A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Zero a 300

Ford Edge ST chega por R$ 300.000, Argo 1.8 perde câmbio manual, os detalhes do “mini-Nurburgring” da Toyota e mais!

Bom dia, caros leitores! Bem-vindos ao Zero a 300, a nossa rica mistura das principais notícias automotivas do Brasil e de todo o mundo. Assim, você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere conosco.

O Zero a 300 é um oferecimento do Autoline, o site de compra e venda de veículos do Bradesco Financiamentos. Nesta parceria, o FlatOut também apresentará avaliações de diversos carros no canal de YouTube do Autoline – então, clique aqui e se inscreva agora mesmo (e não esqueça de ativar o sininho)!

 

Ford começa a venda do Edge ST no Brasil

A chegada do Ford Edge ST ao Brasil não é nenhuma novidade. Nós conhecemos o modelo em novembro passado, durante o Salão do Automóvel. Na ocasião, ele já poderia ser encomendado mediante sinal de R$ 30.000, com saldo a ser pago a partir da entrega do carro, que começaria a ser trazido “no início de 2019”. Não sabemos se alguém chegou a comprar o modelo na pré-venda, mas a Ford já começou a trazê-lo do Canadá nesta semana pelos mesmos R$ 299.000 anunciados no Salão.

O Edge ST será a única versão do SUV oferecida no Brasil, e vem equipada com o motor V6 Ecoboost de 2,7 litros, 340 cv e 54,3 kgfm. A transmissão é automática de oito marchas, e distribui a força para as quatro rodas por demanda.

As pretensões esportivas do Edge ST levaram a Ford a dotá-lo com suspensão recalibrada, bancos esportivos revestidos com couro e camurça sintética, e com a marca ST bordada no encosto, e maior suporte para o corpo, além de um modo Sport que altera o peso da direção e o mapeamento do acelerador e câmbio. As rodas de 21 polegadas também são exclusivas e calçam pneus 265/40 nos quatro cantos.

 

Toyota divulga mais detalhes de seu “mini-Nürburgring”

O lendário circuito de Nürburgring Nordscheife não é só a Meca dos entusiastas – é também um dos campos de testes favoritos das fabricantes de automóveis, que podem por à prova diversos aspectos do carro graças à variedade de curvas, topografia e piso do Inferno Verde. Por esta razão, o aluguel é disputadíssimo.

Como noticiamos há algum tempo, a Toyota cansou de esperar na fila e decidiu construir seu próprio “mini-Nürburgring” no Japão – com 5,3 km de extensão e reproduções de algumas das melhores curvas de Nürburgring. Nesta semana, a fabricante anunciou que o primeiro trajeto já está pronto e começará a ser usado a partir de agora.

O ‘Ring em miniatura da Toyora faz parte de um grande complexo de testes, batizado Toyota Technical Center Shimoyama, na cidade de Toyota-shi, sudeste do Japão. O local ocupará uma área de 6,5 km² e contará com outros dez circuitos, projetados para simular diferentes cenários de condução.

A Toyota afirma que 70% da área do circuito preservam a vegetação nativa do terreno, que apresenta 75 metros de variação topográfica do ponto mais baixo ao ponto mais alto. Segundo a fabricante, o trecho recém-concluído é o Country Road Test Loop, que simula as condições de uma estrada sinuosa. Os próximos serão os circuitos “High-Speed” e “Specialized”, enquanto os demais serão concluídos até 2023. (DH)

 

VW Golf Mk8 tem problemas de software, mas deve ser lançado em fevereiro de 2020

Foto: Carbuyer

A esta altura, já sabemos muito a respeito do novo Golf Mk8 – os flagras mais recentes mostram o carro quase sem camuflagem, usando apenas alguns adesivos nos faróis, para-choques e lanternas. Mas ele ainda não está pronto para o mercado. De acordo com o site Automotive News Europe, a VW pretende apresentar o Golf Mk8 depois do Salão de Frankfurt, que acontece em setembro, e colocá-lo nas lojas apenas em fevereiro de 2020.

Foto: Carbuyer

O prazo é mais distante do que o plano inicial, e há uma boa razão para isto: a VW está quebrando a cabeça para resolver alguns problemas no software do hatchback. Segundo o diretor da Volkswagen na Europa, Juergen Stackmann, o Golf Mk8 pode se conectar à internet para receber atualizações automáticas, mas o sistema está apresentando alguns glitches e também é potencialmente vulnerável a ataques.

Stackmann diz que a Volkswagen jamais escondeu que a programação do software é um grande desafio para a fabricante, e diz que a equipe está fazendo um esforço redobrado para eliminar todos os bugs. (DH)

 

Mesmo com 11 anos o Dodge Challenger está vendendo mais que o Camaro

Lançado em 2008, o Dodge Challenger está completando 11 anos neste ano e, apesar de ser uma idade relativamente avançada para um esportivo, isso não está afetando seu desempenho de vendas. Pelo contrário: ele superou o Camaro no primeiro trimestre de 2019 nos EUA.

Segundo o jornal Detroit Free Press, a Dodge vendeu 13.431 unidades (4.477/mês) do Challenger nos EUA, enquanto a Chevrolet vendeu apenas 12.083 unidades do Camaro (4.027/mês). O Mustang foi o líder dos muscle cars, mas não ficou tão à frente do Dodge, com 16.971 unidades (5.657/mês).

Apesar de ser o menos vendido do trio, o Camaro teve uma melhora nas vendas após o facelift do ano passado. Em 2018, ao longo do ano o Camaro foi o menos vendido, com apenas 50.963 unidades, uma média de 4.296 unidades por mês, enquanto o Challenger chegou às 66.716 unidades (5.560/mês) e o Mustang teve 75.842 unidades (6.320/mês).

Embora não seja o líder, o Challenger foi o único modelo a se manter estável nas vendas anuais. O Camaro segue em queda desde 2014, o Mustang começou a cair em 2015, mas o Challenger se manteve na casa das 65.000 unidades anuais nos últimos quatro anos. (LC)

 

Fiat tira câmbio manual do Argo 1.8 e faz reajustes nos preços do hatch

O Argo Trekking não foi a única novidade na linha 2020 do hatch da Fiat, junto da versão aventureira veio um reajuste nos preços e na gama de modelos oferecidos. As versões Precision e HGT com motor 1.8 perderam a opção de cambio manual, agora só são disponíveis com o automático de 6 marchas.

O modelo 1.0 de entrada recebeu um aumento de R$ 500 no preço, partindo agora de R$ 48.990, o Drive 1.0 subiu em R$ 1.200, passando a custar R$ 52.690. As versões com motor mais potente tiveram o preço reduzido, o Drive 1.3 recebeu redução de R$ 2.900 e agora sai por R$ 53.690.

O Argo Precision 1.8 foi o que recebeu a maior redução: R$ 6.400, baixando o preço do carro para R$ 63.590. Mas a redução não veio de graça, o modelo perdeu a central multimídia, as rodas de liga leve de 15 polegadas e o sensor de estacionamento. O esportivado HGT recebeu redução de R$ 5.000, partindo de R$ 69.990. A Fiat busca colocar o Argo entre os cinco mais vendidos do país. (ER)

 

Volkswagen busca recorde em Nurburgring com o ID R

Depois de bater o recorde Pikes Peak a Volkswagen quer bater o recorde de Nurburgring com seu carro de corrida elétrico ID R. O carros já está sendo testado na pista alemã para se preparar para o recorde. O objetivo não é o tempo de  5:19,54 do Porsche 919 Hybrid EVO que é o recorde geral da pista, a VW quer desbancar o esportivo elétrico chinês NIO EP9 que tem o recorde dos carros elétricos com o tempo 6:45,90.

O ID R que vai correr em Nordschleife tem algumas atualizações em relação o que correu em Pikes Peak, o aerofólio é novo, o splitter foi redesenhado e o carro conta agora com DRS para diminuir o arrasto nas restas. O objetivo da Volkswagen é manter uma média de 180 km/h no circuito com picos de 269 km/h nas retas. (ER)

Matérias relacionadas

Este VW Voyage viajou dos EUA para a Alemanha e correu em Nürburgring

Dalmo Hernandes

Charger brasileiro com V10 de Viper? Opala V8? Confira nosso 2º vídeo de Águas de Lindóia!

Juliano Barata

A farsa do skate voador, o Williams com as cores da Martini, os carros mais vendidos em fevereiro e mais!

Leonardo Contesini