Edição diária: 16/06/2019
FlatOut!
Image default
Project Cars Project Cars #357

Ford Ka XR Turbo: começando a solucionar o Project Cars #357

Olá, pessoal! Primeiro gostaria de agradecer aos comentários dos dois últimos posts, leio todos, só que às vezes não consigo responder. No último post deixei a incógnita do que havia acontecido após ligar o ar do carro. Vi vários comentários citando ser algo relacionado ao compressor e correia de acessórios, e por isso a primeira coisa que fiz questão de testar ao pegar o carro no mecânico era ver se o ar estava gelando. Felizmente estava sim.

Apenas um comentário chegou a 95% do motivo de eu ter ficado na mão naquele sábado, (parece coisa de outro mundo) no processo de montagem o conector do sensor de fase não ficou 100% preso, com a volta animada pra casa o sensor de fase se soltou, pegou no coletor que fica pro alto logo atrás do motor e tosou a proteção dos fios, fechando curto. Por algum motivo na hora que liguei o ar gerou um campo eletrico que queimou o fusível de 5A do painel do carro. Com essa descobri que o Ka não liga sem que o painel esteja funcionando.

Jpeg

Esse conector azul pequenino ao lado da tampa de óleo foi o causador de tudo

Coloquei o carro no reboque, esperei o fim de semana todo pra ter o diagnóstico de um eletricista — que chegou com as seguintes palavras “cara seu carro so tinha um fusivel queimado, e o conector do sensor de fase torrado, coloquei um conector novo e troquei o fusivel, ta funcionando perfeito aqui”. Enfim, passei um fim de semana triste, desanimado, sem saber pra onde correr e o problema foi o mais simples possível!!!

Kaganeira de volta a vida, quer dizer mais ou menos, nessa brincadeira passados três dias vi que o carro começou a dar falta, e a pressão de combustivel oscilando muito, já resolvo voltar pro preparador pois o carro ainda utilizava a bomba a gasolina original. A conversão para o álcool mesmo e o curto devem ter levado a umas oscilações. Antes de ficar na mão mais uma vez coloquei a bomba do Ka flex. Agora sim, de volta à vida! Mas como o processo é de “restauropreparação”, na montagem do carro deixei algumas coisas simples para trás, pois o importante era fazer o carro andar, depois ir melhorando o que podia.

Hora de dar um trato nos freios e velas, as pastilhas ja apotavam um fim e as velas nao havia trocado quando montei o carro. Vou na Ford e compro pastilhas de Ford Ka 1.6 originais por 50 reais, e na internet um jogo de velas iridium que são bem dificeis de achar para o Zetec (pois as mesmas são um pouco mais compridas), além de um jogo de faróis novo — já que um farol estava velho (comprei o par logo pra não dar diferença de cor) —, novas lâmpadas de 4300K (xenon de 8000k não iluminam tao bem e incomodam muito os outros motoristas).

Jpeg

Quem não recebe as encomendas e abre igual menino pequeno no natal?

Saio do trabalho uma quinta a noite e vou para casa do meu amigo Misael, este trabalha na montadora de Betim comigo e nos finais de semana e horas vagas faz manutenções preventivas em sua garagem, sempre estudando todos os processos antes, respeitando os torques e trata os carros como se fosse o dele, alem de ter todas as ferramentas especificas (sem gambiarras). No caminho pra casa dele, ele comenta que leu sobre o pessoal que faz um swap de freio nos Ford Ka, passando a utilizar pinças, pastilhas e discos do Ecosport, que seria interessante eu fazer o mesmo pois seria tudo plug&play, falo que ficaria pra frente pois o carro ja freiava bem. Carro no cavalete rodas tiradas e como magica eu tinha freios de Ecosport! Algum antigo dono do carro ja tinha feito essa up, e as pastilhas que comprei na promoção na Ford teriam que ser devolvidas, aquele momento em que voce compra a peça errada e fica feliz, pois meu carro já tinha algo que queria e nem sonhava.

Jpeg

 

Diferença do tamanho das pastilhas originais com as do Ecosport 1.6

Passamos o sofrimento pras velas, que estavam saindo bem ate que um dos cabos arrebendou, ainda bem que tinha comprado cabos novos, quase 1 hora de luta com as velas, mas tudo trocado e novo!


Trabalho feito com as ferramentas corretas, epi e atenção. Em Detalhe as velas pro Zetec quem tem no corpo uma parte sem rosca

Aproveitamos e trocamos farois, lampadas também. Carro mesmo sem o para choque pintado ja deu outra cara pro carrinho, e o melhor uma volta pra casa às 22 horas, com iluminação decente.

Jpeg Jpeg

Aproveitando o entusiasmo de o carro ficar do jeito que queria, no sábado da mesma semana fui olhar a suspensão pois o carro não parecia um Ka, e sim algo cheio de folgas e barulhos. Orçamento feito e as seguintes peças ruins: quatro coxins estourados, batentes ressecados e as buchas do leque totalmente estouradas, principalmente do lado esquerdo, onde a mangueira do respiro do motor jorrava o óleo da época do pistão trincado em cima deles.

Nesse momento dois ensinamentos importantes: primeiro nunca acredite no primeiro orçamento de peças e sempre procure na concessionária — a casa de peças estava me cobrando o dobro do preço das peças das concessionária, sendo que iria utilizar todas as peças do Ka 2008, que apesar de numeração diferente no catálogo, são as mesmas peças. As buchas do leque iria colocar de PU, e com esse vem o ensinamento número dois: havia a opção de somente as buchas e o leque com as buchas, fui no mais barato que era somente as buchas, so que a trabalheira foi tanta para fazer a troca, que foram três horas de briga numa prensa hidráulica — o preço da M.O. (que foi justa) saiu no valor da diferença do preço pro leque completo e a troca seria feita em cinco minutos. Pensem num carro que ficou travado no chão: entrar em curvas é só prazer, sem sustos e pura felicidade (em termos e contarei mais pra frente).

Carro acertado, suspensão nova, hora de ir pra arrancada ver como o carro iria se sair, mas essa parte ficará pro próximo post assim como umas surpresas agradabilíssimas e quais os planos. Ate lá e obrigado!

Por Marcos Ponciano, Project Cars #357

0pcdisclaimer2

Matérias relacionadas

Project Cars #236: o swap de motor do meu Peugeot 205

Leonardo Contesini

A saga do Citroën ZX Coupé: a montagem dos coletores e elétrica

Leonardo Contesini

Project Cars #376: comprando e restaurando um Chevrolet Opala Comodoro cupê

Leonardo Contesini