Goodwood Festival of Speed: a história e as atrações da maior festa da velocidade do planeta

Leonardo Contesini 10 julho, 2018 0
Goodwood Festival of Speed: a história e as atrações da maior festa da velocidade do planeta

Na próxima quinta-feira (12) começa mais uma edição do Goodwood Festival of Speed, que irá reunir os carros mais incríveis de todos os tempos, entusiastas que não se importam em acelerar seus clássicos, pilotos ilustres, fabricantes consagrados e colecionadores de todo o mundo para celebrar a existência do automóvel e da velocidade em si, como seu nome sugere.

 

Apesar de ser uma celebração de porte mundial, o Goodwood FoS ainda é uma instituição tradicionalmente britânica, algo como Wimbledon sobre rodas. O nome Goodwood, por exemplo, vem da Goodwood House, uma propriedade rural britânica (country house, como eles chamam por lá) de 4.900 hectares construída por volta de 1600 e que foi parar nas mãos do 1º Duque de Richmond em 1697 e, desde então é passada de geração em geração de seus descendentes. Atualmente, a casa pertence da Charles Gordon-Lennox, 11º Duque de Richmond e Lennox, que todos conhecíamos como Lord March até setembro de 2017.

1280px-Goodwood_House,_West_Sussex,_England-2Oct2011

Ao longo de seus mais de 400 anos a Goodwood House recebeu dois campos de golfe, uma pista de críquete, estábulos e uma pista de corrida de cavalos, uma pista de subida de montanha no início dos anos 1930, e depois cedeu parte de seu território para a construção de uma pista de pouso da Royal Air Force. Foi este campo aéreo deu origem ao atual circuito de Goodwood, onde acontecem o Goodwood Members Meeting e o Goodwood Revival.

Mas os dois são variações do Festival of Speed, que é o evento mais tradicional da propriedade. O FoS foi idealizado no início dos anos 1990 pelo próprio Lord March, aristocrata e entusiasta dos automóveis, com o objetivo de trazer o automobilismo de volta à Goodwood House — algo que havia acontecido entre 1948 e 1966. Apesar de ter o circuito em sua propriedade, Lord March não tinha autorização para organizar uma corrida oficial ali. Então decidiu fazer um encontro no traçado de subida de montanha. Com uma pequena seleção de colecionadores conhecidos, ele organizou em 1993 a primeira edição do Festival of Speed.

Apesar do número limitado de carros e de o evento ser realizado em apenas no domingo, 13 de junho, a Goodwood House recebeu 25.000 pessoas naquele dia, mesmo coincidindo com as 24 Horas de Le Mans daquele ano. Com o sucesso desta primeira edição, Lord March passou a organizar as edições seguintes em datas que não coincidissem com os Grandes Prêmios de F1, nem com as 24 Horas de Le Mans. No ano seguinte, o evento teve uma seleção maior de carros e se estendeu pelos dois dias do fim de semana. Em 1996, Lord March decidiu incluir a sexta-feira na programação e, desde 2010, o Festival of Speed tem atrações de quinta a domingo.

Atualmente o Festival of Speed tem seis atrações fixas, sendo a principal delas a subida de montanha que caracteriza o evento. A pista se estende por 1.800 metros e tem uma variação de altitude de 92,7 metros, com uma inclinação média de 4,9%. Atualmente o recordista da subida é o McLaren MP4/13 pilotado por Nick Heidfeld em 1999, que completou o traçado em 41,6 segundos a uma média de 161,554 km/h — um recorde que deverá permanecer, uma vez que os Fórmula 1 são proibidos de disputar a subida atualmente.

Depois há uma competição no sentido contrário: a dos carros “soapbox”, movidos pela gravidade. A modalidade surgiu em 2000 e foi disputada até 2004, com empresas de grande porte construindo os carros, como a Cosworth e a Prodrive. Devido ao alto número de acidentes e ao orçamento cada vez maior para fabricar os carros — mesmo com limitações de orçamento —, a modalidade foi suspensa em 2005 e só voltou em 2013.

Também há espaço para os carros de rali no Forest Rally Stage. Eles apareceram pela primeira vez em 2005 e usavam um circuito que largava no asfalto, passava pela floresta e voltavam para o asfalto no final da pista de subida de montanha. Em 2006 o piloto Hanny Mikkola projetou um estágio completo na floresta, com uma linha de chegada separada da largada.

Goodwood-FoS-2017-2

Saindo das pistas, o FoS tem duas exposições diferentes, uma para clássicos e outra para carros novos: a Style e Luxe, que acontece desde 1995 e tem o formato de concurso de elegância. Somente convidados podem exibir seus carros na mostra e eles são julgados por uma banca que, diferentemente dos demais concursos de clássicos, é formado por convidados ilustres não necessariamente especialistas em clássicos. O outro é o Moving Motor Show, criado em 2010 após o cancelamento do Salão de Londres, voltada aos lançamentos, onde os fabricantes podem exibir seus carros e oferecer test-drives para os clientes potenciais.

 

O Festival of Speed começa nesta próxima quinta-feira (12). Nos próximos dias teremos um post com o guia completo para você acompanhar o evento deste ano sem perder nenhum minuto. Fique ligado!