Edição diária: 17/06/2019
FlatOut!
Image default
Games

Game vs. realidade: o que acontece se o jogador pegar uma carona no carro de verdade?

Com a nova geração de games/simuladores de corrida prometendo ser ainda mais realistas, muita decidiu comparar carros e pistas no mundo real com suas versões eletrônicas e inundar a internet com esses vídeos. Mas esses caras foram um pouco além.

Em vez de fazer algumas hot laps no game (Need For Speed Shift, aparentemente) e depois sair correndo para a pista, eles decidiram instalar um Logitech G27 e um monitor de 19 polegadas no banco do carona de um Renault Mégane RS265 e comparar o mundo real ao virtual ao mesmo tempo no Circuito da Catalunha.

A ideia não faz sentido algum, apesar de parecer uma forma de submeter o jogador às forças G, o fator cuja ausência é mais sentida nos simuladores. O negócio ganha ares cômicos, quando o percurso e o traçado de cada piloto perdem a sincronia e o gamer acaba desorientado pelas forças G de curvas, frenagens e reacelerações que ele já havia feito ainda iria fazer.

Mesmo assim, a ausência de risco do jogo permitiu que o jogador arriscasse mais em sua recuperação e o resultado disso foi seu tempo de volta três segundos mais baixo que o do piloto do carro.

 

Matérias relacionadas

Atenção, fãs de Gran Turismo: Brasil fará parte do GT Academy 2014

Leonardo Contesini

Esta senhora ganhou o Bravado Banshee de Grand Theft Auto  – e vendeu o carro

Dalmo Hernandes

Burnout 3: Takedown, o arcade de corrida que te fazia bater para vencer

Dalmo Hernandes