A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Zero a 300

Gasolina volta a subir (mais uma vez), Porsche interessada na F1, Mazda está desenvolvendo híbrido com motor Wankel e mais!

Este é o Zero a 300, nossa rica mistura das principais notícias automotivas do Brasil e de todo o mundo, caro car lover. Assim você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere com a gente!

 

Petrobras anuncia alta da gasolina – preço já subiu mais 10% em uma semana

noticia_4918

Não é déjà vu, nem notícia repetida: a Petrobras anunciou mais um reajuste da gasolina nesta última segunda-feira (5). O Grupo Executivo de Mercado e Preços da estatal anunciou um aumento de 3,3 % nos preços da gasolina, válido a partir de hoje. O diesel subiu somente 0,1%.

O último reajuste havia sido feito na sexta-feira, quando o preço da gasolina nas refinarias foi aumentado em 4,2% e do diesel em 0,8%, após um aumento de 2,7% no início daquela semana. Com isso, a gasolina já acumula uma alta de 10,2% em apenas uma semana.

O motivo da alta foi o aumento do preço do petróleo no mercado internacional, causado pelo fechamento temporário de refinarias dos EUA devido ao furacão Harvey, que afetou a operação de oleodutos e terminais de petróleo no Golfo do México.

 

Porsche está interessada na Fórmula 1

porsche-badge-1024x626

Enquanto Hamilton atraía a atenção do mundo ao vencer o GP da Itália e assumir a liderança do campeonato, o diretor financeiro da Porsche, Lutz Meschke, se encontrava com Ross Brawn e outros dirigentes da Fórmula 1 longe das câmeras e dos microfones. O motivo é exatamente este que você está pensando: a Porsche está pensando em voltar à Fórmula 1.

A Porsche teve uma equipe oficial na F1 no início dos anos 1960, forneceu os motores TAG para os McLaren do início dos anos 1980 e, mais tarde, para a Footwork em 1991. Depois disso a fabricante manteve apenas relações comerciais com a categoria, mantendo sua Supercup como evento de apoio para alguns GPs.

Mas agora, com o fim de seu programa na LMP1 do Mundial de Endurance (WEC), a Porsche voltou a olhar para a F1. Na prática, o orçamento é semelhante, mas a exposição da categoria é muito maior — especialmente com 20 corridas na temporada. A fabricante também já vinha participando das reuniões dos fabricantes de motores e agora confirmou oficialmente seu interesse em ingressar na F1 a partir de 2021, quando o regulamento de motores irá mudar novamente.

Ao site Motorsport.com, Meschke disse que “A Fórmula E é muito importante agora, e a F1 sempre é algo a se considerar. Acho que temos boas discussões sobre os novos motores”. Quando questionado se um V6 biturbo com menos tecnologia atrairia a Porsche à F1, Meschke respondeu: “Sem dúvida”.

O retorno da Porsche, contudo, não seria como uma equipe oficial, e sim como fornecedora de motores. Ainda de acordo com o Motorsport.com, os possíveis parceiros seriam a Williams, que já tinha relações técnicas com a Porsche para o desenvolvimento de sistemas híbridos, e a Red Bull, que tem fortes relações com o Grupo VW.

 

Mazda está desenvolvendo híbrido com motor rotativo

47371_technology_wankel_engine

 

Sim, eu sei que já faz tempo que estamos falando de um possível retorno dos motores Wankel da Mazda e que a cada semana há uma novidade sobre o assunto. Mas desta vez é diferente: pela primeira vez a Mazda confirmou que está mesmo desenvolvendo um modelo com motor rotativo. Além disso, onde há fumaça há fogo (ou havia): com tantos relatos sobre um eventual retorno, é impossível que a Mazda não estivesse fazendo nada.

A confirmação foi feita durante uma entrevista à revista australiana Wheels com o chefe de desenvolvimento da Mazda, Mitsuo Hitomi. Na entrevista Hitomi disse que a nova geração de motores Wankel está sendo desenvolvida, e que a fabricante está trabalhando para reduzir o consumo de óleo, o que o torna inviável no contexto atual de leis de emissões de poluentes. Hitomi ainda disse que ele será usado em um novo modelo com tecnologia de extensão de autonomia.

Mazda-RX9-May-Debut-In-October-1-

Isso significa que o próximo modelo RX da Mazda poderá ser um esportivo híbrido, com motores elétricos e um motor Wankel atuando como gerador de energia para as baterias. Caso eles consigam controlar as emissões do motor, o carro deverá ser lançado até 2020.

 

McLaren deverá usar motores Renault a partir de 2018

mclaren-5

Com a desastrosa campanha da McLaren com os motores Honda, a equipe britânica está prestes a encerrar a parceria com os japoneses para usar motores… Renault! Outro encontro discreto realizado durante o GP da Itália (além da reunião da Porsche com os chefes da F1), colocou executivos do alto escalão da Renault em uma sala com os executivos da McLaren. A apuração é do Sky Sports.

Como Mercedes e Ferrari já descartaram a possibilidade de fornecer motores à McLaren, e a Honda não parece ser uma opção, a única restante foi a Renault. O chefe da McLaren, Zak Brown, disse que esta decisão é “uma das mais difíceis que a McLaren teve que fazer. Os fabricantes não têm estrutura para outra equipe a essa altura”.

Paralelamente a isso, existe um boato circulando nos bastidores da F1 de que Fernando Alonso só renovaria com a McLaren caso a equipe adote os motores Renault, com os quais o espanhol venceu seus dois títulos mundiais.

 

The Grand Tour terá estúdio fixo

the-grand-tour-studio

A segunda temporada de The Grand Tour está se aproximando, e com ela teremos algumas novidades. Uma destas mudanças poderá ser o próprio formato do programa, que é gravado em um estúdio itinerante que roda o mundo, fazendo com que ele seja apresentado sempre em um local diferente.

Segundo o jornal Oxford Times, há um projeto de estúdio em andamento na cidade de Great Tew, na Inglaterra. O projeto é de uma empresa chamada Chump Productions, que por acaso é a produtora de Clarkson, Hammond, May e Andy Wilman.

the-grand-tour (1)

A notícia em si não significa muita coisa, uma vez que em todos os lugares que The Grand Tour visitou, a produção precisou de autorização pública para montar sua tenda itinerante. Mas há um detalhe que muda toda a interpretação do fato: o plano prevê a instalação do estúdio por 13 meses contínuos, que é exatamente o período de gravação de uma temporada de The Grand Tour.

Matérias relacionadas

Qual é a pior geração de um carro legal que você conhece?

Dalmo Hernandes

Volkswagen substitui Golf alemão por mexicano, a Ferrari 458 turbo flagrada, um novo esportivo Alfa Romeo e mais!

Leonardo Contesini

WAT? Motor traseiro e tração dianteira? Conheça o Dynomaxion

Dalmo Hernandes