A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
GT40 Classificados Zero a 300

Estes são alguns dos carros com motor V6 mais bacanas do GT40

Há alguns dias separamos alguns dos carros com motor seis-em-linha mais bacanas anunciados no GT40. Agora, continuando a temática dos seis cilindros, selecionamos alguns carros bacanas com motor V6 – entre esportivos, utilitários e carros de luxo, clássicos e modernos.

Os motores V6 podem talvez ficar meio “de lado” por ficarem no meio termo e muitos deram lugar a quatro-cilindros turbinados – o famoso downsizing. Mas definitivamente tem seus admiradores, e muitos são motores incríveis – como o V6 do Jaguar F-Type, que contribui para um conjunto mais equilibrado e tem um ronco mais apropriado do V8; ou o V6 biturbo do Nissan GT-R, cujo projeto é uma base e tanto para preparações extremas.

Confira, então, alguns dos carros com motor V6 mais legais anunciados no GT40. E vale relembrar: trata-se de uma situação diferente das listas de anúncios de pessoa física, que seguem uma ordem cronológica: escolhemos a dedo os carros desta lista, e todos são interessantes em nossa opinião. Entendido? Então vamos lá!

img_274704_4_82668d61-e5b2-4aea-9e29-fca6c206ccae

Em 2015 o Juliano testou o Jaguar F-Type Coupe, então recém-lançado, nas versões V6 e V8. Apesar de a versão com motor V8 supercharged de cinco litros e 550 cv ser mais potente, o V6 S de 381 cv – também com supercharger – foi considerado um negócio mais interessante pelo ronco do motor e pelo conjunto melhor dimensionado ao câmbio ZF automático de oito marchas. Este exemplar tem cerca de 4.000 km rodados e, aparentemente, é quase novo. [highlight]Clique para ver o anúncio.[/highlight]

 

img_2808_4_ae8dd1f0-0e17-4563-bdb8-3f63bd058236

No Brasil tivemos a Chevrolet Blazer com motor V6 Vortec de 4,3 litros e 192 cv. A versão norte-americana também vinha com este motor e câmbio automático de quatro marchas com alavanca na coluna, como é o caso este exemplar fabricado em 1994. Segundo o anunciante o carro está muio bem conservado e está com a manutenção em dia. [highlight]Clique para ver o anúncio.[/highlight]

 

img_39676_4_416e6b6a-be7c-4f63-9185-e1bb62bedfd0

A versão mais potente do Jeep Wrangler da geração passada, produzida entre 2006 e 2018, era movida por um V6 Pentastar de 3,6 litros e 290 cv. No caso deste exemplar, o câmbio é automático de cinco marchas e a tração, claro, integral com reduzida. O anunciante diz que o Wrangler é de única dona e está impecável, com “cheiro de carro novo” e apenas 17.900 km rodados. [highlight]Clique para ver o anúncio.[/highlight]

 

img_49796_4_1a31ab0c-ab0c-40b6-a264-23914250904b

Um ícone JDM à venda no Brasil: um Mitsubishi 3000GT de primeira geração, equipado com um V6 biturbo de três litros e 320 cv, acoplado a uma caixa manual de seis marchas que leva a força para as quatro rodas. Um verdadeiro monstro, é capaz de ir de zero a 100 km/h em 4,8 segundos e foi um dos grandes rivais do Toyota Supra nos anos 90. O anunciante diz que este exemplar fabricado em 1993, da primeira fase, tem 51.000 km rodados e está com toda a manutenção em ordem e apresentação impecável . Não é um carro para qualquer um mas, para quem quer realizar o sonho de acelerar um ícone de Gran Turismo e não tem medo de desafios… pode ser esta a chance. [highlight]Clique para ver o anúncio.[/highlight]

 

img_145044_4_015ac0fd-e8ac-4ad9-abda-75524ea65a64

Bonito, bem acertado e potente na medida certa – cortesia de um V6 de 3,5 litros e 287 cv, com o qual é capaz de ir de zero a 100 km/h em 5,9 segundos quando acoplado à caixa automática de cinco marchas. É o caso deste exemplar, que foi fabricado em 2005 como modelo 2006 e tem apenas duas modificações: rodas de 20 polegadas e um sistema de escape menos restritivo. O 350Z tem 64.000 km declarados. [highlight]Clique para ver o anúncio.[/highlight]

 

img_172996_4_fee26a2a-c90c-48c2-8545-452907532ff7

O motor Busso da Alfa Romeo, que tem este nome porque foi projetado por Giuseppe Busso, é considerado um dos V6 que roncam mais bonito já feitos. Este Alfa Romeo 164 foi fabricado em 1993, o que significa que o motor é o V6 de três litros e 12 válvulas (o V6 de 24 válvulas foi introduzido em 1997), capaz de entregar 192 cv. Segundo o proprietário, que diz ser o único dono do carro, este exemplar tem 95.000 km rodados e o cobiçado câmbio manual de cinco marchas. [highlight]Clique para ver o anúncio.[/highlight]

 

img_186588_4_0c168a5c-b7a2-44c3-a88c-62da8d132128

Ainda que não seja um GT com motor V8, este Ford Mustang de quarta geração fabricado em 1994 (primeira fase, antes do facelift) tem um conjunto interessante para um esportivo da época: um V6 de 3,8 litros com comando no bloco e 145 cv, acoplado a uma caixa manual de cinco marchas. O anunciante diz que o carro tem apenas 51.000 km rodados e é de segundo dono, e que o mesmo possui todo o histórico de manutenção. [highlight]Clique para ver o anúncio.[/highlight]

 

img_211628_4_7558e896-ed4e-4f68-8ed5-5754431b3d1a

O “outro” ícone da Nissan nos anos 90 é este: o 300ZX da geração Z32, a segunda do modelo. Diferentemente da geração anterior, a Z31, que seguia os moldes do Datsun 240Z clássico no sentido de que era um carro mais acessível, o Z32 se tornou um esportivo mais veloz, potente, tecnológico e caro, movido por um V6 biturbo de três litros e 280 cv. De acordo com o proprietário, este exemplar fabricado em 1991 foi todo revisado recentemente, incluindo a troca de injetores, amortecedores, molas e outro componentes e funciona perfeitamente. [highlight]Clique para ver o anúncio.[/highlight]

 

img_217624_4_ca341ad5-6729-4005-a8d3-ab7ed5fc78af

Nenhum esportivo é tão potente que não possa receber um pouco de pimenta extra. Ou mesmo muita pimenta, como aconteceu com este Nissan GT-R Black Edition. A asa traseira de fibra de carbono e as rodas RAYS Volk mais leves são de série. Já o kit de preparação Stage 6 da Jotech Racing, que inclui duas turbinas HKS GT1000, componentes forjados e um aumento no deslocamento de 3,8 litros para 4,1 litros, leva a potência do motor VR38DETT até insanos 1.200 cv. Segundo o anunciante, o carro tem 3.500 km rodados e sistema de escape GReddy. [highlight]Clique para ver o anúncio.[/highlight]

 

img_254624_4_b4af7400-bcdd-4257-b505-8a4f9a750cac

Por fim, temos esta Audi A6 Avant de primeira geração equipada com o maior motor disponível na época (fora o V8 de 4,2 litros do Audi S6): um V6 de 2,8 litros com cabeçote de cinco válvulas por cilindro e 193 cv, ligado a uma caixa automática de quatro marchas. O proprietário diz que o carro tem 130.000 km rodados, é todo original incluindo a pintura e que está em muito bom estado, com todos os equipamentos funcionando perfeitamente – bancos com ajustes elétricos, teto solar, ar-condicionado, retrovisores com tilt down elétrico e sistema de som Bose. Ele também afirma que a perua está com a mecânica revisada. [highlight]Clique para ver o anúncio.[/highlight]

Matérias relacionadas

Civic Si, Ford A Roadster, BMW 120i Cabrio, Caravan, Mazda e mais anunciados no GT40!

Juliano Barata

Chevrolet lança Onix aventureiro por R$ 57.200, Mercedes-AMG planeja hipercarro de 1.300 cv, Lamborghini Aventador terá mais potência e facelift e mais!

Leonardo Contesini

Porsche 919 Evo quebra recorde da F1 Spa-Francorchamps – e quer o recorde absoluto em Nürburgring

Dalmo Hernandes