, de 213 cv a 6.200 rpm e 28 mkgf a 3.800 rpm. Em 1992, último ano de produção da terceira geração do carro, ele também passou a vir equipado com o motor 2.5 1JZ-GTE, também biturbo, capaz de gerar 277 cv a 6.200 e 37 mkgf a 4.800 rpm. Na mesma época, o motor 7M-GTE foi trocado pelo 7M-GTEU, que rendia 271 cv a 5.600 rpm (repare que girava menos que o 2.5) e 36,5 mkgf a 4.400 rpm.

A unidade do Supra que encontramos veio com a ajuda do leitor Henrique Roepcke. O carro foi anunciado no OLX por Emerson Miranda, que nos autorizou a falar do veículo, mas não teve tempo de responder a nossas perguntas sobre ele. Como o carro é raridade, preferimos não aguardar: vai que ele vende o Supra antes de nos responder tudo? Assim que tivermos retorno dele, atualizamos essa postagem.

Toyota-Supra-1988-9

Por sorte, o anúncio vem bem completo. A documentação do veículo mostra que ele foi legalmente importado, provavelmente por algum órgão consular ou no breve período em 1990 em que a importação de automóveis foi liberada inclusive para veículos usados. O Emerson deve nos esclarecer isso assim que conseguir. Por curiosidade nossa, já que o carro é perfeitamente legalizado. E é essa a parte que interessa ao futuro comprador.

Toyota-Supra-1988-8

O Supra em questão é o 3.0i, com motor 7M-GE, de 207 cv. Não, não é o turbo, mas, com 1.350 kg e câmbio manual (hellyeah!), ele deve ser divertido às pampas. Fabricado em 1988, ele vem, segundo o anúncio, com controle de tração, controlador de velocidade, volante com regulagem de altura, bancos de couro com ajuste elétrico e, lógico, tração traseira. Seria bom descobrir quais são os ajustes elétricos disponíveis para o banco, já que, nas fotos, todos eles parecem ser manuais.

Toyota-Supra-1988-6

O anúncio dá conta de que o carro está com 160 mil km. Como já comentamos por aqui, muitas vezes é melhor ter um carro de quilometragem alta, mas bem cuidado, do que um que só é usado para ir à padaria da esquina, sempre em distâncias curtinhas, com motor que não tem a chance de aquecer devidamente. Tudo estaria funcionando perfeitamente e o carro seria todo original, a não ser por uma caixa selada e um módulo instalados no porta-malas.

Toyota-Supra-1988-7

Pela raridade, que em 2018 já pode pegar placa preta, Emerson está pedindo R$ 40 mil. Barato não é, mas que outro Supra MA70 você já viu à venda por aí? Nós nunca vimos nenhum até essa indicação. Aliás, se você trombar com alguma raridade das boas, não deixe de nos avisar.

[ OLX /dica de Henrique Roepcke ]


“Achados Meio Perdidos” é o quadro do FlatOut! na qual selecionamos e comentamos anúncios de carros interessantes ao público gearhead, como veículos antigos, preparados, exclusivos e excêntricos. Não se trata de uma reportagem aprofundada e não nos responsabilizamos pelas informações publicadas nos anúncios – todos os detalhes devem ser apurados com o anunciante.

Matérias relacionadas

Este raríssimo (mesmo) Puma 1800 Rallye à venda é o Achado Meio Perdido de hoje!

Dalmo Hernandes

R$ 430 mil: é quanto custa esta VW Kombi Samba Bus 1966 restomod. Mas por quê?

Dalmo Hernandes

Este Acura Integra com câmbio manual pode ser um belo project car – e está à venda

Dalmo Hernandes
error: Direitos autorais reservados