FlatOut!
Image default
Notícias

Ferrari continuará usando motores V12 aspirados – e sem ajuda elétrica

Apesar de ter um motor V8 turbo em uma ponta e um V12 híbrido na outra, a linha de modelos da Ferrari continuará oferecendo um V12 aspirado como nos últimos 69 anos.

De acordo com a revista alemã Autobild, o sucessor da F12berlinetta não irá adotar nenhuma das novas tecnologias que têm se tornado padrão nos novos carros. Em vez disso ele usará uma versão modernizada (e aspirada) do atual V12 de 6,3 litros da marca. A notícia contraria as expectativas de que a Ferrari acabaria hibridizando toda a sua linha, seguindo sua tradição de trazer para as ruas as tecnologias da Fórmula 1 — especialmente depois que a fabricante apresentou o conceito 599 GTB HY-KERS em 2010, que adotava o sistema de recuperação de energia cinética desenvolvido nas pistas.

ferrari-599gtb-hy-kers-hybrid-concept-photo-342691-s-1280x782

Para atender os padrões de emissões e consumo a Ferrari usará a mesma solução da Lamborghini: redução de peso. De acordo com o site australiano Motoring, a sucessora da f12 será menor e mais leve que os 1.415 kg da F12tdf. Mesmo sem recorrer ao downsizing ou à eletrificação, o V12 terá ainda mais potência — fala-se em 800 cv, o que nos leva a crer que trata-se de uma variação semelhante à usada na LaFerrari. Com menos peso e mais potência, espera-se que o próximo GT V12 da Ferrari chegue aos 100 km/h em menos de três segundos e à máxima de 355 km/h.

A sucessora da F12 também terá aerodinâmica ainda mais avançada, uma tendência já vista na LaFerrari e na 488GTB, e certamente o Passo Corto Virtuale, o sistema de esterçamento das rodas traseiras que “simula” o comportamento dinâmico de um carro com entre-eixos mais curto.

Agora… há uma teoria da conspiração sobre esta decisão da Ferrari de manter o V12 aspirado em seus grand tourers: uma Ferrari GT com motor V12 híbrido poderia acabar sendo mais rápida que a LaFerrari em circuito fechado. Não caia nessa: a Ferrari 430 Scuderia cravou o mesmo tempo de volta que a Enzo na pista de Fiorano e, mais tarde, a 599 GTO superou ambas. Além disso, a LaFerrari pesa 1.250 kg e tem um motor elétrico para auxiliar a curva de torque de seu motor aspirado, o que a torna mais ágil nas saídas de curvas e retomadas.

Ainda não há previsão para a chegada da sucessora da F12, mas a Autobild acredita que o esportivo chegará em 2019, quando a F12 completar sete anos de estrada.

Matérias relacionadas

Garoto de 10 anos economiza dinheiro e compra seu primeiro carro sozinho

Dalmo Hernandes

[ Zero a 300 ] O Golf de Mark Zuckerberg, os carros mais esperados do ano, campeões de desvalorização, novo Mercedes Classe C…

Leonardo Contesini

BMW M140i chega ao Brasil em dezembro com 340 cv por R$ 270.000

Leonardo Contesini