A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Sessão da manhã

Este track day de supercarros no Circuito do Bahrein é o mais insano que já vimos

A gente vive falando no FlatOut que o barato dos track days é poder acelerar seu carro em um ambiente seguro e controlado. E não dizemos isto apenas pelo fato de poder dirigir no limite sem tomar uma multa, mas de poder fazê-lo com qualquer carro, não importando se é um hot hatch preparado para a pista ou o sedã que você usa para ir ao mercado ou ao trabalho (ou os dois, se você trabalhar em um mercado).

Um track day é um ótimo lugar para ver que qualquer carro pode ser divertido em uma pista — até, digamos, uma Kombi, e é por isto que a gente sempre vai apoiá-los. Mas agora esqueça de tudo isto o que a gente falou para apreciar este que, provavelmente, é o track day mais insano e exclusivo do planeta. Ou melhor, uma track night.

Não se sabe exatamente quando isto aconteceu mas, aparentemente, foi no início de fevereiro. E é bem provável que o objetivo dos organizadores seja justamente manter tudo envolto em mistério — afinal, foi uma noite de diversão voltada exclusivamente a quem tem dinheiro o bastante para alugar um fuckin’ circuito de Fórmula 1.

Por outro lado, pensando bem, em que outro circuito um evento como este poderia acontecer? O Circuito do Bahrein foi inaugurado em 2004 e é um dos mais modernos do planeta, além de ficar na região dos Emirados Árabes Unidos — onde, você sabe, ter supercarros e exóticos é praticamente uma tradição nacional. E, meu amigo, os caras sabem se divertir.

Claro, muitos entusiastas vivem dizendo que supercarros e exóticos, por estarem tão distantes da realidade da maioria de nós, não empolgam tanto quanto esportivos menos potentes, mas tão incríveis quanto — clássicos japoneses, hot hatches europeus da década de 1980, este tipo de coisa. OK, pode até ser verdade, mas a gente duvida muito que conseguiria conter a empolgação diante de uma fauna de exóticos como esta, quase inacreditável de tão variada.

É por isso que precisamos dar crédito a este cara, que se apresenta como “Mr. JWW” e é dono de um canal de mesmo nome no YouTube. Ele e seu colega forma convidados por “um amigo muito generoso” para conferir o evento e, naturalmente, não pode revelar seu nome. No entanto, a forma como ele mantém a compostura diante de tantas máquinas de cair o queixo é impressionante. Mas ele mantém a humildade e diz que, se fosse deixar que toda a empolgação transparecesse, provavelmente se desmancharia em lágrimas.

Parece exagero mas, sem brincadeira, bastam menos de dois minutos de vídeo para entender exatamente o que o cara está dizendo. Nos boxes, antes da ação começar, vemos dois carros de Fórmula 1 enfileirados entre os McLaren P1 e 650S; Ferrari 488 GTB e 458 Speciale; e uma boa variedade de Porsche 911. E então, para agradar a todo mundo mesmo, um BMW M Coupe — o famoso “sapato de palhaço”, chamado assim por causa do capô longo.

Honestamente, para a maioria de nós bastaria ver todos os carros juntos para ganhar o dia. No entanto, Mr. JWW ainda pode dar umas voltas em alguns deles, começando pela Ferrari 488 GTB e terminando em um Porsche 918 Spyder. O modo como ele se empolga com o som dos motores elétricos mostra que, mesmo que você seja o tipo de cara com amigos ricos e acesso a diversos supercarros, não é fácil simplesmente entrar e dar um passeio no banco do carona em um hipercarro moderno. Ainda mais no Bahrein…

E tem mais: absolutamente todos os carros estavam ali para acelerar. Não havia nada do tipo “all show, no go” — além dos supercarros que são, digamos, mais “comuns”, havia preciosidades como o Maserati MC12, especial de homologação feito com base na Ferrari Enzo; e carros preparados, como um Lamborghini Aventador e um Nissan GT-R da Liberty Walk (este último com estouros no escapamento que pareciam tiros de metralhadora) e um dos sempre presentes Porsche 911 da RAUH-Welt Begriff. Há outros vídeos — que também têm entre 10 e 2o minutos de duração — com alguns dos highlights do evento, e valem a pena só pelo fator “UAU”.

A verdade é que é difícil descrever sem acabar com a magia da coisa: são caras comuns (muito ricos, sim, mas não são pilotos profissionais nem nada do tipo) curtindo os carros que têm a sorte de poder comprar, revezando na pista a noite toda. A gente acha que não dá para ficar muito melhor do que isto. Bem, talvez se a gente estivesse lá…

Como não estamos, vamos nos torturar mais um pouquinho. Pode ser?

Matérias relacionadas

900 cv a 9.000 rpm: o novo Mustang de drift Vaughn Gittin Jr. em ação – andando de lado, claro!

Dalmo Hernandes

Este cara chegou a 200 km/h de patins agarrado a um Dodge Challenger SRT8

Dalmo Hernandes

F1 Legends Parade: Lauda, Piquet, Prost, Berger, Patrese e Alesi aceleram seus carros do passado no GP da Áustria 2015

Dalmo Hernandes