A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Zero a 300

Gol e Voyage ganham cara nova e versão única, Denatran faz confusão com parcelamento de multas, a volta do Jaguar XK e mais!

Este é o Zero a 300, nossa rica mistura das principais notícias automotivas do Brasil e de todo o mundo, caro car lover. Assim você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere com a gente!

 

Gol e Voyage ganham a cara da Saveiro – e continuam sem câmbio automático

gol-e-voyage-2019-5-

A Volkswagen anunciou na noite desta segunda-feira (21) a linha 2019 do Gol e do Voyage. Como era esperado, a dupla ganhou o mesmo visual da picape Saveiro, com faróis maiores e dianteira mais verticalizada. Diferentemente do que era esperado, eles não ganharam um câmbio automático como o de seus principais rivais.

gol-e-voyage-2019-9-

Além disso, Gol e Voyage agora passam a ser oferecidos em versão única, com duas opções de motorização. A primeira é o 1.0 MSI, que ganhou 2 cv e agora tem 84 cv a 6.350 rpm e 10,4 kgfm a 3.000 rpm. A segunda é o 1.6 8v de apenas 104 cv que, sem mudanças, ocupa o vergonhoso posto de motor menos potente do segmento, superado até mesmo pelo 1.4 8v do Onix/Prisma, que produz 106 cv, enquanto Ka/Ka+ e HB20/HB20S já chegam à casa dos 130 cv (o coreano com 128 cv e o Ford com 137 cv no futuro Dragon ou 110 cv no atual Sigma). O câmbio continua sendo o manual de cinco marchas, mas a Volkswagen confirmou que eles terão o câmbio automático de seis marchas. Só não disse quando.

gol_e_voyage_2019__3_

 

O pacote básico ao menos entrega o mínimo de dignidade ao comprador, com ar-condicionado, direção hidráulica, travas e vidros elétricos, e ajuste de altura do banco do motorista. Os pacotes opcionais são três: Urban Completo, Interatividade Media Plus e Interatividade Discover Media. O primeiro inclui rodas de liga leve de 15 polegadas, alarma, chave tipo canivete, retrovisores e maçanetas na cor da carroceria, grade preta, ajuste elétrico dos retrovisores, vidros elétricos na traseira, abertura elétrica do porta-malas, faróis de neblina, sensor de estacionamento traseiro e ajustes de altura e distância da coluna de direção.

gol_e_voyage_2019__6_

O segundo inclui um rádio com leitor de CD e SD e portas USB auxiliares, além de conexão Bluetooth e comandos no volante, enquanto o “Interatividade Discover Media” inclui um sistema multimídia com tela sensível ao toque, Android Auto, Apple CarPlay, MirrorLink e entrada USB.

gol_e_voyage_2019__4__2

Os preços dos opcionais não foram divulgados, somente os preços das versões básicas: o Gol sai R$ 45.000 na versão 1.0 e R$ 50.780 na versão 1.6, enquanto o Voyage custa R$ 52.640 com o motor 1.0 e R$ 56.640 com o motor 1.6. Será que as mudanças convencem o público a trocar o HB20 ou o Ka pelo Volkswagen?

 

Denatran bagunça o parcelamento de multas no cartão

FlatOut-2017-10-19-às-13.33.37

Em outubro do ano passado o Denatran autorizou o pagamento de multas por cartões de débito e/ou crédito, o que também permitiu o parcelamento das multas, facilitando a regularização de pendências. Em março, a resolução ganhou outra resolução que dispunha sobre os critérios técnicos para adoção do parcelamento. Mas agora o Denatran resolveu suspender esta segunda resolução, o que significa que não há mais disposição sobre a adoção do parcelamento. Contudo, a suspensão da resolução não suspende o parcelamento de multas, apenas a adoção do sistema de parcelamento. Confuso? Nós também achamos, mas não é algo que surpreende quando se trata de governo brasileiro.

Segundo o Denatran, a suspensão da Portaria nº 53, de 23 de março, suspende apenas os procedimentos técnicos que os órgãos fiscalizadores deveriam adotar para se adequar à prática do parcelamento, mas a resolução anterior já tinha força de lei para autorizar o parcelamento. Na prática, a suspensão da regulamentação não irá afetar os Detrans que já adotaram o sistema de parcelamento de multas, tampouco o pagamento das multas pelo cartão — apenas os órgãos fiscalizadores que ainda não adotaram o parcelamento.

A justificativa do Denatran para a suspensão é ainda mais confusa, dizendo que a suspensão “proporciona melhores condições ao cidadão que optar pelo parcelamento”, porém não explica como nem por que a resolução foi suspensa:

O Departamento Nacional de Trânsito informa que a suspensão da Portaria nº 53/2018 não inviabiliza a realização do parcelamento de multas vigente, respaldado pela Resolução CONTRAN nº 697/2017. Portanto, a Resolução continua em vigor e não suspendeu o parcelamento para aqueles Órgãos que já implementaram a possibilidade do uso de cartões de débito ou crédito para o pagamento parcelado das multas de trânsito.

O ato publicado no Diário Oficial da União nesta segunda-feira (21) suspende os procedimentos técnicos que deveriam ser adotados pelos órgãos fiscalizadores do Sistema Nacional de Trânsito para a prática do parcelamento.

O objetivo da suspensão é de proporcionar melhores condições ao cidadão que optar pelo referido parcelamento, além de incluir, em um normativo que será publicado em breve, outros tributos, como o Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) e o Licenciamento Anual, por exemplo.

O Denatran afirma que não terá alteração nos processos já iniciados pelos condutores que optaram pelo parcelamento das multas de trânsito.

Em resumo, nada muda para o cidadão. O parcelamento poderá ser realizado onde a prática já foi adotada, mas não será adotado enquanto o Denatran não publicar uma nova resolução normativa.

Jaguar terá nova família de esportivos

FlatOut 2018-05-22 às 13.15.02

Todo entusiasta sabe muito bem como o Porsche Cayenne foi importante para que a Porsche continuasse produzindo o 911 e o Boxster/Cayman. O SUV enche o caixa e financia os esportivos. O mesmo efeito parece estar acontecendo com a Jaguar: o E-Pace e o F-Pace são os líderes de vendas da marca britânica, mas seu próximo lançamento não será um SUV ou um sedã, e sim um esportivo 2+2 que dará continuidade a linhagem do XK e iniciará uma família inteira de esportivos.

A informação vem do chefe de estratégia de produto da Jaguar Land Rover, Hanno Kirner, em entrevista à revista britânica Autocar, reforçando o que o chefe de design da marca, Ian Callun, havia sugerido no ano passado quando disse que estava trabalhando em um F-Type de dois lugares e em um 2+2. Kirner disse que o F-Type é um grande sucesso, que a Jaguar adora esportivos (reforçando o uso do plural) e que “o tipo de carroceria é muito importante para a Jaguar”, apesar de ainda não ter definido se ele terá uma variação.

A Autocar acredita que a equipe de design da Jaguar Land Rover esteja retomando o projeto para uma segunda geração do XK, que foi cancelada em 2014. Contudo, o projeto será completamente novo e baseado na segunda geração do F-Type, por isso ele não deve aparecer antes de 2021. Isso porque o atual F-Type é baseado em uma variação da plataforma do antigo XK, e a nova geração do modelo chegará em 2019 já baseada em uma arquitetura modular que será suficientemente flexível para dar origem ao 2+2. Isso também foi sugerido por Kirner na entrevista: “Adoro a ideia de uma arquitetura flexível que pode nos dar qualquer coisa.”

Ao que tudo indica, a nova geração do F-Type será inspirada na linhagem do E-Type, que era oferecido como cupê de dois lugares, 2+2 e roadster. Quanto aos motores, a Jag já renovou sua família de quatro-cilindros com os novos Ingenium 2.0 turbo a gasolina e diesel. O próximo passo será substituir o V6 originado na era Ford por um novo seis-em-linha com diversas configurações de potência e torque. Considerando o nível dos seis-em-linha atuais — e a própria faixa de potência dos Jaguar atuais —, eles deverão ter deslocamento de 3 litros, um ou dois turbos e potência na faixa dos 350 cv a 450 cv.

 

Volvo, Jaguar Land Rover e PSA não estarão no Salão do Automóvel

SUV_C4_Cactus_01-1160x869

Da mesma forma que já acontece com outros Salões internacionais, o Salão do Automóvel de São Paulo não contará com ao menos cinco fabricantes tradicionais no mercado brasileiro. Jaguar, Land Rover, Peugeot, Citroën e Volvo não estarão no Salão do Automóvel em novembro, conforme anunciado pelos organizadores após o lançamento do evento deste ano.

salao-sao-paulo-flatout-jaguar-land-rover-7

Os motivos foram apurados pelo pessoal da Quatro Rodas e, basicamente, se resumem ao custo de participação do evento e o foco em eventos mais eficientes em termos de retorno de investimento. A Jaguar Land Rover, por exemplo, disse que irá priorizar “eventos menores e mais focados em clientes e potenciais clientes”. Outra fabricante que dispensou o salão foi a JAC Motors, que foi direto ao ponto citando que o retorno não justifica o investimento.

 

Tesla Model S envolvido em novo acidente fatal

tesla-model-s-another-fatal-crash-california-1-768x576

Na semana passada um Tesla Model S acabou envolvido em mais um acidente fatal na Califórnia. O carro saiu da pista, caiu em um lago e acabou preso na vegetação lacustre, causando a morte de seu motorista. As circunstâncias do acidente ainda estão sendo investigadas, mas a polícia já descartou o envolvimento de outros carros.

O carro só pôde ser removido do lago nesta segunda-feira devido à dificuldade de acesso causada pela vegetação, e por isso todos os fatos sobre o acidente ainda são desconhecidos, incluindo os dados sobre a atuação do sistema semi-autônomo Autopilot.

Matérias relacionadas

Um McLaren F1 praticamente zero-km a venda, o primeiro esportivo da Polestar, novo Jetta chega em janeiro e mais!

Leonardo Contesini

A evolução dos games de corrida, parte 3: o nascimento dos simuladores e o início da era 3D

Dalmo Hernandes

Isto é simplesmente um caminhão Chevrolet C68 com motor V12 quadriturbo de 1.000 cv – feito no Brasil!

Dalmo Hernandes