A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Achados meio perdidos Zero a 300

Este Volkswagen Santana 1990 com câmbio automático e bastante original está à venda

O Volkswagen Santana pode ser considerado o primeiro Volkswagen “de luxo” vendido no Brasil. Lançado em abril de 1984, ele tinha a missão de se sair bem no segmento dos modelos médios, que estava iniciando nos anos 1980. O desenho acertado e a mecânica confiável da primeira geração lhe garantiram vendas sólidas por muitos anos – ele só saiu de linha em 2006, 22 anos depois de sua estreia.

O nosso Achado meio Perdido de hoje é um exemplar de 1990, último ano da primeira geração. É um carro difícil de se encontrar em bom estado – especialmente se tiver motor 2.0 e câmbio automático, como é o caso desde exemplar anunciado no GT40, que vamos conhecer em detalhes a partir de agora.

img_24292_4_ae4103b0-0416-4bbb-a510-79f7e733a3ae

Quando foi apresentado, em 1984, o Santana vinha com uma única opção de motor, um quatro-cilindros de 1,8 litro com carburador de corpo duplo e 92 cv. De série, o câmbio era manual de quatro marchas nas versões mais baratas CS (Confort Silver) e CG (Comfort Golden), e de cinco marchas na versão de topo CD (Comfort Diamond). Esta última era a única que oferecia uma caixa automática de três marchas como opcional.

O motor AP 2.0 foi introduzido à linha em 1988, no chamado Santana 2000 (batizado assim para associá-lo à ideia de modernidade que se tinha do ano 2000 naquela época). O objetivo era enfrentar o Chevrolet Monza, grande sucesso no segmento dos sedãs médios.

Para isto, o motor 2.0 contava com 112 cv e 17,3 mkgf de torque (na versão a álcool), que levavam Santana de zero a 100 km/h em 10,5 segundos, com velocidade máxima de 187 km/h. Era desempenho praticamente idêntico ao do Chevrolet Monza com motor 2.0 a álcool, que tinha de 110 cv e os mesmos 17,3 mkgf de torque.

Três anos depois, em 1991, o Santana passaria por sua primeira grande atualização, com nova dianteira, nova traseira e novo interior inspirados pelo VW Passat alemão.

img_24288_4_ae4103b0-0416-4bbb-a510-79f7e733a3ae

O carro anunciado no GT40 tem, de acordo com seu proprietário, tem pouco menos de 96.000 km rodados um nível alto de originalidade: apenas a carroceria recebeu uma repintura há alguns anos – e só. Interior, motor, câmbio e detalhes de acabamento são todos originais de fábrica. Isto inclui os faróis duplos; os cromados nos para-choques, molduras dos para-lamas e ao redor dos vidros; as rodas de 13 polegadas e os faróis e lanternas.

img_24264_4_ae4103b0-0416-4bbb-a510-79f7e733a3ae

img_24268_4_ae4103b0-0416-4bbb-a510-79f7e733a3ae

A situação se repete do lado de dentro: o acabamento marrom de veludo dos bancos, o painel, o volante e os forros das portas são de fábrica e aparentam bom estado de conservação. Existem alguns sinais de desgaste espalhados pelo carro, mas nada anormal para um carro de 28 anos. Ele está bastante íntegro. E ainda conta com alguns itens interessantes, como o toca-fitas original de fábrica com antena elétrica, direção hidráulica, vidros elétricos ar-condicionado.

O proprietário diz que o carro passou por uma revisão recente e teve alguns componentes trocados, como amortecedores e pastilhas de freio. O proprietário diz que o carro ficou parado na garagem por cerca de oito anos – razão pela qual também colocou pneus novos no Santana.

img_24276_4_ae4103b0-0416-4bbb-a510-79f7e733a3ae img_24252_4_ae4103b0-0416-4bbb-a510-79f7e733a3ae

Ele diz que o carro funciona perfeitamente e que as trocas de marcha do câmbio são suaves para um modelo da época. E acrescenta que a única razão para a venda é o fato de o carro ficar tempo demais parado. Por fim, observa que estuda trocas.

Se você ficou interessado e quer saber mais, basta clicar aqui para acessar o anúncio e pegar os contatos.

inbanner-fim-post


“Achados Meio Perdidos” é o quadro do FlatOut! no qual selecionamos e comentamos anúncios do GT40.com.br de carros interessantes ao público gearhead, como veículos antigos, preparados, exclusivos e excêntricos. Não se trata de publieditorial. Não nos responsabilizamos pelas informações publicadas nos anúncios nem pelas negociações decorrentes – todos os detalhes devem ser apurados atenciosamente com o anunciante!

Matérias relacionadas

À venda: um Ford Mustang Hardtop 1967 com preparação leve por um preço interessante

Dalmo Hernandes

Bolsonaro quer o fim dos radares móveis, BMW X2 M35i a venda no Brasil, McLaren na Indy em 2020 e mais!

Mercedes A45 terá versões de 387 cv e 421 cv, BMW terá 20 lançamentos no Brasil neste ano, documentário da Fórmula 1 no Netflix e mais!

Juliano Barata