A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Zero a 300

Ferrari acusada de fraudar quilometragem de usados, novo Alpine A110 e Mitsubishi Eclipse revelados, o novo trailer de Velozes e Furiosos 8 e mais!

Este é o Zero a 300, nossa rica mistura das principais notícias automotivas do Brasil e de todo o mundo, caro car lover. Assim você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere com a gente!

 

Ferrari acusada de “voltar quilometragem” de seus usados garantidos

Ferrari-LaFerrari-0

Se você acha que comprar uma Ferrari usada das concessionárias é garantia de um carro bem cuidado, talvez você esteja errado. Um ex-vendedor americano da Ferrari chamado Robert Root, está processando uma concessionária Ferrari e um cliente da marca por ter sido demitido ao descobrir que a fabricante permitia a adulteração do hodômetro de modelos usados.

Root alega que a sistema de diagnóstico eletrônico da Ferrari, o DEIS, tem um recurso que permite reduzir a quilometragem do hodômetro dos carros para que eles possam ser vendidos por valores mais altos, como se fossem mais novos do que realmente são. Ele ainda acusa a Ferrari de ser conivente com a fraude, uma vez que o DEIS precisa de autenticação nos servidores da Ferrari para qualquer alteração nas ECU dos carros, o que significa que a Ferrari tem ciência de que os hodômetros eram adulterados.

No processo, Root explica que um cliente chamado Steven McMillan pagou para um funcionário da concessionária reduzir a quilometragem de seu carro. Segundo o jornal britânico Daily Mail, se o hodômetro de uma LaFerrari for modificado para zero-quilômetro, o valor do carro pode aumentar em mais de US$ 1 milhão. Além disso, Root menciona que a própria Ferrari ensinava os técnicos a reduzir a quilometragem como parte do treinamento de capacitação. O trecho do processo foi publicado ipsis litteris pelo Daily Mail: “A Ferrari publicou um manual usado desde abril de 2010, detalhando especificamente como executar a redução da quilometragem no hodômetro e autorizando seu uso. Além da informação, esta política da Ferrari foi aplicada na fábrica da Ferrari na Itália em março de 2015 para ensinar os técnicos a resetar o hodômetro ao zero em um veículo Ferrari”.

Por outro lado, é possível que o procedimento seja usado para outras finalidades como zerar o hodômetro de carros novos após o teste inicial da fábrica, ou simplesmente para a restauração, reparo ou manutenção dos quadros de instrumentos. Praticamente todos os sistemas de comunicação (scanners) originais permitem o retorno da quilometragem para fins de reparos  — em casos, por exemplo, em que um cliente adquire um quadro de instrumentos usado e pretende inserir a quilometragem correta no display.

A concessionária Ferrari em questão afirmou por meio de seu representante legal que não irá comentar o caso, que acredita que a acusação é descabida e que irá se defender no tribunal.

 

Novo Alpine finalmente é revelado

2017-alpine-a110-1

Como era de se esperar segundo o guia de lançamentos de carros novos na década de 2010, o novo Alpine A110 foi revelado alguns dias antes do seu lançamento oficial em uma pequena galeria de fotos. O modelo é praticamente o mesmo que vimos na forma de conceito há alguns meses, mudando apenas elementos com estilo conceitual demais para ser colocado em produção de forma viável, como o conjunto óptico, interior futurista e retrovisores minimalistas.

 

Notou que chamamos ele de A110? É porque ele irá usar o mesmíssimo nome do clássico no qual foi inspirado. Como seu antepassado, ele também terá porte compacto, peso baixo e a agilidade dinâmica que marcou época. Para isso, esta nova berlineta usará plataforma e carroceria de alumínio, e um novo motor turbo posicionado entre a cabine e o eixo traseiro — uma pequena licença poética para otimizar a dinâmica, uma vez que o antigo A110 usava motor traseiro.

2017-alpine-a110-2

A Alpine/Renault ainda não divulgou qual será este motor turbo, mas é provável que seja o mesmo 1.8 turbo usado no Clio RS, com algo entre 250 e 300 cv — potência na medida para encarar o Alfa Romeo 4C e o Porsche 718 Cayman. Por isso também ele deverá completar a aceleração de zero a 100 km/h na casa dos 4,5 segundos. Os detalhes concretos sobre seu desempenho serão revelados somente no dia 7 de março, quando ele for apresentado no Salão de Genebra.

 

Mitsubishi revela seu novo Eclipse

mitsubishi-eclipse-cross

Não é algo muito fácil de acreditar, mas este crossover vermelho que você vê nestas fotos é o novo Mitsubishi Eclipse. Sim, o nome que outrora foi usado em um cupê esportivo que fez a cabeça da molecada (e dos jogadores de futebol brasileiros e preparadores americanos) nos anos 1990 agora batiza um crossover — possivelmente devido à silhueta de SUV-coupé do modelo.

mitsubishi-eclipse-cross-4

O visual segue a linha de estilo dos conceitos XR-PHEV e XR-PHEV II, apresentados em 2013 e 2015, respectivamente e já adotada em facelifts recentes da fabricante japonesa. O Eclipse Cross tem um pouco da postura do ASX, porém seu porte é ligeiramente maior, ficando entre o ASX e o Outlander. Apesar de torcermos o nariz para o nome, suas linhas são atraentes e imponentes, e a traseira tem o tipo de conjunto óptico que a Honda não teve a ousadia de dar à versão de produção do Civic Type R.

mitsubishi-eclipse-cross-6

O conjunto mecânico do Eclipse Cross também é completamente novo como o modelo. Trata-se de um 1.5 turbo de injeção direta com potência ainda não declarada (a Mit precisa de alguma surpresa para Genebra, afinal) que será combinado a um câmbio CVT com simulação de oito marchas no modo Sport. A tração será 4×4, distribuindo o torque para a traseira quando o sistema identificar a necessidade.

Além do motor 1.5 turbo a gasolina, o Eclipse Cross também usará um 2.2 turbodiesel. Os detalhes sobre potência e desempenho, além dos dados técnicos serão revelados na próxima semana, quando a Mitsubishi apresentar o carro em Genebra.

 

“The Fate of the Furious” ganha novo trailer

Com pouco mais de dois meses para a estreia de “Velozes e Furiosos 8”, os produtores da franquia decidiram divulgar um novo trailer do filme. Ele é curto, mas revela um pouco mais da trama deste filme que já abandonou o “fast” em seu nome oficial.

O trailer começa em Cuba, com Dom Toretto e Letty Ortiz aparentemente em lua-de-mel em Cuba, participando de corridas de rua e curtindo o clima caloroso da ilha caribenha. É quando Cipher, a nova personagem antagonista, interpretada por Charlize Theron, entra em cena e Dom passa a atuar ao lado da vilã.

Ainda não fica claro o motivo que levou Dom a trair sua família, mas como já vimos no trailer anterior e como mostra a cena do confronto entre Dom e Letty neste trailer, ele aparentemente foi forçado pelas circunstâncias impostas e topou apenas para proteger seus amigos.

O filme irá estrear no próximo dia 14 de abril.

 

“Carros 3” também ganha um novo trailer em versão estendida

Além de “Velozes e Furiosos 8”, “Carros 3” também ganhou um novo trailer à medida em que a estreia do filme se aproxima. Diferentemente da Universal, que revelou novos detalhes da trama de “Velozes e Furiosos”, a Pixar apenas variou o tema dos teasers anteriores.

O trailer mostra a nova concorrência de Relâmpago McQueen, a nova geração de carros de corrida que usa a tecnologia a seu favor e, por isso, é mais veloz nas pistas, além de repetir mais uma vez o acidente do herói vermelho. O que acontece a seguir já foi divulgado pela sinopse do filme: McQueen ganha a ajuda da jovem Cruz Ramirez para voltar à boa forma e voltar a disputar em igualdade com o novo corredor.

A estreia de “Carros 3” está prevista para 16 de junho deste ano.

 

Fittipaldi Motors revela mais um pedaço do EF7

FITTIPALDI

Com o Salão de Genebra se aproximando os próximos dias serão repletos de teasers e pré-estreias. Emerson Fittipaldi, por exemplo, acaba de divulgar mais um pedaço de seu supercarro conceitual, o EF7. Desta vez, depois de mostrar a dianteira e a traseira do carro, Emmo decidiu mostrar um pouco mais da asa traseira e da cobertura do motor.

Como já vimos anteriormente, o supercarro EF7 usará um monocoque de fibra de carbono e um motor V8 aspirado de cerca de 600 cv, possivelmente o V8 6.2 da Mercedes-Benz — uma vez que entre os parceiros de Emerson nessa empreitada está a HWA, atual empresa de Hans Werner Aufrecht, fundador da AMG, que opera a equipe de fábrica da Mercedes-AMG no DTM e F2.

Também já sabemos que o visual foi estilizado pela Pininfarina e que o carro pesará apenas 1.000 kg. Ele será apresentado em forma de conceito para o game Gran Turismo, mas é possível que seja produzido em uma pequena série limitada em um futuro próximo.

 

Matérias relacionadas

Fiat Seicento Michael Schumacher: o pequeno “hot hatch” de 54 cv assinado pelo heptacampeão mundial de F1

Dalmo Hernandes

Fenyr Supersport é o novo supercarro árabe, um trator feito pela Pininfarina, um Alfa Romeo especial para Dubai e mais!

Leonardo Contesini

Um Golf de 400 cv e 300 km/h, BMW Série 1 de cara nova, Dodge Charger alfineta Volkswagen em propaganda e mais!

Leonardo Contesini