A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Edições anteriores

FlatOut Edição 15: a evolução de Hungaroring, a despedida do Corvette C7, o último capítulo de Ford vs. Ferrari e mais!

Caros leitores, muito bem vindos à mais nova edição do FlatOut Brasil! Aqui temos elencadas as matérias exclusivas para assinantes. Caso você ainda não faça parte do universo do FlatOut, clique aqui e assine agora mesmo! Caso queira conferir as edições anteriores, clique na imagem abaixo.

 

Trânsito e Infraestrutura

Que países exigem aulas teóricas e práticas de direção?

Atualmente o processo de habilitação exige 45 horas de aulas teóricas e mais 25 horas de aulas práticas — o que aumenta o preço da habilitação devido ao custo de combustível, manutenção dos carros e dos instrutores. Segundo a proposta do governo, qualquer pessoa habilitada poderá ensinar o novato, que só precisará ser aprovado para ser habilitado. Diante disso — e atendendo a pedidos dos leitores — demos uma olhada no processo de habilitação dos países Europeus, dos EUA, Canadá e Japão. Clique aqui para ler.


Pensata

Adeus, Corvette C7: por que a última geração de motor dianteiro será um ícone para sempre?

“Claro, várias coisas mudaram – o novo Corvette tem engenharia mais sofisticada, com suspensão independente por braços triangulares nas quatro rodas e câmbio de dupla embreagem e oito marchas; e construção mais refinada, a fim de encarar melhor os rivais europeus. O novo Corvette ainda é um Corvette, mas ele é um carro diferente, que marca uma nova era. É provável que ele represente a maior revolução na história do modelo. Por outro lado, é justamente por isto que seu antecessor, o Corvette C7, nunca poderá ser esquecido. Com a chegada do C8, ele instantaneamente se tornou um clássico do futuro.” Clique aqui para ler.


 

História

Os 125 anos da Mercedes no automobilismo | Parte 2

Depois que a Segunda Guerra terminou e o mundo começou a se ajeitar, a Mercedes-Benz finalmente começou a ensaiar sua volta às pistas. Na época, havia duas opções de grande visibilidade internacional: a recém-criada Fórmula 1, que finalmente organizou os Grandes Prêmios em um campeonato mundial, e as corridas de estrada, que mais tarde formariam o calendário do Mundial de Carros Esporte (WSC). Por questões de custo, a Mercedes-Benz escolheu as corridas de estrada. Clique aqui para ler.


 

Ford vs. Ferrari: a guerra de Le Mans | Parte Final: quatro vezes Ford

Depois de vencer Le Mans pela segunda vez, a Ford encerrou seu programa de automobilismo, e o “terceirizou” a John Wyer, que pegou os GT40 e os colocou no pódio de Le Mans mais duas vezes. Desta vez, a Ferrari teve uma participação mais tímida, sem protótipos em 1968 e com apenas dois carros em 1969. Agora, os rivais eram outros: os Porsche 908 e 917. Veja como foram as duas últimas — e pouco faladas — vitórias da Ford em Le Mans. Clique aqui para ler.


 

Car Culture

As propagandas de carro mais hilárias e inusitadas já feitas | Parte 3: anos 2000 e 2010

As propagandas das décadas de 2000 e 2010 eram bem diferentes do que se via 40 ou 50 anos antes – melhor produzidas, mais complexas e, em alguns casos, bem mais ousadas. Clique aqui para ler.


 

Mulsanne, Hunaudières, Arnage: o que significam os nomes dos Bentley?

A Bentley tem mesmo de se orgulhar e manter-se fiel a suas origens – afinal, ela nasceu como fabricante de luxo e teve sucesso no automobilismo. Em Le Mans, por exemplo, eles venceram seis vezes: em 1924, depois todos os anos entre 1925 e 1930, e em 2003. Por isto, a Bentley fez questão de manter as referências a Le Mans presentes em sua história. Como? Através dos nomes de seus carros, ora! Clique aqui para ler.


 

Os 40 anos do BMW M1 Art Car de Andy Warhol

Há 40 anos Andy Warhol, lenda da pop art, transformou um BMW M1 de corrida em uma obra de arte sobre rodas – e ele só precisou de 23 minutos para fazê-lo. Clique aqui para ler.


Automobilismo

Hungaroring: a história e a evolução do traçado (e dos tempos) do GP da Hungria

Neste fim de semana a Fórmula 1 desembarcou em Mogyoród para o Grande Prêmio da Hungria, que chegou à sua 35ª edição em 2019. Como de costume, contamos a história e a evolução do traçado e dos tempos de volta desde a criação do circuito até a edição passada do GP. Clique aqui para ler.


Técnica

É possível fazer um motor flex (ou bi-combustível) diesel-gasolina?

Motores diesel e motores a gasolina são parecidos, mas fundamentalmente diferentes. Enquanto o primeiro  inicia a combustão por compressão, o outro usa uma centelha. Isso faz com que as diferenças pareçam reduzidas a um único elemento, mas este único elemento exige diversas características que os tornam muito diferentes. Clique aqui para ler.


Lançamentos

As primeiras impressões do novo Corvette – por quem pôde vê-lo ao vivo

No último dia 28 de julho, um domingo quente e ensolarado em Plymouth, nos subúrbios de Detroit, ocorreu a 40ª edição do Concours d’Elegance of America. Sediado no campo de golfe do hotel The Inn at St. John’s, o evento ficou marcado não pelos carros antigos, ou pelo fato do líder do comitê do júri ser o Wayne Carini, aquele simpático senhor baixinho de cabelos brancos e bigode proeminente que possui um programa de TV relacionado ao meio antigomobilista. O evento ficou marcado por ter sido a primeira aparição pública do novo Corvette C8. Clique aqui para ler.


Matérias relacionadas

FlatOut Edição 14: os 125 anos das Flechas de Prata, a revolução do Corvette, a evolução de Hockenheimring e mais!

Leonardo Contesini

FlatOut Edição 13: o novo Corvette de motor central-traseiro, a história de Ken Miles, 25 anos da Audi RS e mais!

Leonardo Contesini

FlatOut Edição 02: os carros de Ayrton Senna, o câmbio 6M da Simca, desvendando o i-VTEC e mais!

Leonardo Contesini