A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
História Zero a 300

Ford Kent: a história do motor dominou as pistas nos Lotus dos anos 1960 e se tornou um dos mais populares do Brasil

Talvez tenha sido o ritmo insano da evolução tecnológica destes tempos. Talvez seja apenas a obsessão da sociedade de consumo por novidades, mas é comum considerarmos "antigo demais" um motor com 15 ou 20 anos. Até faz muito sentido hoje, depois de passarmos por uma revolução tecnológica que modificou o padrão dos motores modernos, mas até o momento imediatamente anterior a essas mudanças, o mercado de todo o mundo ainda se virava muito bem com motores mais antigos. Eram projetos nascidos nos anos 1980, 1970 ou até mesmo nos anos 1960, que foram evoluindo para se tornar mais potentes e eficientes, porém ainda mantendo as características básicas de seu projeto original. Um destes motores é o Ford Kent, que nasceu lá no final dos anos 1950, foi parar nos Lotus de corrida dos anos 1970, foi transformado em um motor econômico nos anos 1970 e acabou se tornando um dos motores mais populares do Brasil e do mundo.   Ford Anglia, o início Tudo começou em 1959, quando a Ford ren

Matérias relacionadas

Sbarro Super Eight: um hot hatch com motor V8 Ferrari central-traseiro (e lanternas de Chevrolet Monza)

Dalmo Hernandes

Range Rover Velar “vazou” antes da hora, McLaren P14 terá quadro de instrumentos duplo, os novos recordes do supercarro elétrico chinês e mais!

Leonardo Contesini

Sim: colocaram um motor Wankel Mazda em um Fusca 1960

Dalmo Hernandes