A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Zero a 300

Ferrari “misteriosa” é revelada oficialmente, SUV Jaguar F-Pace é lançado no Brasil, novas placas serão obrigatórias a partir de 2017 e mais!

Este é o Zero a 300, nossa rica mistura das principais notícias automotivas do Brasil e de todo o mundo, caro car lover. Assim você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere com a gente!

 

Jaguar F-Pace chega ao Brasil por R$ 309.300

Brasil_F-Pace_005

A Jaguar está lançando nesta terça-feira no Brasil seu primeiro SUV, o F-Pace. O modelo é baseado na nova arquitetura modular de alumínio já usada pelo XE e XF, que também emprestam seus motores 2.0 turbodiesel Ingenium e 3.0 V6 supercharged, e será oferecido em três versões e em uma série especial de lançamento.

CaesiumBlue_114

A versão de entrada, Prestige, sai por R$ 309.300 e é equipada com o motor Ingenium 2.0 turbodiesel, de 180 cv. Logo acima está a versão R-Sport, de R$ 360.500, embalada pelo V6 3.0 supercharged configurado para produzir 340 cv. No topo está a versão S, de R$ 405.900, com o mesmo V6 3.0 supercharged, porém calibrado para produzir 380 cv. As três versões usam o câmbio ZF de oito velocidades combinado ao sistema de tração integral. Além das três versões, a Jaguar também irá oferecer 19 exemplares da série First Edition, equipada com o motor V6 de 380 cv, rodas de 20 polegadas Venom de cinco raios, acabamento interno de couro Premium Windsor com costura dupla e padrão quadriculado em relevo. Cada uma será vendida por R$ 416.400.

jaguar-f-pace-juliano-barata-98

Um pequeno teaser

O Jaguar F-Pace começa a ser vendido em junho e será entregue a partir de setembro. O FlatOut esteve no lançamento internacional do F-Pace no Leste Europeu, e publicaremos a avaliação completa nos próximos dias. Fique ligado!

 

Ferrari misteriosa era reestilização da 458 Speciale feita por encomenda

160374-car-458_mm_speciale_front_3_4

Há alguns meses publicamos aqui no Zero a 300 algumas imagens de uma Ferrari misteriosa com motor central, mas visualmente diferente da 458 Speciale e da 488 GTB. Na ocasião nos perguntamos se ela não seria um protótipo da Dino e mais tarde descobrimos que não. A dúvida foi respondida hoje: trata-se da Ferrari 458 MM Speciale, mais um modelo “one-off” feito por encomenda para alguém com muito dinheiro pela Ferrari Special Projects.

A encomenda, segundo a Ferrari, era um design mais agressivo e esportivo, com a área envidraçada inspirada em um visor de capacete — por isso as colunas A são pintadas, um efeito semelhante ao da Ferrari 288 GTO. Sob a pintura Bianco Italia e a faixa tricolor está uma nova carroceria feita de alumínio e fibra de carbono, com para-choques maiores e mais esportivos nas duas pontas e um novo duto aerodinâmico no deck traseiro. Nas laterais também há duas novas tomadas de ar para otimizar o fluxo de ar para a admissão, e na dianteira os radiadores estão mais inclinados.

160376-car-458_mm_speciale_side

A Ferrari não divulgou os dados de desempenho, mas eles não devem ser muito diferentes da 458 Speciale comum, que vai de zero a 100 km/h em 3 segundos, de zero a 200 km/h em 9,1 segundos e segue até os 320 km/h.

 

Chris Harris apresenta a nova pista do novo Top Gear

Se você assistiu ao primeiro episódio do novo Top Gear (ou leu nossas impressões sobre ele) deve ter notado que a pista do programa no aeródromo de Dunsfold foi radicalmente modificada com um trecho de terra/baixa aderência, transformando-se em um circuito de ralicross. Curiosamente, em vez de tornar o programa mais interessante (spoiler: ele foi chato) com uma apresentação da pista, eles deixaram a missão para o programa auxiliar, Extra Gear, apresentado por Rory Reid e Chris Harris — e que nos pareceu bem mais interessante que o primeiro episódio de Top Gear.

Nele, além de visitar a garagem de Sabine Schmitz (que tem uma equipe de corrida com seu companheiro de vida) eles também contaram como foi feita a reforma da pista do programa e, felizmente, colocaram Chris Harris para acelerar como um maníaco o Mini Cooper S de ralicross no novo traçado — com direito a um belo salto com o pocket rocket. O vídeo, claro, foi divulgado nas redes sociais e está logo acima para você assistir.

 

Carros brasileiros terão placa do Mercosul a partir de 2017

APlacaehnossa

A partir de 1º de janeiro de 2017 os carros zero-quilômetro ou usados em processo de transferência de município ou propriedade serão obrigados a adotar o novo padrão de placas do Mercosul. O novo modelo de placas deverá ser adotado por todos os carros vendidos no Brasil, Argentina, Uruguai, Paraguai e Venezuela até 2020.

O novo padrão foi “inspirado” pelo padrão da União Europeia, porém manterá as mesmas medidas do modelo usado atualmente. Elas terão fundo branco com uma faixa azul na parte superior, onde haverá o logotipo do Mercosul à direita e a bandeira do respectivo país à esquerda. No meio fica o nome do país. O nome da cidade e do estado ficarão após a combinação de letras e números, na forma da bandeira do estado e do brasão municipal.

Em vez de mudar a cor de fundo, será a cor dos caracteres que identificará a categoria do veículo: preta para veículos comuns, verde para veículos em teste, azul para veículos oficiais, dourada para diplomáticos e vermelha para veículos comerciais. O padrão de caracteres mudará para quatro letras e três números dispostos aleatoriamente, exceto pelo último caractere, que será sempre numérico. Com a nova disposição, será possível arranjar 450 milhões de combinações diferentes.

 

Alfa Romeo pode lançar Giulia Coupe em 2020

alfa_romeo_4c_us-spec_17

Já se deu conta de que 2020 está a menos de quatro anos de hoje? Pois será o ano que a Alfa Romeo lançará o sucessor do 4C, lançado em 2014, segundo os alemães da AutoBild.

De acordo com a publicação, a Alfa Romeo pretende substituir o mini cupê por algo mais convencional em 2020. A revista não cita fontes, mas diz que o sucessor do 4C usará a plataforma Giorgio de motor dianteiro e tração traseira/integral  que já é usada pelo Giulia e será adotada no SUV da marca. Além disso, ele também abandonará a construção de fibra de carbono, e usará ligas leves de alta resistência.

O nome do carro, ainda segundo a AutoBild, poderá ser Brera e, assim como o Brera do começo da década passada, ele poderá ser oferecido em versões cupê e roadster. Ainda não há detalhes sobre a motorização, mas não acharíamos nada mau se ele viesse com o 2.9 V6 biturbo do Giulia QV.

Matérias relacionadas

GT-Racing: os carros de rua mais legais batizados com a sigla GT-R

Dalmo Hernandes

CNH vencida poderá ser reutilizada, catálogo vazado do Mustang 2018 revela novos detalhes técnicos, Volvo irá eletrificar sua linha a partir de 2019 e mais!

Leonardo Contesini

Os carros mais vendidos em setembro, novo Land Rover Defender flagrado em testes, Porsche 935 em ação em Monza e mais!

Leonardo Contesini