A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Car Culture Projetos Gringos

Este VW Passat com motor V8 de 900 cv é o novo carro de Tanner Foust na Formula Drift

Pense em todos os carros de drift bacanas que você conhece. Vamos até te dar um minuto. Pensou? Bem, se for para adivinhar, imaginamos que imagens de carros japoneses como Toyota AE86 e Supra, Mazda RX-7, Nissan 370Z, Skyline e Silva, todos modificados, tenham aparecido em sua mente, o que é perfeitamente normal. E você provavelmente não pensou no Volkswagen Passat, certo?

Nesse caso, é melhor começar a pensar – porque é justamente um Passat um dos carros mais incríveis que competirão na Formula D, o mais importante campeonato de dorifuto dos EUA, na temporada de 2015.

Ao volante estará Tanner Foust que, quando não está nas gravações de Top Gear USA, também é piloto de rali, rallycross, autocross e, claro, drift. Ah, e ele também é dublê de piloto – tendo participado das filmagens de “Velozes e Furiosos 3: Desafio em Tóquio” (Tokyo Drift, 2006). Pensando bem, dá para dizer que, nas horas vagas, ele é apresentador do Top Gear USA…

Tanner Foust competirá em eventos selecionados da Formula D neste ano ao volante de um Volkswagen Passat de tração traseira equipado com um motor V8 com nitro e 900 cv. O carro foi anunciado em fevereiro, mas foi apresentado hoje. E, se você acha que se trata de uma bolha sobre uma estrutura tubular, como os carros da Nascar ou da Stock Car, ficamos felizes em informar que você está errado.

passat-v8 (2)

Foust vestirá o macacão da equipe Rockstar Energy Drink, a mesma pela qual ele compete no Global Rally Cross com os VW Polo e Fusca. Assim, faz sentido que o piloto vá de Volks novamente. Obviamente, porém, um sedã de tração dianteira não daria um bom carro de drift sem uma transformação radical. Transformação esta que ficou por conta da Papadakis Racing, sob o comando de Stephan Papadakis. Os caras já trabalharam com Foust antes: seu carro na Formula D em 2010 era um Scion tC, preparado por eles.

Este carro

O Passat começou a ser preparado no fim de 2014 e está pronto há apenas algumas semanas. A Papadakis começou desmontando o carro todo até chegar ao monobloco, que foi devidamente reforçado e equipado com uma gaiola de proteção completa, além de receber subchassis feitos sob medida na dianteira e na traseira, tudo de acordo com as especificações da Formula D.

passat-v8 (10)

Repare no coletor de escape posicionado à frente do motor, onde normalmente ficaria o radiador. Este foi realocado para a traseira, configuração cada vez mais comum em carros de drift

Obviamente, porém, que a maior de todas as modificações é o motor. E, quando dizemos “maior”, também estamos nos referindo ao tamanho do bicho: um V8 Chevrolet LS7 de 450 pol³, aka 7,4 litros. Com um sistema de escape dimensionado 8×1, bombas de combustível AEM de alta vazão e um módulo de controle com calibragem sob medida, também da AEM, a usina desenvolve mais de 700 cv. O detalhe é o sistema de óxido nitroso, que injeta mais 200 cv na equação ao toque de um botão. O motor é acoplado a uma caixa manual de quatro marchas, com acionamento sequencial, fabricada pela G-Force, que exigiu a fabricação de um novo túnel de transmissão, feito sob medida.

passat-v8 (3)

A travessa traseira foi modificada para a instalação do diferencial, e a suspensão recebeu amortecedores do tipo coilover da RS*R. As rodas são da KMC, de 17×8 polegadas na dianteira e 18×10 polegadas na traseira, calçadas com pneus da Nitto NT05 de medidas 255/40 na dianteira e 295/40 na traseira.

passat-v8 (5)

Boa parte dos painéis da carroceria original do Passat foram usados, e os para-lamas receberam alargadores da Rocket Bunny. A tampa traseira ganhou uma asa da APR, e os vidros foram substituídos por acrílico. Faróis, lanternas e outros itens de acabamento são originais.

passat-v8 (7)

Por dentro, obviamente que a redução de peso falou mais alto. A única coisa que sobrou foi a capa do painel, que recebeu um display digital Plex SDM-500. Os pedais são da Tilto, o volante, da Sparco, e os bancos concha são Recaro, com cintos da Schroth. Arrematando tudo está a gaiola de proteção completa de cromo molibdênio projetada especificamente para o carro, de acordo com o regulamento da Formula Drift.

Já faz alguns anos que Foust não corre na Formula D. Sua última participação aconteceu em 2010. Para 2015, o piloto irá competir em alguns eventos selecionados – na verdade, apenas três: a primeira etapa, que acontecerá em Long Beach, Califórnia, neste fim de semana; o “Road to the Championship”, no início de maio; e a última etapa, em outubro.

Matérias relacionadas

A única Ferrari Testarossa Spider da história é a cara dos anos 1980

Dalmo Hernandes

Estas rodas com motores elétricos prometem aumentar a potência e reduzir o consumo – mas será uma boa ideia?

Dalmo Hernandes

Este Lamborghini Countach é o barco mais estiloso que o dinheiro pode comprar

Dalmo Hernandes