A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Zero a 300

Ford GT flagrado em versão de produção, Bernie Ecclestone diz que F1 está “uma porcaria”, Bentley pode fabricar EXP10 e mais!

Este é o Zero a 300, nossa rica mistura das principais notícias automotivas do Brasil e de todo o mundo, caro car lover. Assim você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere com a gente!

 

Ford GT é flagrado em versão de produção (ou quase isso)

FordGT2017

Apesar de toda a badalação a respeito do novo Ford GT, aquele carro azul que vimos no Salão de Detroit ainda era apenas um conceito funcional do qual “95% do design seria mantido no carro de produção”. O modelo que efetivamente chegará às ruas ainda não foi revelado oficialmente, mas o pessoal do Ford GT Forum conseguiu uma imagem inédita do carro. Aparentemente, os 5% do design diferentes do conceito são os retrovisores externos e os faróis e lanternas.

Repare a foto: ainda que não seja a versão final, este exemplar tem retrovisores maiores, mais condizentes com o mundo real, luzes de posição nas laterais e pintura brilhante em vez de fosca nas saias laterais e no splitter. Apesar de não termos uma foto da traseira, a Ford já havia dito que o carro terá lanternas traseiras com gráficos diferentes das lanternas do conceito. Outra mudança deve ser o difusor traseiro, que receberá a mesma pintura brilhante das saias e splitter.

Também não há detalhes sobre a situação em que este Ford GT foi fotografado pelo membro do Forum, mas pode ter a ver com a recente notícia de que o GT terá para-brisa de Gorilla Glass — repare que há outros três para-brisas atrás do carro. A versão final do carro será apresentada em janeiro de 2016 no Salão de Detroit já como modelo 2017. Ele começará a ser produzido no fim do ano e custará cerca de US$ 400.000.

 

Bernie Ecclestone acha que a F1 está “uma porcaria”

2013981054246_2013-f1-12-italia-DOM-bernie_II

Já faz algum tempo que a Fórmula 1 já não é mais aquela que aprendemos a gostar nos anos 1980, 1990 e 2000. E essa não é apenas uma impressão do público brasileiro, que em geral tende a gostar de compatriotas vencendo, mas também do próprio manda-chuva da categoria, o octagenário Bernie Ecclestone.

O britânico, que não faz questão de segurar a língua na hora de dar opiniões, também não está satisfeito com os rumos que a Fórmula 1 vem tomando nos últimos anos. Em entrevista à Autoweek, ele soltou o verbo contra a própria categoria (que precisa seguir o regulamento da FIA e, claro, atender as demandas da associação dos construtores e pilotos). Veja o que ele disse:

“O problema é que eu vejo as coisas como elas são, e não como eu quero que sejam. Você acha que está tudo bem quando Fernando Alonso – você já ouviu falar dele, ele é campeão mundial – está no fundo do grid de largada? Está certo que um piloto que se classifica em terceiro tenha que cair para 13º por ter trocado o motor? Está certo? A Fórmula 1 está uma porcaria. Neste momento precisamos cuidar disso. O público não compreende isso. Eles assistem à corrida, e veem que alguém que se classificou em segundo ou terceiro, de repente, está no meio do grid. Por quê? Por que mudou o motor. Ou o câmbio. Precisamos resolver isso, mas não podemos esperar tantos anos”. 

q1alonso

Sim, Bernie. Vocês precisam resolver isso o mais rápido possível. E essa parada dos motores é apenas um dos problemas. Correr para economizar gasolina é outro. Mas infelizmente, as mudanças não serão tão rápidas. A FIA já obrigou os fabricantes de motores a torrar uma bela grana para desenvolver os atuais V6 turbo híbridos e, como dinheiro não cai do céu, foi decidido que tudo fica igual até 2017, pelo menos. O problema vai ser segurar o público até lá.

 

Bentley EXP10 Speed 6 está perto da produção em série

Bentley_EXP_10_Speed_6 (16)

Você deve lembrar do conceito Bentley EXP 10 Speed 6, que foi exibido em março deste ano no Salão de Genebra com sua pintura verde histórica e o interior de couro e metal mais impressionante dos últimos anos. Na ocasião a fabricante britânica disse que aquele seria apenas um conceito para homenagear o clássico Speed 6 do começo do século XX — tanto que ele nem teve seu powertrain revelado.

Mas agora, o conselheiro de vendas e marketing da Bentley, Kevin Rose, disse ao Top Gear que “Para decidir se um novo modelo deve ser produzido, sempre nos fazemos três perguntas: há espaço no mercado? Há um grupo de clientes vindo de carros semelhantes, porém mais baratos? Podemos transformá-lo em um Bentley? Com o EXP 10 nós podemos. Ele atende os pré-requisitos”. Além disso, ele também afirmou que o carro ainda não foi aprovado, mas é apenas uma questão de tempo.

bentley-exp-10-speed-6-concept

Rose não mencionou detalhes sobre o powertrain, mas disse que o carro será produzido sobre a plataforma MSB do grupo Volkswagen, que foi desenvolvida para a próxima geração do Porsche Panamera para tração traseira ou integral e motor longitudinal. Ela também será usada na próxima geração do Continental GT e do Flying Spur.

 

Renault Twizy pode ser emplacado no Brasil

Captura de Tela 2015-12-21 às 12.45.10

Um dos modelos elétricos mais bem sucedidos já fabricados, o Renault Twizy “ganhou” uma lei que permite seu licenciamento no Brasil. O Twizy é um dos modelos elétricos beneficiados pela nova resolução que isenta os veículos elétricos do Imposto de Importação, mas não se enquadrava na categoria de quadriciclo — que englobava os veículos conhecidos como “quadbikes”.

Agora, a categoria foi separada entre quadriciclo-moto, que usa guidão e não é fechado, exigindo capacete para sua condução, e quadriciclo comum, conceituado como veículo automotor elétrico com cabine fechada. Isso permite que agora o Twizy seja emplacado e rode em vias públicas urbanas. O modelo é oferecido em três versões de motorização e teve 32 unidades montadas no Brasil em regime SKD pela usina de Itaipu. O modelo custa, em média, 8.000 euros, ou cerca de 35.000. Segundo o presidente da Renault-Nissan, Carlos Ghosn, 50.000 encomendas já viabilizariam a venda do modelo no Brasil.

 

Lamborghini revela mais detalhes do seu futuro hipercarro

landscape-1434487219-roa080115fea-lambo-06

Já faz alguns meses que a Lamborghini divulgou que está trabalhando em um modelo especial para comemorar os 100 anos do nascimento de seu fundador, Ferruccio Lamborghini. Até agora conhecido como Lamborghini Centenário, tudo o que se sabe é que ele será um hipercarro para rivalizar com a LaFerrari e que será apresentado em março no Salão de Genebra.

Mas agora o pessoal do Pistonheads conversou com o futuro ex-CEO da Lamborghini, Stephan Winkelmann, e conseguiu descobrir mais algumas informações sobre o hiperLambo. Winkelmann disse que ele usará a plataforma de um dos carros existentes, mas terá visual totalmente inovador. Ao ser questionado sobre qual seria esta plataforma, o alemão com jeitão de italiano respondeu que normalmente, para carros limitados, a empresa usa o Aventador como base.

Lambonario

Antes da quase-confirmação de Winkelmann, já havia rumores de que a base do Centenario seria mesmo o Aventador SV (LP750-4) porém com potência elevada para 800 cv e números de desempenho superiores ao de qualquer outro Lamborghini. Além disso, ele não deverá ser turbo, nem híbrido. Winkelmann já havia avisado que em novembro que “não há motor melhor que um motor aspirado para os esportivos atualmente”.

 

Matérias relacionadas

A nova geração do Corolla, um Porsche Cayman com motor de 911 Carrera S, o fim do museu de Donington e o melhor da semana no FlatOut e no YouTube do FlatOut

Leonardo Contesini

Os novos Audi A5 e S5 coupé, a volta do BMW Série 8 e do Porsche 928, o fim do Punto T-Jet e mais!

Leonardo Contesini

Alfa Romeo 155 V6 Ti: a história (e o belo ronco) do campeão do DTM de 1993

Dalmo Hernandes