A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Car Culture Viagens e Aventuras WTF?

Estes malucos acham que a Ferrari F12 Berlinetta e o Maserati Ghibli são jipes

Porque não tem outra maneira de explicar esta ideia no mínimo absurda (pegando bem leve, mesmo). Quer dizer, até tem: os caras têm tanto dinheiro que não sabem mais como gastá-lo e decidiram só “ver o que acontece”. E, para falar a verdade, foi um pouco das duas coisas.

A história apareceu primeiro, aparentemente, na versão online do jornal estatal People’s Daily, publicação oficial do Partido Comunista chinês. E tem até vídeo para provar!

ferrari_maserati_offroad_02

Consta que o empresário Ni Haishan, de 29 anos, decidiu partir em uma aventura digna de Top Gear e atravessar a pior rodovia da China em um superesportivo. Sua escolha? A Ferrari F12 Berlinetta, com seu motor V12 naturalmente aspirado de 6,3 litros e 740 cv, acoplado a uma caixa de dupla embreagem e sete marchas.

No asfalto, o conjunto mecânico garante à F12 um desempenho matador: 0-100 km/h em 3,1 segundos, 0-200 km/h em 8,5 segundos e máxima de 340 km/h. Fora dele…

ferrari_maserati_offroad_10

Mas olha, meu amigo, isto de nada adianta na estrada Sichuan-Tibet que, como o nome diz, liga a província chinesa de Sichuan ao Tibet. Trata-se de um dos trechos de estrada (ou quase isto…) mais perigosos do planeta. E também dotada de algumas das mais belas paisagens da região — em todas as épocas do ano o visual formado por vastos planaltos, montanhas com picos cobertos de neve e verdadeiros palacetes das famílias mais poderosas do Tibet.

ferrari_maserati_offroad_15

Sendo assim, até dá para entender o apelo de percorrer o trecho de mais de 2.100 km. Mas com um veículo apropriado, não é, meus amigos? Um Land Rover Defender, um Toyota Land Cruiser, um Jeep Wrangler, um Mercedes-AMG G63 6×6 — ou, melhor ainda, um Lada Niva! Seria bem divertido, temos certeza.

Isto porque não estamos falando apenas de uma rodovia ruim, na encosta de uma montanha, com piso ruim. Estamos falando de mais de 2.100 km de estrada com pavimentação praticamente inexistente, trilhas rochosas e até rios para atravessar. Se você não estiver com pressa, a viagem pode levar até 15 dias.

ferrari_maserati_offroad_09

O alto regime de trabalho do motor (o pico de potência vem às 8.250 rpm, com o torque máximo de 70,4 mkgf aparecendo às 6.000 rpm), os pneus largos e baixos, as rodas grandes e a tração traseira formam uma das piores combinações possíveis para uma viagem off road, mas isto não impediu Haishan de aprontar isto aqui:

Sim, os caras que estão junto com ele parecem até estar se divertindo — ouve-se risadas quando o câmera vai averiguar o estado da roda dianteira esquerda, que ficou amassada e ainda sofreu um rasgo no pneu. Eles fazem questão de fotografar e filmar todas as peripécias… e suas consequências.

ferrari_maserati_offroad_08ferrari_maserati_offroad_14

Aliás, quem são os caras junto com ele? Seus funcionários, claro. Além de levar sua sua F12 Berlinetta — que, no Brasil, custa R$ 2,85 milhões —, Haishan comprou dez Maserati Ghibli e escolheu dez funcionários sortudos para acompanhá-lo na aventura. Quer dizer, nem tanto: o Ghibli é um sedã de luxo com um V6 de três litros biturbo de 330 cv e tração traseira, ou 410 cv e tração integral na versão Q4. Não fica claro de qual versão se trata, mas o fato é que apenas cinco dos dez carros chegaram ao fim da viagem.

ferrari_maserati_offroad_13

Agora, não foi a primeira vez que uma Ferrari participa de uma aventura destas. No ano passado, Harry Metcalfe — editor da revista britânica Evo e um dos maiores colecionadores de exóticos do planeta — levou sua inseparável Ferrari Testarossa para uma viagem de 4.000 km saindo de Londres e atravessando o deserto do Saara. Metcalfe queria provar que a Testarossa também pode ser um carro para longas viagens e deixar bem claro que a sua não é nenhuma garage queen.

O empresário chinês, de acordo com a imprensa local, só queria mostrar que é possível fazer qualquer coisa com uma conta bancária suficientemente gorda. A gente fica dividido: admiramos sua ousadia ou ficamos furiosos com sua falta de noção?

Matérias relacionadas

Como funciona a nova suspensão “tapete voador” da Citroën?

Dalmo Hernandes

Na Holanda dos anos 1970, a polícia andava de Porsche 911 – e este aqui está à venda!

Dalmo Hernandes

Os mais espetaculares roncos de carros de rali que já ouvimos

Dalmo Hernandes