FlatOut!
Image default
Notícias Zero a 300

Ferrari 488 Pista Spider, Citroën C4 Cactus no Brasil, 40 anos de ABS e as novidades da semana no FlatOut e no Youtube do FlatOut

Passou a semana discutindo política no Facebook? Tentou formatar o computador e acabou offline a semana inteira? Errou a saída na Marginal Tietê e só conseguiu voltar para casa no sábado? Está fazendo mudança e não teve tempo de acompanhar o que rolou no seu site favorito? Não se preocupe! Aqui estamos com nosso mega-resumo da semana, para você não ficar aí tomando bandeira azul dos seus amigos.

A essa altura você já deve estar ligado: temos um resumo das notícias da semana, depois as novidades em nosso canal do YouTube e uma lista com os especiais do site publicados ao longo dos últimos sete dias.

 

Ferrari 488 Pista ganhou versão Spider

6b28a98f-ferrari-488-pista-spider-2

Foi na segunda-feira (27) que a Ferrari 488 Pista Spider, a versão aberta do especial de pista da Ferrari 488 deu as caras em Monterey. Como a versão fechada da 488 Pista, a versão Spider é equipada com uma versão de 720 cv e 78,4 kgfm do V8 biturbo de 3,9 litros da marca, e é capaz de chegar aos 100 km/h em 2,85 segundos.

d4e30aab-ferrari-488-pista-spider-4

A aceleração de zero a 200 km/h é um pouco mais lenta: leva 8 segundos ante os 7,6 segundos do cupê. A velocidade máxima, contudo, é a mesma: 340 km/h. A 488 Pista Spider pode ser equipada com rodas de fibra de carbono integrais, que são 40% mais leves que as rodas de série, reduzindo não apenas o peso do carro, mas também a massa não-suspensa.

85525e86-ferrari-488-pista-spider-5

 

A Ferrari não revelou se o modelo será limitado como a 458 Aperta, nem mencionou o preço do carro.

 

SSC Tuatara apresentado ao público

5b818867947a5637d80633e3_dsc05059

Depois de sete anos de espera a SSC levou uma versão funcionante do Tuatara a Monterey. Diferentemente do anunciado em 2011, ele não usará um V8 biturbo de 7 litros, mas um V8 biturbo de 5,9 litros. A potência, inicialmente estimada em 1.350 cv, ganhou 400 cv, o que significa que ele terá 1.750 cv à sua disposição.

 

5b818867b402398e1b11f819_dsc04987

Esse número é obtido com o uso de E85 (85% de etanol, 15% de gasolina), mas com um peso seco de 1.247 kg e coeficiente de arrasto aerodinâmico 0,279, ele supera seus rivais em potência, aerodinâmica e peso, voltando a ser um potencial candidato ao posto de carro mais rápido do planeta.

5b8188662b7a39831ab3e02a_dsc04981

A SSC desta vez não mencionou dados de desempenho — talvez para não gerar expectativa, nem fazer uma promessa difícil de cumprir, mas com estas credenciais apresentadas em Monterey nos parece claro que o carro será capaz de atingir a marca dos 435-440 km/h.

 

Ferrari 250 GTO e mais um recorde de preço em leilão

the-most-valuable-car-ever-offered-at-auction-1962-ferrari-250-gto-to-headline-rm-sotheby-s-flagship-monterey-sale-0

O chassi 3413 da Ferrari 250 GTO foi arrematado por US$ 48,4 milhões, tornando-se o carro mais caro já leiloado até hoje, superando uma outra Ferrari 250 GTO (3851GT) em mais de US$ 10 milhões.

the-most-valuable-car-ever-offered-at-auction-1962-ferrari-250-gto-to-headline-rm-sotheby-s-flagship-monterey-sale-4

O motivo do preço é o histórico nas pistas combinado ao nível de originalidade. Ela foi usada pelo então recém-campeão de F1 Phil Hill durante os treinos para a Targa Florio de 1962. Depois da corrida o carro foi vendido ao cliente da Ferrari Edoardo Lualdi-Gabardi, que disputou mais dez corridas, vencendo nove delas. Em 1963 Gabardi vendeu o carro para Gianni Bulgari, que venceu sua categoria na Targa Florio de 1963 e 1964.

Depois disso a Ferrari ainda disputou mais 20 corridas sem nenhum incidente e, por isso, mesmo com mais de 50 anos, ainda mantém o motor, caixa, eixo traseiro, e a carroceria original da Série 2, feita pela Carrozzeria Scaglietti em 1964 a mando da própria Ferrari.

 

Citroën C4 Cactus lançado no Brasil

C4Cactus-22

A Citroën lançou na terça-feira (28) seu primeiro SUV compacto no mercado brasileiro, o C4 Cactus. O modelo é o principal lançamento da marca desde 2013, quando a atual geração do C3 foi lançada, e é considerado pela marca o lançamento mais importante de sua história no Brasil.

C4Cactus- 10.39.13

A motorização será a mesma do seu irmão da PSA, o Peugeot 2008: o 1.6 16v aspirado de 122 cv combinado ao câmbio manual de seis marchas ou automático de seis marchas nas versões de entrada e intermediárias, e o 1.6 THP turbo de 173 cv, sempre com o câmbio automático de seis marchas, nas versões de topo. Os preços partem de R$ 69.000 na versão Live manual, e podem chegar aos R$ 99.000 na versão Shine Pack 1.6 THP automático.

C4Cactus- 10.39.12(2)

Todas as versões saem da fábrica com DRL, sistema multimídia com tela de 7 polegadas, quadro de instrumentos digital, Isofix e ar-condicionado digital, mas controles de tração e estabilidade são oferecidos somente nas versões intermediárias com câmbio automático, que também ganham airbags extra, sensor de pressão dos pneus e assistente de partida em rampas. Já o motor turbo está disponível somente nas versões Shine, que parte de R$ 95.000, e também traz bancos de couro e um sistema de distribuição de torque baseado nos freios. Veja os preços e versões aqui.

 

 

Renault Arkana apresentado na Rússia

825bbd2b-renault-arkana-concept-3

A Renault revelou no Salão de Moscou seu primeiro crossover cupê, ainda como um conceito (afinal, esse é o roteiro dos lançamentos hoje em dia), mas praticamente pronto para chegar às ruas.

7fed8e59-renault-arkana-concept-2

Apesar de ser considerado o “cupê do Captur”, ele ganhou o visual dos modelos europeus da Renault, com os faróis em forma de C e lanternas na horizontal unidas por uma faixa luminosa. A marca já confirmou que ele será vendido globalmente, porém com variações de acordo com o mercado — algo que já acontece com o Captur. Entre os mercados em que ele será oferecido está o Brasil, onde o Arkana deverá chegar em 2020, produzido por aqui mesmo, na fábrica de São José dos Pinhais/PR. Leia mais aqui.

 

 

Lada apresenta “Niva do futuro”

b95b563a-2018-lada-4x4-vision-concept-41

Outro destaque nativo do Salão de Moscou foi o Lada 4×4 Vision, um off-roader conceitual inspirado pelo Niva e que poderia muito bem ser uma prévia da próxima geração do carro.

ff370e0a-2018-lada-4x4-vision-concept-43

A Lada não entrou em detalhes a respeito de suas intenções com o conceito, mas considerando seus atributos estéticos e mecânicos, nos parece claro que a marca está preparando algo nessa direção. Ele é assumidamente inspirado no Niva e, com apenas 4,2 metros de comprimento, o 4×4 Vision é 4 cm menor que o atual Niva de quatro portas. Apesar de não ter seu powertrain revelado, a Lada salientou que ele tem tração 4×4 com marcha reduzida. O sistema é controlado eletronicamente, como denuncia o botão seletor no console central. Veja mais aqui.

 

Lego monta Bugatti Chiron em tamanho real

A Lego fez um Bugatti Chiron em tamanho real, com seus blocos de encaixar formando uma carroceria, bancos, freios, asa móvel, volante de saque rápido, e até um powertrain que faz o modelo chegar a 20 km/h..

02-lego-technic-bugatti-chiron-1535631775

O powertrain não veio de uma fornecedora de motores elétricos, nem usa um motor estacionário a combustão. Ele é todo feito com 2.304 motores da linha Technic. A transmissão também é “Lego Technic”, formada por 4.032 engrenagens plásticas. Veja mais aqui.

 

Versões comerciais da limousine de Putin são apresentadas em Moscou

aurus_senat_1

Há alguns meses vimos que Vladimir Putin, o presidente-dono da Rússia, passou a usar suas novas limousines, desenvolvidas e produzidas em sua pátria-mãe (com alguma ajuda da Porsche para os motores). O projeto deu origem a uma nova marca russa de carros de luxo, a Aurus, que apresentou seus primeiros modelos — o Senat e o Senat Limousine — no Salão de Moscou.

Segundo a fabricante, a limousine oferece “um nível inigualável de proteção balística e explosiva”, e será usada como veículo oficial do governo russo. O carro foi desenvolvido pelo Instituto Central de Pesquisa Automobilística e Motores da Rússia, conhecido pela sigla NAMI, a pedido do próprio Putin, que achou importante e seguro que o país fabricasse seu próprios veículos presidenciais.

aurus_senat_1_4

O Senat Limousine usa um V8 de 4,4 litros desenvolvido em parceria com a Porsche, e tem um motor elétrico auxiliar. Juntos os dois motores produzem 600 cv e levam o carro de zero a 100 km/h em menos de 6 segundos. Haverá ainda uma versão V12 de 6,6 litros, com 850 cv. Em ambos a tração é integral.

aurus_senat_1_2

A Auris pretende fazer apenas 150 veículos em 2019 e 2020, mas terá uma nova fábrica com capacidade para produzir 5.000 exemplares a partir de 2021. É quando chegarão os novos modelos da marca: um SUV chamado Komendant e uma minivan chamada Arsenal.

 

As novidades do YouTube do FlatOut!

Nesta semana tivemos o lançamento de mais um capítulo do FlatOut Driving Academy, com a segunda parte dos erros mais típicos cometidos no track day, em especial o lift off oversteer (quando você alivia o pé e perde a traseira do carro)…

… falamos sobre como eliminar teias de aranha e hologramas na pintura de seu carro com uma ajuda dos caras da Redentora…

… e contamos a história do Opala SS, de seu irmão SS4 e sua versão família a Caravan SS no FlatOut 56, gravado no Museu da Imprensa Automotiva, o MIAU.

 

Os especiais do FlatOut!

FlatOut 2018-09-02 às 00.38.42

Na segunda-feira conhecemos o Mazda RX-7 impecável de Cody Walker, o irmão mais novo de Paul Walker, que aparentemente herdou do irmão famoso o gosto e a paixão pelos carros. Leia aqui.

 

lll-620x349

Conhecemos o Lada Niva mais caro já visto: um exemplar original de rali dos anos 1970, que competiu no Rally Paris-Dakar de 1981. Seria um Niva preparado como tantos outros, mas ele está sendo leiloado por um valor próximo dos R$ 300.000, o que faz dele o Niva mais caro do mundo. Leia aqui.

 

2007m966-1535037074

Contamos a história sistema ABS de freios, que completou 40 anos desde que foi adotado em sua forma atual, com controles eletrônicos e atuante sobre as quatro rodas de forma independente. Leia aqui.

 

SAMSUNG-6-620x310

Descobrimos que Samsung SSC-1 não é um concorrente para o iPhone, e sim um esportivo de motor central-traseiro feito na Coréia do Sul nos anos 1990. Leia mais aqui.

 

TUDOASCOISA-620x349

Falando em 40 anos e em motor central-traseiro, quem também completou 40 anos além do ABS foi o lendário BMW M1. Para marcar essa passagem, contamos a história do supercarro bávaro aqui.

 

ads-620x348

Continuamos nossa série sobre propagandas do passado, desta vez com um passeio pelos anúncios dos anos 1960 dos EUA e Europa. Veja aqui.

 

fff-1-620x349

Aproveitando o lançamento do Aventador SVJ, relembramos algumas versões hardcore limitadas de outros supercarros, como a Ferrari 360 Challenge Stradale, ou o Lamborghini Gallardo Super Trofeo. Veja aqui.

 

carr-620x348

E finalizamos com uma compilação de carros de rua com pinturas de corrida — de fábrica. Veja mais aqui.

 


17710935037933873302

Matérias relacionadas

Uno Turbo: a história do 1º turbinado produzido em série no Brasil

Juliano Barata

Quer um Subaru BRZ STI? Melhor puxar uma cadeira…

Dalmo Hernandes

Bugatti Chiron pode chegar a 458 km/h – mas a fábrica não quer deixar você fazer isso

Leonardo Contesini