A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Car Culture

Estes caras atravessaram a Ásia e a Europa neste Fiat 600 Multipla em 1969

Se até hoje voltas ao mundo de carro viram notícia, imagine como era há quatro décadas. Foi exatamente o que Bruce Thomas e Stuart Harper fizeram em 1969, quando deixaram a Austrália e partiram para Londres em um Fiat 600 Multipla. O melhor: toda a viagem foi documentada em fotos!

Bruce, o fotógrafo responsável por todas as imagens, conheceu Stuart enquanto ambos trabalhavam mapeando o  Outback, na Australia. Ambos planejavam dirigir da Índia ao Reino Unido e, quando souberam de seus planos em comum, decidiram fazer a viagem juntos.

Stuart tinha acabado de comprar um carro para a jornada: um Fiat 600 Multipla 1961, que havia custado AU$ 175. Hoje, seria o equivalente a cerca de AU$ 2.000 (pouco mais de R$ 4.200).

O 600 Multipla pode ser definido como uma Kombi em miniatura feita pela Fiat: a base é o compacto Fiat 600, com motor e tração traseiros, mas a cabine é deslocada para a frente, com o motorista sentado sobre o eixo dianteiro. Por conta disso, o carro não tinha porta-malas, mas era possível escolher entre uma terceira fileira de bancos ou espaço para carga. O motor era o mesmo quatro-cilindros refrigerado a ar de 633 cm³ que, com 28 cv, era capaz de levar o Multipla aos 91 km/h. Quer um veículo melhor para atravessar a Ásia em direção a Londres?

fiat 600 multipla

Interior surpreendentemente espaçoso para um carro que é só 50 cm mais longo do que um Mini Cooper clássico

O carro de Bruce e Stuart teve o motor refeito e recebeu freios reforçados (os originais, a tambor nas quatro rodas, não aguentariam a viagem). Antes de partir para a viagem, a dupla resolveu testar o carro indo de Canberra ao Monte Kosciuszko, o pico mais alto da Austrália, com 2.228 metros de altura. Eles só não chegaram ao cume por causa da neve. Sendo assim, o carro estava aprovado.

O próximo passo era encontrar um navio que levasse o carro até a Índia. Não era uma tarefa fácil, pois a Guerra dos Seis Dias, no Oriente Médio, causou o bloqueio do Canal de Suez, o que reduziu drasticamente o fluxo de embarcações na área. Sendo assim, só agendando com 12 meses de antecedência Bruce e Stuart conseguiram um navio que partia de Sydney, Austrália, a Colombo, no Sri Lanka, passando por Hong Kong e Cingapura. Não era exatamente a Índia, mas era perto o bastante.

A dupla partiu no dia 12 de fevereiro de 1969 e passou por Índia, Paquistão, Afeganistão, Irã, Turquia, Bélgica, Suíça, Grécia, Itália e, finalmente, chegaram à Inglaterra. Nós vamos pegar carona com eles a partir de agora. Prontos para voltar 45 anos no tempo?

viagem fiat 600 australia londres (7)

Este é o carro deles logo que foi comprado. Depois de ter os freios reforçados e o motor refeito, foram adicionados alguns adesivos patrióticos e eles pegaram a estrada — ou melhor, o navio.

viagem fiat 600 australia londres (8)

Mas primeiro, partiram para subir o Monte Kosciuszko. O pequeno Fiat aguentou firme.

navio hk

Depois de embarcar em Sydney, Bruce e Stuart ficaram por dois dias em Hong Kong enquanto o navio tinha seu casco repintado no porto da cidade.

viagem fiat 600 australia londres (6)

Como bom fotógrafo, Bruce não perdeu a oportunidade de registrar a vida das pessoas nos locais por onde passou. Veja como a China já era caótica há 45 anos!

singapura

Carros na China, bicicletas em Cingapura.

viagem fiat 600 australia londres (9)

A chegada ao porto de Colombo, no Sri Lanka. Ao todo, sete carros desembarcaram do navio — e todos planejavam dirigir até Londres.

viagem fiat 600 australia londres (2)

Para chegar à Índia, o Fiat 600 navegaria de balsa. Em vez de elevador, cordas e sacos de feno foram usados para transferir o carro da doca para o barco. Imagine a apreensão dos viajantes…

viagem fiat 600 australia londres (3) viagem fiat 600 australia londres (5) sri

Mas, pelo jeito, desembarcar deu ainda mais trabalho.

viagem fiat 600 australia londres (10)

Na Índia, motos com sidecar e caminhões que ocupam toda a extensão das estreitas vias rurais são lugar-comum.

viagem fiat 600 australia londres (27)

Uma parada para confraternizar, e um trem de passageiros — nem todo mundo queria usar o transporte rodoviário, e a gente compreende.

viagem fiat 600 australia londres (12)

A entrada da Passagem de Khyber, que liga o Afeganistão ao Paquistão. Foi preciso pagar um pedágio para entrar.

afeganistao

Uma típica paisagem urbana em Cabul. O fotógrafo conta que há muita influência russa na cidade, dos carros ao comércio.

viagem fiat 600 australia londres (14)

Fronteira entre Afeganistão e Irã, onde o asfalto vira terra.

viagem fiat 600 australia londres (15)

As estradas de concreto entre as montanhas do Irã, que o Fiat cruzou bravamente…

vazamento

… antes de começar a vazar óleo. Como não havia quem consertasse um carro italiano por aquelas bandas, eles seguiram viagem.

viagem fiat 600 australia londres (16)

Por sorte eles não acabaram parados no deserto, ou poderiam ter um fim como o destes três.

viagem fiat 600 australia londres (17)

Nas montanhas da Turquia, o carro quase não conseguiu seguir viagem — por causa da altitude elevadíssima (entre 6.000 e 8.500 metros, segundo o altímetro). Foram necessárias duas tentativas, com o carro berrando em terceira marcha.

viagem fiat 600 australia londres (18)

Almoço no acampamento, na Turquia.

viagem fiat 600 australia londres (19)

Para chegar à Europa, outro passeio de balsa.

viagem fiat 600 australia londres (20)

Só na Grécia, depois de ver outro Fiat 600 rodando é que eles procuraram uma oficina para que o motor fosse consertado. O vazamento foi provocado pelo selo do virabrequim danificado. A peça foi substituída e o motor também recebeu um novo distribuidor.

viagem fiat 600 australia londres (21)

Ao chegar em Atenas, Bruce e Stuart depararam com o Rali Acrópole a todo vapor, e fotografaram este Escort de primeira geração para recordar. Sweet!

viagem fiat 600 australia londres (22)

Outra balsa, desta vez da Grécia para Otranto, na Itália.

viagem fiat 600 australia londres (23)

O piso irregular do oriente médio fez a torre da suspensão dianteira direita atravessar o assoalho. Por sorte, na Itália o que não falta são mecânicos especializados nos carros da Fiat.

viagem fiat 600 australia londres

Este Mercedes-Benz SSK, em exposição no Museu da Mercedes em Stuttgart, na Alemanha, não era tão antigo em 1969 como é hoje.

viagem fiat 600 australia londres (26)

As belas paisagens da Suíça. Só de olhar para esta foto já imaginamos as várias estradas sinuosas do lugar.

viagem fiat 600 australia londres (25)

A última balsa antes de desembarcar na Inglaterra.

viagem fiat 600 australia londres (24)

A chegada a Londres aconteceu no dia 29 de junho de 1969 — 20 semanas e 23.200 km depois.

inverno londrino

E na Inglaterra o carro ficou, enfrentando o rigoroso inverno daquele ano…

capotado viagem fiat 600 australia londres (1)

Até que em 1970, durante seu último passeio, o carro capotou. Foi um fim triste para um carrinho tão aventureiro. Como não era viável consertá-lo, o Fiat 600 Multipla foi vendido para um ferro velho local. O preço? Cinco libras.

As fotos foram feitas usando duas câmeras Nikon — uma F Photomic e uma Nikkormat FTn, com filmes Kodachrome II (ISO 25)e Ektachrome High Speed (ISO 160) e lentes Nikkor de 28, 50 e 135 mm. Ao todo, foram tiradas cerca de 1.800 fotos, das quais 250 foram publicadas no Flickr de Bruce. Aconselhamos fortemente uma visita — dá para perder bons minutos vendo as belas imagens e lendo as legendas.

[ Fotos: Bruce Thomas/Flickr ]

Matérias relacionadas

Acredite: isto é um Subaru Impreza original de fábrica – e tem mais de onde ele veio

Dalmo Hernandes

WAT? Um Mustang fastback com motor V8 Hemi e a cara do Plymouth Superbird?

Dalmo Hernandes

É assim que se restaura uma Ferrari F40 LM/GTE!

Dalmo Hernandes