A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Car Culture Técnica

Godzilla de dieta: Nissan GT-R Overtake perdeu 140 kg à base de fibras… de carbono

Kazutoshi Mizuno, engenheiro-chefe responsável pelo Nissan GT-R, diz que parte do desempenho do carro se deve ao peso e à potência em uma relação perfeita — o que sabemos não ser exatamente verdade, pois o GT-R só ganhou potência desde o lançamento. Agora, o pessoal da preparadora japonesa Overtake resolveu também diminuir o peso do Godzilla. Como eles fizeram isso? Carbon fiber, carbon fiber everywhere!

Na época do lançamento, o GT-R pesava 1.700 kg e seu motor V6 de 3,8 litros biturbo entregava 485 cv — a equação perfeita, segundo Mizuno. Contudo, sabemos que não é bem assim: atualmente, o GT-R tem 552 cv e pesa 1.737 kg. Se era tão perfeito, por que mudar? Já destrinchamos esta discussão em dois posts (leia aqui a parte 1 e a parte 2), mas o que você precisa saber é o seguinte: peso baixo bem distribuído não faz mal em nenhum carro, e de forma alguma o GT-R é exceção. E a Overtake disso muito bem.

overtake-gtr (17)

Talvez você não tenha ouvido falar da Overtake International, o que não surpreente: a companhia foi fundada há apenas dois anos em Tóquio, e o GT-R Overtake é seu primeiro projeto de grandes proporções. E eles já chegaram com os dois pés na porta: todos os painéis da carroceria e até alguns componentes estruturais do carro foram substituídos por peças de fibra de carbono, projetados pela Overtake e fabricados com material da melhor qualidade. 

overtake-gtr (50)

As primeiras modificações tiveram inicio em de 2013. Em maio, a página da Overtake no Facebook começou a divulgar teasers de um GT-R modificado, com um novo body kit. Novas ilustrações foram sendo divulgadas, mas ninguém sabia exatamente o que elas representavam. Até que, semanas depois, eles publicaram fotos de para-choques, paineis da carroceria e saias laterais de um GT-R.

overtake-gtr (14)

overtake-gtr (13)

A Overtake, aparentemente, não realizou modificações mecânicas no GT-R além dos novos coletores de escape, feitos sob medida. Eles mesmos explicaram ao site GT-R Life

Você pode até aumentar a potência do GT-R ou melhorar sua aceleração e, claro, você pode até melhorar a suspensão e os pneus para melhorar a sua dinâmica, mas reduzir o peso de um GT-R é o melhor jeito de melhorar o desempenho do carro em todos os aspectos sem comprometer nada. Esta foi a abordagem da Overtake para este carro.

Além de reduzir o peso, os caras da Overtake fizeram alguns retoques aerodinâmicos — alguns recortes na traseira e um spoiler integrado à tampa do porta-malas. O capô também foi modificado, com respiros para resfriar melhor o motor. 

overtake-gtr (1) overtake-gtr

Difusores frontal e traseiro, saias laterais, aerofólio, tudo foi redesenhado para que o GT-R corte o ar com mais eficiência. Componentes estruturais, como as colunas e o teto, também foram refeitos em carbono, e até mesmo o logo do GT-R foi substituído por uma cópia de carbono, feita usando 15 camadas do material.

overtake-gtr (3)

Um dos detalhes mais legais, contudo, são os discos de freio de carbono cerâmica. Além de reduzir a massa não suspensa, os freios de carbono (com pinças Brembo — que não são de carbono) são imunes ao fading (perda de aderência causada pelo aumento de temperatura em discos de metal).

overtake-gtr (6)

Com as modificações, o GT-R perdeu cerca de 140 kg — uma marca respeitável, e que reduziu o peso do Godzilla para mais ou menos 1.600 kg. Estas fotos foram feitas ao longo de todo o processo de construção e, embora não mostrem detalhes, dão uma boa ideia do que foi modificado no GT-R Overtake.

Nesta semana a Overtake divulgou um vídeo do carro pronto em ação, em que também descreve quantos quilos cada componente de carbono aliviou no peso total, um a um.

A Overtake se oferece para realizar as modificações em qualquer Nissan GT-R, e cada uma delas pode ser feita separadamente. Obviamente, elas não são baratas: o logo de carbono custa ¥ 59 mil, ou cerca de R$ 1.340. O teto? ¥ 250 mil, ou R$ 5.680. Um kit de para-lamas dianteiros e traseiros não sai por menos de ¥ 1,5 milhão, ou R$ 34 mil, mesmo valor do kit de discos de freio dianteiros e traseiros. 

overtake-gtr (2)

Quer realizar todas as modificações do GT-R Overtake no seu próprio Godzilla? Se prepare para gastar ¥ 6.654.000 — ou cerca de R$ 152.000 — sem impostos, e as rodas Rays TE37 azuis não estão inclusas no pacote.

É o preço que se paga para desmontar a lógica do engenheiro-chefe do GT-R da maneira mais ousada e estilosa possível.

[ Fotos: GT-R Life, Overtake International ]

Matérias relacionadas

Nós assistimos ao novo Top Gear e…

Leonardo Contesini

Quando a Lotus transformou o Omega em um supercarro — ou quase isso

Dalmo Hernandes

Este Ford Fusion pesa menos que um Fiesta! Como isso é possível?

Dalmo Hernandes
error: Direitos autorais reservados