A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Zero a 300

Fiat Toro aparece sem disfarces na linha de produção, Ford lança EcoSport 1.6 com câmbio Powershift, Bugatti Chiron flagrado e mais!

Este é o Zero a 300, nossa rica mistura das principais notícias automotivas do Brasil e de todo o mundo, caro car lover. Assim você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere com a gente!

 

Fiat Toro é flagrada de novo sem camuflagem na fábrica

1250197686729918523

Depois de aparecer em imagens dentro da fábrica, a Fiat Toro já teve todo o mistério em torno de seu lançamento reservado apenas aos preços. Mas, como as imagens iniciais não mostravam bem suas linhas, saíram outras, com a carroceria branca, que permitem ver melhor o desenho da nova picape.

A Fiat revelou recentemente um teaser da nova picape, confirmando seu nome e chamando-a de sport utility pick-up (SUP), uma tentativa de fugir do pioneirismo da Renault Duster Oroch no segmento ao qual a Toro também pertencerá, o de picapes médio-compactas, menores do que as médias e com chassi monobloco. Aliás, o teaser veio pouco depois do lançamento da picape da Renault. Coincidência? O surgimento de tantas fotos da Toro na linha de produção, justamente na mesma época, também é um bocado suspeito.

1623850962642221211

Segundo o site Autos Segredos, que também revelou o nome da picape em primeira mão, a Toro terá um motor 1.8 E.torQ mais potente que o de seu irmão quase gêmeo, o Jeep Renegade. Com etanol, a potência teria pulado de 132 cv para 138 cv. O torque, de 19,1 mkgf, deve ficar acima dos 20 mkgf. Nas versões mais caras, a picape terá o motor 2.0 Multijet, turbodiesel, que rende 170 cv a 3.750 rpm e tem torque de 35,7 mkgf a 1.750 rpm. Com ele, a picape terá tração integral, possível devido à capacidade de carga da picape, que deve passar de 1 tonelada.

Notou que a tampa traseira é bipartida? Pois ela tem um sistema engenhoso que a permite que cada parte seja aberta para os lados ou para baixo, ou ambas juntas para baixo como uma tampa convencional. As patentes foram divulgadas no Google:

 

Além de ser vendida no Brasil com a marca Fiat, a Toro também será exportada ou até mesmo produzida nos EUA sob a marca RAM. Por lá, ela se chamará Rampage.

 

Ford lança Ecosport 1.6 Ti-VCT com câmbio automatizado de seis marchas

EcoSport 1.6 TiVCT_07

Pioneiro na fórmula de jipinho crossover no nosso mercado, o Ecosport se vê hoje cercado de uma série de novos rivais – alguns com foco mais aventureiro, como o Duster e o Renegade, e outros mais urbanos, caso do Honda HR-V e do Peugeot 2008. Do fim do ano passado até hoje, o segmento expandiu de 4,6% para 9,7%. Buscando oferecer uma fórmula de maior custo-benefício frente a Duster e Renegade, a Ford lançou ontem o Ecosport 1.6 com câmbio de dupla embreagem e seis marchas.

EcoSport 1.6 TiVCT_11

O ataque é direto: sua versão mais em conta (Ecosport SE AT) tem exatamente o mesmo preço da versão manual mais em conta do Renegade (Sport 1.8), R$ 71.900, e a topo de linha Freestyle AT tem o mesmo preço do Renegade automático mais em conta, o Sport 1.8 AT, de R$ 76.900. Fora o embate direto com o Renegade, a estratégia da marca é de explorar um gap precioso no mercado, os automáticos/automatizados de entrada: na faixa de até R$ 70 mil, 59% dos modelos disponíveis no segmento são manuais (e 37% entre R$ 70 e R$ 75 mil), mas apenas 4% deles (incluindo na faixa de até R$ 75 mil) são automáticos ou automatizados – situação que se inverte conforme o valor sobe.

EcoSport 1.6 TiVCT_01

São três versões disponíveis para o público, todas equipadas com o câmbio de dupla embreagem de seis marchas e o motor 1.6 Sigma Ti-VCT, com bloco e cabeçote de alumínio, duplo comando variável e sistema de partida a frio. Números: 131/126 cv (etanol/gasolina) a 6.500 rpm, 16,1/15,4 mkgf (etanol/gasolina) a 4.250 rpm; consumo com etanol de 7,2 km/l na cidade e 8,3 km/l na estrada, e com gasolina 10,2 km/l na cidade e 12,1 km/l na estrada.

Ecosport SE 1.6 AT (R$ 71.900 – clique para receber uma proposta): ar-condicionado analógico, rodas de liga leve aro 15, direção elétrica, vidros elétricos dianteiros, faróis de neblina, controles de estabilidade e de tração, assistente de partida em rampas, controle de velocidade de cruzeiro (piloto automático), retrovisores externos com pisca integrado, sistema de som SYNC com Applink, comando de voz, volante multifuncional, chave de segurança My Key, duplo air bag e freios ABS, sistema Isofix para fixação de cadeirinhas.

EcoSport 1.6 TiVCT_17

Ecosport Freestyle 1.6 AT (R$ 71.900 – clique para receber uma proposta): adiciona em relação à SE rodas de liga leve aro 16, acionamento elétricos em todos os vidros, sensores de estacionamento atrás, grade, capas dos espelhos e rodas na cor London Grey, assistente de partida em rampas e computador de bordo.

Ecosport Freestyle Plus 1.6 AT (R$ 80.300 – clique para receber uma proposta): adiciona à Freestyle bancos de couro e seis airbags.

EcoSport 1.6 TiVCT_21

Além destas, a Ford também disponibiliza para frotistas e deficientes físicos o Ecosport SE Direct, que acaba sendo a opção automática/automatizada mais barata do segmento, por R$ 68.690. Ela tem os mesmos equipamentos da SE, mas com rodas de ferro em vez de liga.

EcoSport 1.6 TiVCT_24

Embora seja a mesma transmissão do Fiesta (com outra programação), o nome Powershift não foi usado nem nos emblemas nem na descrição do veículo, talvez como estratégia para recuperar a imagem da transmissão, parcialmente arranhada com o lote (de acordo com a marca, afetou cerca de 20 mil unidades fabricadas até 2013) que apresentou problemas de contaminação das embreagens a seco com óleo, resultando em patinadas e vibrações. De acordo com a Ford, este problema foi sanado nos novos modelos e os proprietários dos modelos afetados receberam uma extensão de garantia de transmissão de três para cinco anos.

 

Bugatti Chiron mostra parte de sua carroceria no crash test

New #bugatti #chiron by @gtboard

Uma foto publicada por Gustav (@gtboard) em

Crash tests precisam ser realizados com a carroceria definitiva dos modelos. E foi em uma sessão deles que surgiu o primeiro pedaço do Bugatti Chiron sem camuflagem, trazido pelo site GTBoard.com. Na imagem, é possível ver que os faróis lembram os do Bugatti Vision Gran Turismo, por serem bem afilados, mas não são iguais, como muitos já haviam apontado. A bem da verdade, o para-choque dianteiro é nitidamente diferente do usado no conceito.

New #bugatti by @gtboard Uma foto publicada por Gustav (@gtboard) em

Equipado com o mesmo motor W16 de 8 litros do Veyron, o Chiron também terá quatro turbos, mas dois deles seriam de acionamento elétrico. A potência também será ampliada, chegando aos 1.500 cv, o que permitiria ao novo carro ir de 0 a 100 km/h em 2 segundos e atingir a máxima de 450 km/h. Com previsão de apresentação para o Salão de Genebra do ano que vem, o Chiron deve custar cerca de 2,2 milhões de euros.

 

Motoristas multados por extintor vencido ou inadequado serão ressarcidos

FlatOut 2015-10-02 às 11.16.06

Se você foi um dos motoristas multados por não ter equipado seu carro com o extintor ABC ou usá-lo vencido, aqui vai uma boa notícia: a Câmara dos Deputados aprovou ontem (1º) o Projeto de Lei 3075/15, que perdoa as multas emitidas aos  condutores de veículos automotores por não possuírem extintores de incêndio, ou tê-los vencidos em seus carros. Agora, o projeto seguirá para o Senado Federal. Se for aprovado na casa, irá para o gabinete da presidência da república, que deverá sancioná-lo.

Caso seja sancionado, as Secretarias de Fazenda dos estados deverão reembolsar os motoristas multados em até três meses após a publicação da lei. Os valores serão reajustados pela taxa Selic.

 

Porsche nega culpa na morte de Paul Walker em processo movido pela filha do ator

redcar2n-2-web

Como vimos há alguns dias, a filha de Paul Walker, Meadow Walker, processou a Porsche pela morte de seu pai, acusando a fabricante de ser negligente em relação à segurança do Carrera GT, e afirmando que ele fora “mal projetado” e não tinha controle de estabilidade.

Agora, a Porsche se posicionou oficialmente à acusação da garota, declarando que o acidente foi causado por direção imprudente e velocidade incompatível. A declaração oficial é a seguinte:

“Não vimos o processo e, por isso, não podemos fazer comentários a respeito de seus detalhes. Como já dito anteriormente, ficamos entristecidos sempre que alguém se fere em um veículo Porsche, mas confiamos na conclusão das autoridades, que mostraram evidências de que este trágico acidente resultou de condução imprudente e velocidade excessiva”.

 

Nissan GT-R LM Nismo voltará ao WEC em 2016 – e com tração dianteira mais uma vez

NismoGTRLMb

Depois de um desempenho pífio nas 24 Horas de Le Mans deste ano, a Nissan retirou seu GT-R LM Nismo do Mundial de Endurance (WEC) sem anunciar uma data para retorno. Parecia o fim do projeto, não?

Só que agora a Nissan anunciou que o GT-R LM Nismo irá voltar ao WEC em 2016, uma vez que a equipe já solucionou os problemas técnicos que afetaram o desempenho da equipe em Mans. Segundo a Nissan, a equipe já está em andamento com o programa de testes e desenvolvimento do carro revisado e espera ser mais competitiva na LMP1.

Uma das principais mudanças foi a divisão de responsabilidades na equipe. No ano passado, o projetista do GT-R LM Nismo, Ben Bowlby, foi responsável  pelo projeto, construção, e operação da equipe em testes e na corrida. Agora, o chefe de equipe será Michael Carcamo, deixando Bowlby apenas com o desenvolvimento do carro.

As mudanças foram extensas, mas os princípios de design permanecem: o carro ainda terá motor dianteiro, tração dianteira, pneus maiores na frente e um “túnel aerodinâmico” na parte posterior da carroceria. Nos primeiros testes, o carro não teve problemas de confiabilidade, apesar de correr sem o KERS. Será que agora vai?

 

Volkswagen diz não saber se software fraudou também testes europeus

2012_volkswagen_beetle_tdi

A Volkswagen disse à revista britânica Autocar que não sabe se o software que fraudou o teste americano de emissões também atuou no ciclo europeu. O teste americano, identificado pelo código FTP75, exigia um limite máximo de 70 mg/km de óxidos de nitrogênio (NOx). O europeu, chamado de NEDC (New European Driving Cycle), tolerava um nível de óxidos de nitrogênio mais alto em 2009 (180 mg/km), o que talvez dispensassem qualquer tipo de fraude para aprovação.

Segundo a Autocar, a complexidade de produção dos motores EA189 tem sido o maior desafio enfrentado pela VW na elucidação do caso. Além de ter três motores diferentes (1.2, 1.6 e 2.0), eles têm múltiplas potências e foram acoplados a seis transmissões diferentes, três manuais e três DSG. Além disso, foram usados em quatro marcas do grupo: VW, Audi, Skoda e Seat.

 

Fórmula 1 terá roncos mais altos em 2016

FlatOut 2015-10-02 às 11.21.10

Quando a Fórmula 1 anunciou o retorno dos motores turbo, muita gente esperava carros cuspidores de fogo e barulho infernal dos motores V6 de 1,6 litro. Mas a realidade do mundo moderno veio como um balde de água gelada nos fãs (e sem fins filantrópicos): os carros simplesmente roncam abafados e mal chegam ao seu limite mecânico, uma vez que o número de motores foi severamente restringido.

Agora, para tentar reconquistar o público, a FIA alterou as regras para modificar o escape dos carros e torná-los mais barulhentos. Segundo o regulamento “para 2016 todos os carros deverão ter um cano separado para a wastegate, pelo qual todos os gases da wastegate, e somente eles, deverão passar”. O regulamento completa dizendo “essa medida foi tomada para aumentar o ronco dos carros e não terá efeitos significativos sobre potência ou emissões”. Se fará efeito ou não, é algo que teremos que esperar até 20 de março para descobrir.

 

Em setembro, Chevrolet Onix fica em primeiro; VW Gol nem aparece entre 10 mais

Chevrolet-Onix-2014

O mês de setembro foi de lascar, segundo a Fenabrave. Vendeu 32,5% menos do que o mesmo mês em 2014. Foi o pior nível de vendas desde 2006. Ainda assim, tem marca comemorando o resultado, como a GM, que emplacou o Onix como o mais vendido do mês e o único carro a superar a marca de 10 mil unidades. Ele vendeu, mais precisamente, 10.212 carros.

Em segundo lugar ficou o HB20, com 8.889 unidades, em um mês de renovação. Em outubro, o compacto da Hyundai pode até liderar as vendas no país. O Gol, em compensação, precisará de uma recuperação brutal para pelo menos voltar aos dez mais vendidos. Em setembro, ele ficou em 12º, com 5.254 unidades.

No acumulado do ano, a liderança ainda pertence ao Fiat Palio, com 92.087 unidades vendidas este ano. O Chevrolet Onix vem em segundo, com 87.725 unidades. O Gol aparece apenas em 5º, com 63.240 unidades, atrás do Hyundai HB20 e do Ford Ka.

Confira os 15 primeiros colocados em vendas no mês de setembro.

1 – Chevrolet Onix – 10.212
2 – Hyundai HB20 – 8.889
3 – Fiat Palio – 8.761
4 – Ford Ka – 7.486
5 – Fiat Strada – 7.116
6 – Renault Sandero – 6.369
7 – Toyota Corolla – 5.775
8 – Volkswagen Fox – 5.749
9 – Honda HR-V – 5.747
10 – Fiat Uno – 5.684
11 – Jeep Renegade – 5.677
12 – Volkswagen Gol – 5.254
13 – Chevrolet Prisma – 4.714
14 – Fiat Siena – 4.534
15 – Volkswagen Saveiro – 4.357

 

Land Rover confirma produção nacional do Evoque

land-rover-evoque

Além do Discovery Sport, que já estava mais do que confirmado para ser produzido na nova fábrica de Itatiaia, no Rio de Janeiro, a Land Rover anunciou hoje que mais um de seus modelos será nacionalizado. Será o Evoque, um dos veículos mais vendidos da marca no Brasil. Caberá a ele, inclusive, a tarefa de inaugurar a linha de produção, já que ele será o primeiro modelo a sair dela, no começo de 2016.

A primeira fábrica da Land Rover fora do Reino Unido exigirá investimentos de R$ 750 milhões até 2020. Com 60 mil m², ela empregará, em sua primeira fase, cerca de 400 pessoas. A capacidade de produção poderá chegar a 24 mil unidades por ano.

Matérias relacionadas

Novo Porsche 911 flagrado quase sem disfarces, Corvette Shooting Brake aparece pela primeira vez, os carros mais vendidos de janeiro e mais!

Leonardo Contesini

Como funcionam os carburadores – e tudo o que você precisa saber sobre eles

Leonardo Contesini

Uma pequena homenagem a Herbie, o Fusca mais querido do planeta

Dalmo Hernandes
error: Direitos autorais reservados