A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Achados meio perdidos Car Culture

Este Willys Interlagos conversível de único dono e 7.000 km rodados está à venda

A indústria automotiva nacional possui uma história muito rica, cheia de carros que, para os brasileiros, são lendários. Um deles é, sem dúvida, o Willys Interlagos – a versão brasileira do Renault Alpine A108, amplamente saudada como o primeiro carro esportivo brasileiro. Ainda que sua origem seja francesa.

Ainda não é assinante do FlatOut? Considere fazê-lo: além de nos ajudar a manter o site e o nosso canal funcionando, você terá acesso a uma série de matérias exclusivas para assinantes – como conteúdos técnicoshistórias de carros e pilotosavaliações e muito mais!

 

FLATOUTER

Membro especial, com todos os benefícios: acesso livre a todo o conteúdo do FlatOut, participação no grupo secreto no Facebook (fique próximo de nossa equipe!), descontos em nossa loja, oficinas e lojas parceiras!

A partir de

R$20,00 / mês

ASSINANTE

Plano feito na medida para quem quer acessar livremente todo o conteúdo do FlatOut, incluindo vídeos exclusivos para assinantes e FlatOuters.*

De R$14,90

por R$9,90 / mês

*Não há convite para participar do grupo secreto do FlatOut nem há descontos em nossa loja ou em parceiros.

O Willys Interlagos foi fabricado entre 1961 e 1964, e teve apenas 822 exemplares fabricados – e, mesmo com uma carreira tão curta e com tão poucos carros feitos, ele tornou-se uma lenda entre os entusiastas. Sendo assim, é raro ver um Interlagos à venda. Especialmente um carro como nosso Achado meio Perdido de hoje: um conversível de único dono, com apenas 6.750 km rodados.

O sucesso do Willys Interlagos no Brasil não é difícil de compreender. Seu design era praticamente idêntico ao do Alpine A108 francês – graças à associação da Willys com a Renault, que por sua vez tinha estreitos laços com a Alpine – e era belíssimo. O  motor, apesar de não ser exatamente forte, já era conhecido dos brasileiros – era o mesmo dos Renault Dauphine (ou Gordini, dependendo da versão escolhida) – o que garantia manutenção relativamente descomplicada. Além disso, tanto os sedãs de motor traseiro da Renault quanto o Willys Interlagos estavam entre os carros de competição mais populares do País, com a equipe de fábrica da Willys sendo uma das mais importantes do automobilismo brasileiro na década de 1960, protagonizando duelos inesquecíveis com os carros da DKW.

O Willys Interlagos foi vendido no Brasil com três opções de motor: de 845, 904 ou 998 cm³, com potências de 40, 56 e 70 cv, respectivamente. Este último era opcional, e oferecido apenas na versão Berlinetta.

O exemplar anunciado no GT40 é um Willys Interlagos conversível fabricado em 1964. De acordo com o vendedor, Bird Clemente, da Vintage Garage Curitiba, afirma que o carro é de único dono – seu proprietário atual o comprou zero-quilômetro em uma revenda da Willys em Ponta Grossa/PR. O Interlagos foi usado esporadicamente nas últimas cinco décadas e, segundo com Bird, marca pouco mais de 6.700 km no hodômetro.

O vendedor afirma que o conversível jamais foi restaurado – a carroceria de fibra de vidro foi repintada na tonalidade dourada original, mas o veículo nunca foi desmontado. Da mesma forma, o interior possui revestimentos de fábrica, assim como o volante, os mostradores e demais detalhes de acabamento interno. Peças como faróis, lanternas, grades e emblemas também são originais.

Bird observa que o motor foi preparado na época, com um kit de pistões, anéis e camisas de cilindro para aumentar o deslocamento para 1000 cm³ – uma modificação relativamente comum para o quatro-cilindros Renault na década de 1960. O anunciante acrescenta que o carro foi revisado, com todos os sistemas (motor e câmbio, freios, suspensão e elétrica) funcionando perfeitamente.

De qualquer forma, pela raridade do carro, por seu estado de conservação e pelo fato de ter tido um único proprietário em mais de meio século, este Willys Interlagos 1964 nos parece mais apropriado para uma coleção, com todos os cuidados necessários para preservar suas boas condições. É compreensível que seu próximo dono prefira curtir o carro com moderação, ocasionalmente, em eventos voltados a carros antigos com alto valor histórico.

Se você procura um Willys Interlagos inteiro, original e bem cuidado para seu acervo, esta pode ser uma boa oportunidade difícil de ter novamente – não é comum encontrar estes carros à venda. Os interessados podem clicar aqui para acessar o anúncio e pegar os contatos do vendedor.


“Achados Meio Perdidos” é o quadro do FlatOut! no qual selecionamos e comentamos anúncios do GT40.com.br de carros interessantes ao público gearhead, como veículos antigos, preparados, exclusivos e excêntricos. Não se trata de publieditorial. Não nos responsabilizamos pelas informações publicadas nos anúncios nem pelas negociações decorrentes – todos os detalhes devem ser apurados atenciosamente com o anunciante!

Matérias relacionadas

Conheça Sabine Schmitz, a rainha de Nürburgring Nordschleife

Dalmo Hernandes

Cientistas descobrem como fazer fibra de carbono a partir de… restos de milho e trigo!

Leonardo Contesini

Os recalls mais estranhos e bizarros da indústria automotiva

Leonardo Contesini